Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Achei uma nota de 5 euros

Resultado de imagem para nota de 5 euros

 

Eu, a carochinha de serviço, habituada a encontrar na rua moedas de 1 e 2 cêntimos, esporadicamente uma moedita de 10 ou 20 cêntimos, e uma única vez uma moeda de 50 cêntimos, mais habituada a perder notas sem saber bem como, do que a encontrá-las, achei uma nota de 5 euros!

 

Li no outro dia, que encontrar moedas na rua pode ser um sinal, uma forma de aqueles que já partiram comunicarem com quem cá está.

Curiosamente, encontrei a nota no dia 25, um ano após a morte da Tica. Coincidência?

Suponho que sim. Até porque era um nota, e não uma moeda!

Mas o que quer que signifique, a verdade é que deu jeito. 

O problema das modernices

 

Foi criada uma nova nota de 5 euros, com novos elementos de segurança, lançada em Maio do ano passado.

Durante algum tempo (não se sabe quanto), tanto estas novas notas da segunda série, como as da primeira série, irão circular simultaneamente.

Gradualmente, as notas antigas serão retiradas de circulação.

De facto, nos dias que correm, já são raras as notas antigas que me vêm parar à mão.

Assim, no outro dia, fui ao meu banco depositar dinheiro - notas de 5 euros novas - numa das máquinas disponíveis (para não perder tempo ao balcão).

Introduzi as notas, foram rejeitadas. Repeti a operação, novamente rejeitadas. Tentei uma terceira vez, o mesmo resultado. Pensando que as notas tinham algum problema ou que, por serem de 5 euros, a máquina não recebia, segui o conselho que esta me deu logo da primeira vez. Diriji-me a uma funcionária para lhe perguntar se era só aquela máquina que não aceitava notas de 5 euros. Ao que ela me respondeu:

"Se forem notas novas de 5 euros nenhuma das máquinas aceita, só das antigas. Quer que lhe troque?"

 

 

Por acaso até tinha umas antigas na carteira, experimentei e aceitou logo à primeira! Mas se vão deixar de existir, e até já temos novas para as substituir, não faz sentido nenhum. É o problema de pôr em prática as modernices, sem estarem devidamente preparados para elas!

Agora imaginem quando isso acontecer com todas as outras notas...

 

  • Blogs Portugal

  • BP