Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Acordar com a chuva a cair lá fora

Resultado de imagem para chuva

 

Foi assim hoje de manhã...

Acordei, ainda não eram 7 horas, e ouvi a chuva a cair lá fora.

A primeira chuva de outono!

 

Não apetecia levantar da cama, mas tinha que ser.

Ainda era de noite. As luzes acesas permitiam ver as pingas a cair no chão.

As gatas, que já não estavam habituadas ao som das gotas a bater nos telhados e beirais, estavam assustadas.

 

As luzes desligaram. Ficou escuro mas, aos poucos, começou a clarear. 

O céu estava todo cinzento, e a chuva continuava.

Não apetecia sair de casa. Era tão melhor ficar no nosso abrigo!

 

Mas é preciso ir trabalhar. É preciso ir para a escola.

Casaco da chuva e sapatos a substituir as sandálias que ainda ontem calçava, saí de casa já com sol, e um cheirinho bom no ar, deixado pela chuva que entretanto parou.

 

Temporariamente...

O sol é enganador, e já se veem mais nuvens negras no céu, a prometer mais chuva ao longo do dia.

Parece que, agora sim, stá oficialmente aberta a época do outono!

 

 

Dormir toda encolhida

Resultado de imagem para dormir toda encolhida

 

O frio veio de repente e ainda não me tinha dado tempo de me preparar para o combater.

Ainda com roupinha fresca, deitei-me à noite e, enquanto não aquecia, a única forma que encontrei para combater o frio, e não me levantar para mudar de roupa, foi encolher-me toda, com a cara praticamente colada aos joelhos, e completamente tapada, cabeça incluída, com todos os edredãos e cobertores!

Hoje já me irei prevenir, e vestir roupa quentinha! Senão daqui a pouco ainda acordo com uma valente dor de costas. 

O mistério do rato debaixo da cama!

Resultado de imagem para mistério

 

Ontem à noite, estávamos já deitados, quando ouvimos as gatas a assanharem-se, a rosnarem e bufarem. Acendemos a luz, mas não as vimos. Devem ter ido à sua vida. Achámos que se tinham enfiado debaixo da cama.

Ainda deitada, espreito para debaixo da cama, mas não vejo nenhuma delas. No entanto, ouvimos um barulho que parecia que estavam ali a roer qualquer coisa.

Levanto-me, pego na lanterna e espreito para debaixo da cama, do meu lado. Não vejo nada. Vou pelo lado do meu marido, e nada de gatas. O barulho, umas vezes ouvia-se, outras não. Pensei que estivessem a morder algum plástico ou algo do género.

A Becas não era, porque apareceu ao pé de mim. E, surpresa, a Amora também não, porque veio da cozinha!

Será que andava por ali algum rato debaixo da cama, e era por isso que as gatas estavam assanhadas? 

Ainda andei ali uns minutos a inspeccionar, quando digo ao meu marido "mexe-te lá na cama". Ele mexeu-se, e o barulho voltou. Quando parava, não havia barulho. Fizemos isto várias vezes.

Vou ao meu lado e mexo também. A mesma coisa.

 

 

Resultado de imagem para mistério

Conclusão: o suposto rato escondido debaixo da cama mais não era que o barulho provocado pela cama a roçar na mesa de cabeceira, sempre que nos movimentávamos na cama. Isto porque eu, para a Amora não cair, me lembrei de encostar a mesinha à cama!

Eles acham que só posso estar doida!

Tica 348.jpg

Tica 1.jpg

blog 003.jpg

 

Por afirmar aos quatro ventos que a nossa nova televisão é grande demais, um "calhamaço", um exagero.

Por dizer que não gosto da televisão, e que preferia a que tínhamos antes.

Por ter passado o resto da tarde a reclamar que íamos ficar sem espaço, que ia ficar tudo amontoado, que o meu marido devia ter medido o espaço primeiro, que devia ir trocar a televisão por outra mais pequena.

E, principalmente, porque, com esta televisão, a nossa Tica fica sem cama!

Sim, ouviram bem! Como podem ver, a nossa gata costuma dormir no móvel onde está a televisão, em cima do router (porque está quentinho). Passa ali várias horas quando vê que estamos ocupados e não nos podemos sentar para que ela vá para o nosso colo.

Agora, não suporto o olhar triste dela, ali encolhida em pouco mais de 5 centímetros entre o móvel e a televisão, a tentar ver-nos e ser vista. Irrita-me estar na sala e não a conseguir ver porque, para se deitar, fica escondida atrás do monstro gigante, como se houvesse uma divisão entre nós e ela, como se estivesse de castigo. E dá-me cabo dos nervos quando, para a tirar da clausura, tenho que desviar a televisão toda (correndo o risco de ela ainda ir parar ao chão), para me conseguir mexer, e pegar nela.

Sim, o meu marido e a minha filha estão muito contentes com a nova aquisição, e acham que eu só posso estar doida por sentir o contrário!

Afinal, até se conseguiu (muito à justa) manter tudo mais ou menos como estava. E, quanto à Tica, o móvel não é nenhuma cama. Dá para ela lá estar deitada, se quiser. Mas se não der jeito daqui a uns tempos arranja outra cama. O que não faz sentido é não termos uma televisão grande por causa da gata.

Pois, até podem ter razão. Mas não fiquei nem estou satisfeita com esta nova televisão. Preferia um meio termo, e não me vão fazer mudar de ideias!

 

  • Blogs Portugal

  • BP