Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Sobre "O Menino que ninguém amava"

 

Já chegou e já o li!

E porque me pediram para dar a minha opinião sobre o livro, aqui vai.

A sinopse deixa adivinhar o conteúdo, mas outras revelações bem duras vão sendo expostas.

É um livro que retrata a realidade de muitas famílias desestruturadas, disfuncionais e que necessitam de ajuda. Um livro que mostra os maus tratos de que uma criança pode ser vítima, sem que ninguém se aperceba ou a ajude.

A autora, Casey, mãe de acolhimento temporário, por sua escolha, passa grande parte do tempo entre suster a respiração, e respirar!

É um longo processo em que esta família vai ser testada ao limite (eu diria, mesmo, mais que o limite), em que a sua decisão vai ser questionada e posta em causa, prevalecendo e vencendo, no entanto, a diferença desta família face às restantes.
Haverá progressos, retrocessos, instabilidade, paz, muitas feridas para sarar e traumas para superar.
Mostra-nos um pouco como funciona o sistema, no que respeita a intervenção com crianças problemáticas e em risco. As causas e as consequências do risco.
E como pais biológicos (neste caso, mãe), podem ser tão cruéis, e pais de acolhimento podem amar tanto, e sofrer tanto por uma criança que não lhes é nada. 
Uma história verídica que revela o impacto do acolhimento temporário de uma criança destas em toda a família que a acolhe, e os sentimentos que daí advêm.
Eu gostei muito!

O Menino que ninguém amava

 

"Justin tinha apenas cinco anos quando a mãe, toxicodependente, o deixou sozinho em casa com os irmãos de dois e três anos. Desesperado, Justin acaba por incendiar a casa e é então entregue ao cuidado dos serviços sociais. Seis anos mais tarde, Justin chega a casa de Casey e Mike - um casal de acolhimento especial, vocacionado para casos problemáticos. Para Casey e Mike depressa se torna clara a dimensão do desafio que têm pela frente e, à medida que a terrível verdade sobre os primeiros anos de vida de Justin vai sendo revelada, apercebem-se de que estão a ver apenas a ponta do icebergue. Uma história verdadeira de abuso e abandono, que é também uma fonte inspiradora, capaz de mudar a perspetiva que temos da nossa própria vida..."


Um livro que reflecte a actualidade, e que promete muitas emoções!

  • Blogs Portugal

  • BP