Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Se eu acreditasse em bruxas...

Imagem relacionada

 

... e em feitiços, então acreditaria que, de facto, estamos a ser vítimas de algum trabalhinho:

 

"Se você está tendo problemas de má sorte, doenças, coisas que quebram, pesadelos, argumentos, acidentes, e você também tem uma praga de moscas, formigas ou mosquitos, então você pode ter certeza de que está sob um ataque espiritual."

 

Na mesma altura da invasão de moscas, o carro avariou, e teve que ir para a oficina, depois de já lá ter estado no mês anterior.

Mas foi apenas coincidência, claro.

 

Se eu acreditasse em bruxas, acreditaria que o incenso, que o meu marido acendeu, nos trouxe má sorte e más energias.

No dia seguinte a ele ter acendido lá em casa, a máquina de secar roupa avariou, e a tomada da sala e a extensão queimaram.

E ontem, depois de ele ter voltado a acender no trabalho dele, queimou-se outra tomada lá em casa, que nos deixou umas horas sem electricidade, até o piquete da EDP nos desenrascar provisoriamente.

Mas, como não pode deixar de ser, foram meras coincidências - a máquina já há muito andava a dar sinais; quanto ao resto, humidade e tomadas velhas, a precisarem de ser substituídas.

 

Felizmente, não houve mortos nem feridos, nem grandes estragos com estes problemas eléctricos. Apenas gastos com electricista e material.

 

Ainda assim, poderia ser pior.

E tudo se há-de resolver.

Azar com as sopas, sorte com...

Imagem relacionada

 

... nada!

 

Já é extremamente difícil conseguir que a minha filha coma sopa. Basicamente, ela só gosta de canja, e qualquer outra sopa desde que não tenha legumes, e não esteja muito grossa.

Como não tenho tempo, nem me apetece ter trabalho a fazer sopa, tenho por hábito comprar já feita.

Mas, ultimamente, não tenho tido sorte.

 

 

As sopas que compro no hipermercado, ou são autenticos purés de farinha, ou têm tal quantidade de legumes que, depois de escolhidos, pouco sobra.

 

 

A canja que comprava, num restaurante a caminho de casa, está cada vez mais parecida com tudo menos canja.

Comprei creme de legumes no mesmo sítio. Estava estragada. 

 

Quando fui ao hipermercado às compras, a sopa do dia não me agradava e, por isso, comprei uma embalada. Abri, aqueci, e estava estragada!

 

Agora tenho comprado numa pastelaria onde costumo comprar os bolos. Até agora, tanto a canja como a sopa de nabiças estavam boas. O problema é o tempo que uma pessoa perde para ir buscar uma simples sopa, em hora de ponta para almoços!

 

 

Realmente, não há nada como uma sopa caseira, feita por nós!

Constatações

Resultado de imagem para fazer planos

 

Tenho que deixar de fazer planos para estas férias.

Percebi que, ultimamente, todos os planos feitos estão a sair gorados, um a um!

 

Era suposto termos, pelo menos, uma semana de férias juntos. Não conseguimos. Tive que tirar a semana antes. Quando eu estou de férias, está ele a trabalhar. Quando eu reentrar ao serviço, vai ele de férias.

Era suposto termos, pelo menos, dois dias juntos, que coincidiam com as minhas férias, e as folgas dele. Não conseguimos. Vai ter que fazer formação para renovar a carteira profissional, que vai ocupar também esses dois dias.

Era suposto ele ter esta sexta e sábado de folga. Não conseguimos. Um colega adoeceu repentinamente, e vai ter que ir trabalhar.

 

E jé nem faço planos para a praia, porque com este tempo, o mais certo é ficar por casa mesmo!

A minha pontaria para compras online...

Resultado de imagem para compras online

 

... e não só!

 

Raramente tive problemas com compras efectuadas online, mas desta vez parece que o azar me bateu à porta, e ando com má pontaria, falhando os alvos.

 

Em novembro, decidi experimentar mandar vir umas peças de roupa através de uma revendedora, no facebook. Foi mesmo um tiro no escuro, e por isso encomendei só duas peças, sabendo que poderia vir a dar aquele dinheiro como perdido.

Após enviar mensagem, demorou algum tempo a responder, mas quando confirmei que queria encomendar, deu-lhe a pressa, sobretudo no pagamento, o que achei logo suspeito.

