Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Dia de São Martinho...

 

...é dia de comer castanhas e provar o vinho!

Mas como não aprecio castanhas, e muito menos vinho, e andava de desejos de beber uma caneca de café quentinho, decidi comprar pastéis de nata para todos e fazer café em casa.

O que eu não estava à espera, era dos efeitos secundários do dito cujo!

Há anos que não bebia café, e fiz uma caneca bem grande, sem açúcar (nunca ponho açúcar). Passado um bocado, tive uma tontura e daí em diante, até me deitar, parecia que tinha andado a beber :) Sentia tudo a andar tudo à roda, muito zonza, a fazer um esforço para passar a ferro e arrumar tudo o que ainda faltava.

Já para não falar que estou deitada, e nem eu nem o meu marido temos sono, e amanhã é dia de acordar cedo!

Tão depressa não volto a beber café!

Mas que me soube bem, lá isso soube!

Retalhos do meu dia

Por aqui nada de novo.

Apenas dois textos, um sobre uma certa hipocrisia natalícia, e outro sobre encontros de ocasião (à falta de melhor título)!

O sol escondeu-se, o frio regressou, e a chuva ultima os preparativos para a sua entrada em cena!

É um dia em tons cinza, embora eu ainda tente visualizar as inúmeras cores que marcaram o dia de ontem.

Tal como o almoço no prato, aquele que não fiz (como que à espera de um truque de magia)! Vamos ver o que se arranja à pressa...

 

 

...Aqui vou eu para cima, de regresso ao trabalho.

No chão, uma dança de folhas em alegre rodopio!

Levanto a gola do meu casaco, para me aconchegar, e sigo viagem. As ruas estão desertas.

Sinto o cheiro que vem, trazido pelo vento, a castanhas assadas! Do assador que, desde Setembro, se instalou no centro da vila.

E cá estou eu, de novo enclausurada neste escritório, para mais 5 horas de serviço!

Verão de S. Martinho...ou será Inverno?


magusto

Hoje é dia 11 do mês 11 do ano 2011!

Talvez por isso, ou para contrariar aquilo que ainda muitos tentam explicar - porque é que nesta altura está sempre bom tempo (daí esta época ser chamada de Verão de São Martinho), hoje não temos sol.

Pelo contrário, depois do vento que se fez sentir de madrugada, foi a vez da chuva cair sem parar, estragando os planos daqueles que pretendiam assar as castanhas ao ar livre!

Sim, porque hoje é dia de festa: é dia de S. Martinho, e por todo lado se fazem magustos para celebrar: assam-se as castanhas e prova-se o vinho, como manda a tradição!

Na escola, já está tudo programado - castanhas para assar, brincadeiras, e jogos divertidos, que provavelmente vão ser transferidos do recreio para o interior da escola.

Que tal entrarmos no espírito?

Feliz Inverno de S. Martinho!

Agora sim, parece que o Outono vem a caminho!

                                                                      

 

Todos nós aprendemos que ao longo do ano existem quatro estações - Primavera, Verão, Outono e Inverno.

Cada uma delas com características bastante definidas e que as diferenciam umas das outras.

Se falarmos da Primavera, lembramo-nos das andorinhas, das flores, das alergias...

Quando nos falam do Verão - pois claro - férias, praia, calor!

Já o Outono é conhecido pelas castanhas, as folhas em tons amarelos e avermelhados a cairem no chão...E como não poderia deixar de ser, o Inverno é época de chuva e frio!

O que nós não sabíamos é que estas estações, na prática, iriam deixar de existir, pelo menos da forma como as conhecemos.

E a prova disso é o Verão que tivemos este ano!

Os portugueses têm por norma tirar férias nos meses de Julho e Agosto, precisamente porque estamos no Verão.

Eu própria tirei férias nessa altura, como todos os anos, para poder estar com a minha filha nas férias dela, e proporcionar (a ela e a mim) umas boas idas à praia!

Desde bebé que fui habituada a ir à praia, e para mim é quase como uma terapia. A praia transmite-me paz, tranquilidade, renovação de energias...Dar um mergulho é como deixar tudo o que me incomoda ser levado pelas ondas, e sair de lá como uma nova mulher.

Adoro o mar, por vezes tão calmo e silencioso, mas outras revoltado, a bater nas rochas, as suas ondas a varrer a areia...enfim, adoro praia.

Este ano foi um pouco diferente dos outros...pela primeira vez, encontrei nas praias tudo o que se possa imaginar, fazendo-me imaginar que alguma revolução deve ter acontecido no oceano! Desde patas de caranguejo a cascas de mexilhão e ameijoas completamente partidas, cabeças de peixe, muitas pedras das mais variadas cores e feitios...A minha filha apanhou um buzio dos grandes, e entre as minhas descobertas veranescas, contam-se uma pedra em forma de carapaça de caracol, outra em forma de espiral, uma que parece um autêntico ouriço do mar, e diversas conchas tão perfeitas que nem parecem naturais!

Pela primeira vez também, cada vez que fomos à praia nas férias, levámos casacos vestidos! Não havia maneira de o calor chegar a esta terra.

Por isso mesmo, foi com uma enorme alegria e satisfação que aproveitei cada um destes dias (fins de semana e feriados), com que este Verão tardio nos brindou!

Até mesmo para trabalhar, ou para ir para a escola, é muito mais motivante acordar com os raios de sol a entrarem-nos pela janela logo pela manhã, do que nos depararmos com um dia cinzento e chuvoso.

Se tenho saudades do frio e da chuva? Nenhumas mesmo...Nunca me dei bem com o frio - andar com não sei quanta roupa vestida e mesmo assim não conseguir aquecer. Da chuva gosto, mas quando posso apreciá-la! Sem dúvida que o sol e o bom tempo me deixam muito mais bem disposta e humorada!

Mas já se estava a calcular que o nosso pequeno Verão não iria durar para sempre. 

Por isso, mesmo não sabendo bem se o que aí vem é o Outono atrasado, ou se saltaremos para o Inverno antecipado, terei que me aguentar!

 

   

  • Blogs Portugal

  • BP