Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O detergente da loiça, um desejo e um rebuçado!

Resultado de imagem para diamante rebuçados

 

Ontem, quando fui lavar a loiça do almoço, estreei o detergente com aroma a laranja. 

E veio-me, imediatamente, à memória, aqueles rebuçados "diamante", com sabor a laranja, que sempre adorei, pelo sabor ácido que têm!

Comentei com a minha filha e o com meu marido, que logo se fez ao caminho para me ir comprar os ditos rebuçados.

 

Passados uns minutos, lá chegou ele com uma embalagem de diamantes. 

Um de laranja para mim, um de tangerina para a minha filha e um de limão para o meu marido.

Soube-me mesmo bem! Deu para matar as saudades e o desejo. E ainda me atrevi com um segundo, de tangerina, que também é bastante ácido, como eu gosto.

Foi a conta certa. Já mestava a sentir o efeito do ácido na língua.

 

Dizia a minha filha:

"Oh mãe, agora cada vez que lavares a loiça, chupas um rebuçado!"

 

Respondi-lhe: 

"É melhor não, senão quando acabar a embalagem de detergente, já eu estou com diabetes!"

 

O que vale é que a embalagem é pequena e, dividindo por todos, não corro esse risco.

Mas não esperava que o meu marido fosse mesmo comprar os rebuçados.

Quem tem um marido assim, tem tudo!

Primavera

Resultado de imagem para primavera

 

Ontem, senti a Primavera!

Nem sempre se consegue, mas ontem deu para senti-la.

 

Em cada raio de sol que aquecia o meu corpo, e me fazia querer passar o resto do dia na rua;

No chilrear dos passarinhos, que pareciam celebrar a vida;

No aroma que invadiu as ruas, por onde quer que passasse, a flor de laranjeira, a fazer lembrar os campos; 

Nas árvores que vou vendo pelo caminho, já cobertas de flores brancas e rosas;

Nas pinceladas brancas sobre o azul do céu, a completar esta linda tela à vista de todos, mas que só os mais atentos conseguirão ver;

E regressar a casa com o sol a brilhar, e não à noite, como estava habituada.

Agora sim, é Primavera!

  • Blogs Portugal

  • BP