A encomenda foi feita a 20 de novembro. Na página, dizia que poderia demorar 2 semanas a 1 mês.

Em Dezembro, chegou um das peças (não a que a minha filha mais queria), e fiquei mais descansada. Perguntei por memsagem porque só tinha vindo uma peça, responderam-me que era normal, porque são fornecedores diferentes.

Até hoje, estou à espera da segunda peça. A revendedora diz que a encomenda saiu logo após o pagamento, que se não fosse recebida voltava para ela, mas como envia em correio normal, não tem forma de saber onde está a encomenda! Ela, que enviou, não consegue saber nem dizer nada. No entanto, pasmem-se, disse-me para perguntar nos CTT! E pergunto o quê, exactamente, sem qualquer referência?!

 

Em Dezembro, tentei comprar uma escova alisadora para oferecer à minha filha. Queria pagar com o cartão universo, segui os passos até ao fim, mas não me deu confirmação de encomenda, nem recebi qualquer email ou sms. Liguei para lá. Não sabem dizer nada sem número da encomenda, que eu não tinha, porque não recebi nada. Sendo assim, nada a fazer.

Arrisquei fazer de novo, desta vez a pagar por multibanco. Recebi logo em seguida os dados para pagamento. A encomenda foi feita a 8 de Dezembro, e recebi um email a informar que a data de entrega prevista era 27 desse mês. Não dava para o Natal, mas ficaria para o aniversário.

Esta semana liguei para a Worten. Como o prazo previsto tinha passado, iriam pedir informação ao fornecedor, para nova previsão. Em alternativa, poderia cancelar a encomenda. Foi o que fiz. Agora é esperar pelo reembolso, para comprar a escova noutro lado. E já nem para o aniversário vai a tempo.

 

Também nos últimos dias do mês de Dezembro, fui encomendar a lente para os óculos da minha filha. Para despachar o assunto, paguei logo. Ficaram de me avisar quando chegasse, para lá ir, prevenindo-me que só lá para o dia 3 é que conseguiria pedir, devido às festas de ano novo. Mesmo assim, já faz hoje uma semana, e nada. Lá vou ter que ligar para saber se ainda demora.

 

E, entretanto, o dinheiro está do lado de lá!

 

Um azar nunca vem só...

 

Sabem tão bem estes feriados a meio de uma semana de trabalho! E o dia correu tão bem!

Esteve cá o irmão do meu marido a passar o dia connosco. Fomos às compras, almoçámos, brincámos e a tarde foi de praia, com direito aos primeiros mergulhos do ano!

Depois, sabe sempre bem um banhinho e um bom jantar. Enquanto o meu marido foi levar o irmão a casa, fiquei a arrumar tudo e a despachar-me a mim, afinal, amanhã é dia de acordar cedo. Deveria ter sido uma viagem rápida...mas não foi!

Ao ir a umas bombas de gasolina com o padrasto - único sítio onde saiu do carro - deve ter deixado cair a carteira e o telemóvel sem dar por isso. O que vale é que a carteira não tinha dinheiro e o telemóvel ficou sem bateria e já andava meio avariado. Mas não evita a despesa extra que vai ter por ter ficado sem documentos nenhuns - cartão de cidadão, carta de condução - e o trabalho que dá ligar para os bancos a cancelar cartões. 

Ainda assim, depois do choque e desespero inicial, seria uma questão fácil de ultrapassar (que remédio). O problema é que, a juntar a tudo isto, o carro avariou (mais uma vez)!

E eu, que sempre fui uma acérrima defensora do nosso "boguinhas", começo a achar que foi um mau negócio. Em pouco mais de 2 anos, já gastou mais dinheiro a arranjá-lo do que aquele que o carro vale.

Sem carro, resta-lhe ir para o trabalho (como se a motivação fosse grande), em transportes públicos, que também não lhe facilitam, de todo, a vida.

Resta saber se vamos ter dinheiro para mandar arranjar o carro (se é que tem arranjo), ou se vai ter que ficar parado à porta. E ainda faltam uns bons meses para acabar de o pagar...

Mais um contratempo para ultrapassarmos juntos. O que não nos derruba, torna-nos mais fortes!

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP