Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Foi preciso voltar à praia para perceber o quanto sentia falta dela!

IMG_1104.JPG

 

No ano passado não fui à praia.

Com o covid, as regras e as pinturas em casa, optei por não fazer praia.

Este ano, o tempo não anda muito convidativo e, mesmo em férias, a vontade não era muita.

Pensei que já não tinha aquele desejo tão grande e aquela paixão de antigamente.

Pensei que passava bem sem ir à praia mais um ano.

 

Até que, esta semana, fomos até ao Baleal.

E foi incrível perceber o quanto sentia falta de pisar a areia.

O quanto sentia falta do cheiro a maresia.

O quanto me fazia falta dar um mergulho no mar. Sentir o sal, e o sol, na pele.

Foi incrível perceber as saudades que eu tinha da praia, e quão bem ela me faz.

 

Foi bom relembrar aquilo que parecia já estar esquecido. Como um regressar às origens.

Um despertar de algo adormecido. Mas que está lá, e sempre estará, por mais que os anos passem, e a vida mude.

Do campo até à praia atravessando o deserto!

IMG_5688.JPG

IMG_5689.JPG

Ontem fomos dar um passeio que começou por este belo campo de papoilas.

 

 

IMG_5699.JPG

Depois, chegámos aqui e convidei o meu marido a subir até ao topo da montanha de areia, para ver o que havia do outro lado.

 

 

IMG_5697.JPG

Acreditem que cheguei a uma altura em que me arrependi dessa ideia. Caminhar na areia, com tanta roupa vestida e uma mala pesada, olhar ao redor e só ver sol e areia, olhar para a frente e parecer que nunca mais lá chegaríamos, não é algo que incentive. Só me apetecia sentar ali mesmo, e recuperar energias para voltar para trás.

 

 

IMG_5694.JPG

Parecia que estava a fazer uma travessia em pleno deserto!

 

 

IMG_5692.JPG

Íriamos nós encontrar o tão almejado oásis?

 

 

Não desistimos até lá chegar, e foi este o cenário com que nos deparámos:

IMG_5700.JPG

IMG_5701.JPG

IMG_5707.JPG

 

 

Eis-nos aqui, na Foz do Arelho:

IMG_5702.JPG

IMG_5705.JPG

 

 

 E, para terminar o passeio em grande, nada como subir esta escadaria!

IMG_5708.JPG

 

 

Sugestões para o fim-de-semana

 

 

O que sugere o Fora de Casa desta semana?

 

Sugestões caninas e felinas, com o Dogga'live, em Vila Nova de Gaia, e a apresentação do novo livro do Clube de Gatos do Sapo, em Lisboa!

A música também está presente com o Gerês Rock'Fest e o Meo Sudoeste.

Se preferem ir até à praia, mas estão na cidade, porque não aproveitar a Praia Urbana McDonald's?

Tudo isto e muito mais, a descobrir na edição de 27 de julho a 2 de agosto 

Alguém se oferece para interpretar estes sonhos?

Imagem relacionada

 

No último mês, já são três sonhos muito semelhantes, que envolvem forças da natureza, e que me "atacam" quase da mesma forma:

 

1º - Estou a passear, ao que parece, perto de uma falésia. Não consigo perceber se mais abaixo ou no cimo. Vem uma onda enorme, que me bate, levanta-me no ar a vários metros e, claro, em seguida caio no chão de pedra.

 

2º - No segundo sonho, sei que estou numa praia, até porque estou presa em areias movediças e, quanto mais tento escavar e mandar a areia para fora, mais areia cai onde estou, e mais me enterro. Mais uma vez, vem uma onda grande que me atira, literalmente, contra a falésia. Lembro-me de, no sonho, pensar, enquanto voava: pelo menos a areia em que estou envolvida deve amortecer a pancada.

 

3º - Desta vez não mete água. Estou a caminhar na rua que faço todos os dias para o trabalho, e no mesmo sítio onde já apanhei um valente susto, à custa da trovoada. No sonho, vejo o clarão e oiço o relâmpago, ao mesmo tempo que sou projectada no ar, para trás, caindo a uns metros, no chão.

 

Algo assim: 

Resultado de imagem para sonhos

 

 

Eu sei que se tivesse algum poder especial, gostaria de voar. Mas não propriamente desta forma!

Alguém perito em interpretação de sonhos se oferece para me explicar o significado destes?

 

 

 

 

Cenas de uma totó em férias II

Resultado de imagem para mulher tonta

 

 

Estávamos os três na água.

O meu marido e a minha filha a nadar, e eu a boiar.

 

Às tantas, vejo o meu marido lá mais à frente, e a minha filha a ir ter com ele, e digo:

"Oh Inês, não te estiques. Estás a ir aí muito para a frente, ainda ficas sem pé."

 

O meu marido e ela olham para mim, e respondem:

"Não somos nós que estamos cá muito à frente, tu é que daqui a pouco estás na areia em vez de no mar!"

 

Quando reparei, estava mesmo à beirinha. Com a água a dar-me pelos joelhos. A boiar, nem dei por as ondas me levarem para ali!

Não admira que eles tenham ido mais para dentro e me parececem tão longe. Mais uma cena desta totó para a colecção!