Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Desapontada...

 

 

Sim, penso que será mesmo esse o termo certo.

Fomos ontem levantar o book da minha filha à agência e, como podem imaginar, estávamos ansiosos para ver o resultado.

O meu marido gostou! Diz que nem parece ela.

A Inês pareceu satisfeita. 

Já eu, senti-me defraudada, desapontada. Tem fotografias bonitas, é verdade. E é certo que não percebo muito de fotografia a nível profissional. Mas esperava mais.

Em primeiro lugar, o penteado que lhe fizeram não a favoreceu. Ela fica melhor com o cabelo liso, do que ondulado. Principalmente, porque ficou com um aspecto despenteado (com aquele efeito como se tivesse levado com humidade e vento).

Depois, no dia do casting, tinham-me dito que era melhor ir a mãe com ela, até para ajudar a mudar de roupa. Mas no dia da sessão, teve que se desenrascar sozinha, e como ninguém se deu ao trabalho de ajeitar nada, acabou por não dar o melhor aspecto.

Por último, as fotografias parecem-me "artificiais". Não me parece que tenham captado a Inês, a sua naturalidade, a sua descontração, o seu sorriso (não há uma única foto dela a sorrir). Parece-me tudo muito forçado.

Frisando mais uma vez que destes assuntos de books, fotografias e preferências de quem escolhe alguém para um trabalho não percebo muito, atrevo-me a dizer que eu, leiga nesses assuntos, tenho fotografias da Inês, tiradas por mim, que estão muito melhores que muitas destas da agência.

Pintar os troncos das árvores com cal

 

Ontem perguntei aqui qual o motivo para pintarem os troncos das árvores. 

A autora do blog 5minutosnaparagem deu-me a explicação que ela mesma um dia recebeu de um senhor a quem fez a mesma pergunta.

Fui investigar e, de facto, pintar o tronco das árvores de frutos com uma mistura de cal e água é uma técnica usada para proteger a casca dos danos do sol, bem como para prevenir infestações de pragas. Como? A pintura com cal reflete o calor do sol, criando uma superfície quente que os insetos não atravessarão. 

Este é um costume muito antigo, e utilizado também em alguns jardins, deixando as árvores com uma espécie de “saia” branca.

No entanto, existem motivos para acreditar que este procedimento resulta apenas de falta de conhecimento e crenças culturais, sendo na verdade, inútil e prejudicial às árvores. Isto porque algumas espécies de árvores, além de respirarem pelas folhas, utilizam os troncos para trocas gasosas que ajudam ao seu funcionamento, através de estruturas que, quando pintadas, são fechadas.

Em termos estéticos, pintar apaga a beleza natural das árvores, tornando os locais, onde as mesmas se encontram, artificiais e feios paisagisticamente.

Além disso, não nos esqueçamos de que a árvore é um ser vivo. Não é um móvel de madeira, nem um poste, para ser pintado conforme o Homem quer. 

Estranha sensação

 

É uma estranha sensação, que se apoderou de mim, e não há forma de a fazer desaparecer. Depois do temporal, as nuvens negras desapareceram e deram lugar a um bonito luar. Tudo está, aparentemente, calmo, sereno, tranquilo…

Mas, não sei bem porquê, parece-me que essa serenidade é apenas artificial, uma máscara, um hastear temporário da bandeira branca… O grito de guerra substituído pelo silêncio profundo…Uma paz assombrada por mágoas…

  • Blogs Portugal

  • BP