Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Comentários que se transformam em "post"

unnamed.png

 

O bom da partilha de opiniões e ideias é poder, entre outras coisas, dar-lhes seguimento, servir de inspiração, encetar novas partilhas.

A blogosfera é um exemplo de como essas partilhas se podem multiplicar, e dar origem a outras.

Já, por diversas vezes, me aconteceu comentar um texto de alguém e, depois, pegar nesse mesmo comentário para desenvolvê-lo, e dar origem a um texto meu que, mais tarde, será partilhado e comentado por outros.

E, quem sabe, um desses comentários não gera, da mesma forma, um texto para quem o fez!

Não existirão, por aí fora, textos originados por comentários que, de outra forma, nunca teriam sido, sequer, pensados e escritos?

 

 

 

Curiosidades bloguísticas

Imagem relacionada

 

 

O número de comentários em posts diminuiu significativamente de há uns meses para cá. Reparei nisso, por exemplo, através dos Blogs Quentes em que, antes, surgiam blogs com cerca de 100/200 comentários, sendo o mais baixo com cerca de 30 a 50 comentários, e agora os números reduziram drasticamente.

 

 

Nem sempre os posts destacados são os mais comentados tal como, poucas vezes, os mais comentados, são escolhidos para destaque.

 

 

Na minha área de leituras, relativamente aos bloggers que sigo, reparei que, de um modo geral, se escrevem menos posts ao longo do dia.

 

 

Ainda em relação aos bloggers que acompanho, embora haja bloggers que publicam vários posts diários, outros há que o fazem de forma mais ocasional.

 

 

Embora por vezes não coincidam, os posts em destaque escolhidos pelo Sapo Blogs (ou pelo menos parte deles) acabam por ser os mesmos em destaque na Homepage do Sapo naquele dia ou no seguinte. 

Um dia pela blogosfera

Imagem relacionada

 

Entro no Sapo Blogs, e começo por ver os destaques do dia.

Faço então o login e, já na "minha casa", aproveito para aprovar comentários, ver notificações e espreitar as estatísticas.

Escrevo os posts para esse dia, se não tiver nada agendado, ou escrevo as ideias que entretanto surgiram, para próximos posts.

Com essa parte feita, é a vez de espreitar a área de leituras, para ver o que os blogs que sigo escreveram.

Se me interessar o tema ou tiver algo para dizer ou partilhar, comento. Senão, limito-me à leitura.

 

É curioso perceber que, nestes últimos tempos, são poucos os posts publicados ao longo do dia, pelos diferentes blogs que acompanho, embora alguns tenham vários posts num mesmo dia.

De uma forma geral, parece que há mais bloggers a interagir a partir do final do dia, do que durante a manhã e a tarde.

 

É incrível como, apesar de algumas publicações sobre os mesmos assuntos, os diversos bloggers conseguem escrever sobre coisas tão diferentes, quando se poderia pensar que quase todos os temas já foram esgotados.

E como nos identificamos com uns, nos solidarizamos com outros, descobrimos coisas novas e experimentamos todo o tipo de sentimentos com essas leituras.

 

Seja no local de trabalho, em casa ou num espaço público, assim se vai passando o dia pela blogosfera, acompanhada por esta grande "família de anfíbios".

 

Nem tudo o que parece, é...

Resultado de imagem para atrás do computador

 

E isto aplica-se também ao mundo dos blogs!

 

Se existem bloggers que são autênticos e transparentes, outros há que mostram a imagem que querem que os leitores/ seguidores tenham deles, ainda que a pessoa por detrás do blog não seja a mesma que dão a conhecer.

 

Mas, até mesmo na convivência presencial com as pessoas, até aquelas que julgávamos conhecer bem, e que consideramos amigas, pode haver uma máscara, pode haver uma transmissão controlada e premeditada de informação, por oposição a omissão daquela que não interessa, pode haver objetivos e planos que vão muito além de uma mera coincidência, afinidade e relação verdadeira.

 

O que leva a outra questão. Haverá alguém neste mundo em quem possamos confiar? Será saudável passar a vida a desconfiar de tudo e de todos?

 

Reflexão inspirada no livro "Um Pequeno Favor", de Darcey Bell.

Em breve, partilharei a minha opinião sobre o mesmo. Para já, deixo-vos com a sinopse.

 

 

Sinopse
 
Ela é a tua melhor amiga.
E conhece todos os teus segredos.
Por isso é tão perigosa.

A vida de uma mãe sozinha desmorona-se quando a sua melhor amiga desaparece, neste thriller arrepiante, na linha de Em Parte Incerta e A Rapariga no Comboio.

Tudo começa com um pequeno favor, um gesto que as mães de bom grado fazem umas pelas outras. Quando Emily pede à melhor amiga que lhe apanhe o filho nas escola, Stephanie nem hesita. Tal como elas, os seus filhos são melhores amigos.

Stephanie é viúva e trabalha a partir de casa, no seu blog. Vivia uma vida solitária até conhecer Emily, uma sofisticada executiva com um trabalho muito exigente em Manhattan.

Só que Emily não regressa. Não atende o telefone nem responde aos sms da amiga. Stephanie sabe que aconteceu algo de terrível e, alarmada, recorre aos leitores do seu blog para pedir ajuda. Contacta também o marido de Stephanie, o belo Sean, para lhe dar apoio emocional. É o mínimo que pode fazer.

Acabam por receber notícias terríveis.

Mas serão verdadeiras? Stephanie não tarda a dar-se conta de que nada é tão simples como parece, nem sequer um pequeno favor.

Letras Aventureiras

 

Dois jovens escritores, gémeos, nomeados os mais jovens escritores portugueses em 2016.

São também bloggers.

O João dedica-se mais à escrita, o Luís gosta de ilustração e tecnologia.

Chegaram recentemente à família anfíbia que é o Sapo, e partilham connosco um pouco daquilo que são, e que fazem.

Dois talentos natos que não podem deixar de conhecer: João Jesus e Luís Jesus, nestas LETRASAVENTUREIRAS!