Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Histórias Soltas #13 : Invisível

Imagem relacionada

 

Sou invisível...

 

Estou aqui, mas ninguém me vê.

Deambulo qual fantasma, por esta vida, sem que dêem por mim.

 

Escrevo, mas as minhas palavras não têm força.

Falo mas, aquilo que digo, desvanece-se no ar.

 

Conhecem-me mas, com a mesma rapidez, me esquecem.

Não sou alguém que marque os outros, que permaneça na memória, ou na lembrança.

Se perguntarem a alguém por mim, ninguém me saberá identificar de imediato. Talvez com muito esforço, ou nem isso.

Sou alguém, mas não sou ninguém.

Sou indiferente, invisível...

 

Tudo o que faço é vulgar, banal, mediano, passa ao lado.

Na maioria das vezes, ignorado.

 

Estou cá, mas sou invisível.

Não tenho inimigos, mas também não desperto simpatias.

Tão pouco, empatia.

Sou um pouco de tudo em geral, e acabo por não ser nada, em particular.

 

Existo, e não desisto.

Sigo em frente, ou simplesmente paro, quando a desilusão e o cansaço me atingem. 

Para ganhar forças. E continuar.

Porque, quer faça uma ou outra coisa, continuarei invisível, mas sei que avançando, ainda poderá haver esperança. 

 

Gostava que um dia me vissem exactamente como sou.

Até lá, serei apenas, como até aqui, alguém invisível...

 

Dos textos que escrevemos...

Resultado de imagem para escrever em qualquer lado

 

Muitas vezes, não é uma questão de ser um bom texto, ou de estar bem escrito, ou bem estruturado.

De falar de um tema importante, ou polémico.

De fazer uma profunda reflexão ou análise sobre algo.

 

 

É uma questão de, esse texto que escrevemos, chegar às pessoas.

De estas se identificarem com as palavras que estão a ler, por mais simples e banais que sejam!

  • Blogs Portugal

  • BP