Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Não É Bem Meu, de Catherine Bybee

Resultado de imagem para não é bem meu catherine bybee

 

 

E se, de repente, nos deixassem um bebé à porta, com uma carta a expressar o desejo de que assumamos essa criança, e com toda a documentação legal tratada para que assim seja?

E se, de repente, essa mãe que abandonou o seu filho à nossa porta, nos conhecesse e soubesse segredos nossos, dos quais não deveria ter conhecimento?

E se essa mesma mãe, dali a uns tempos, se arrepender, e vier reivindicar o bebé de volta?

 

 

Quando alguém deixa um bebé à porta de uma mulher, que viu a sua vida destruída pelo facto de nunca poder ter filhos, para que ela possa ser mãe, o que deve essa mulher fazer?

Ficar com a criança, ou entregá-la às entidades competentes?

Tentar descobrir a mãe? E os motivos que a levaram a abandonar a criança e a escolher quem deveria ficar com ela? Ou ignorar?

 

 

E o pai da criança? Não terá uma palavra a dizer sobre tudo isto?

 

 

Katie está no hotel com a irmã da cunhada, quando batem à porta do quarto. Ao abrir, depara-se com um ovo, e um bebé lá dentro, junto com uma carta.

Nela, a mãe revela que não está preparada para ser mãe, e que sabe que Katie será a melhor mãe que a filha poderia desejar. Dá também a entender que o pai da criança não sabe da sua existência mas que esperava, um dia, vê-los aos dois, juntos, a cuidar da filha.

 

 

Katie não é uma mulher qualquer. É filha de um rico empresário. Está num dos hotéis do seu pai, com segurança apertada, que não deixaria qualquer um subir até à suite onde se encontrava.

E é, também, uma mulher que abdicou do único homem que amou, porque nunca lhe poderia dar os filhos que tanto desejava, tendo-o sabido após o aborto que sofreu, do filho de ambos.

 

 

Agora, numa fase de mudança, é-lhe dada a oportunidade de ser mãe. Mas a que preço?

Será uma brincadeira de mau gosto? Uma partida? Uma decisão tomada a quente, que a qualquer momento pode ser mudada?

Deve Katie apegar-se a Savannah, para depois sofrer ainda mais?

 

 

Enquanto tenta resolver a questão e fazer o que acha melhor, Katie terá que levar uma vida dupla, e esconder de todos o bebé, o que não será fácil, com a imprensa sempre à espera do seu próximo escândalo, o irmão prestes a regressar da lua de mel, e Dean, que não a tem debaixo de olho e não a deixará escapar com qualquer desculpa.

Até quando conseguirá ela esconder o segredo, enquanto tenta descobrir o segredo por detrás dele?

 

 

 

SINOPSE

"A deslumbrante Katelyn Morrison, também conhecida como «Katie», herdeira da cadeia de hotéis Morrison, parece ter tudo para ser feliz. Mas quando no casamento do irmão se confronta com Dean Prescott - o único homem que realmente amou - Katie percebe que alguma coisa falta na sua vida. Então, o destino traça o seu caminho quando alguém abandona à porta de sua casa, envolvida num cobertor, uma bebé adorável. Uma carta comovente da mãe acompanha a menina, chamada Savannah, e perturba Katie, que decide ficar com ela até descobrir a identidade dos pais.
Katie está ocupada com a criança e a última coisa de que precisa é de Dean... sobretudo quando a sua presença vem acordar sentimentos ela pensava já estarem esquecidos.
Dean sabe que Katie lhe está a mentir acerca da bebé e que não deve continuar a sofrer, mas não consegue ignorar a sua necessidade de proteger Katelyn, ou o seu desejo de estar perto dela. 
Com o mistério que envolve a criança-surpresa em vias de resolução, Katie e Dean ainda terão uma segunda oportunidade para serem felizes?"

Não É Bem Namorar, de Catherine Bybee

Resultado de imagem para não é bem namorar

 

Quando eu era pequena, havia duas coisas que sempre dizia - "nunca vou ter filhos" e "quero casar com um homem rico"!

Escusado será dizer que nenhuma das duas aconteceu :)

 

 

No caso de Jessie, depois de algumas relações fracassadas, e um filho para cuidar e sustentar sozinha, o que ela precisa é de um homem rico, que lhe possa dar uma vida estável, em que não tenha que trabalhar horas e horas sem poder estar com o filho para poder ganhar dinheiro suficiente para as despesas, e possa realizar os desejos do filho.

 

Jack é herdeiro de uma cadeia de hotéis de luxo. Apesar de não dar muita importância ao dinheiro e ao estatuto, dedicando-se aos seus projectos e trabalho, é constantemente perseguido pelas mulheres que vêem nele a garantia de uma vida luxuosa.

 

Poder-se-ia, assim, dizer, que Jessie é o tipo de mulher de quem Jack desejaria fugir - mais uma caça fortunas! Uma caça fortunas que, apesar de tudo, tira dinheiro das suas gorjetas para pagar o que falta da dívida de um cliente idoso, que nunca acerta no valor a pagar.

 

Mas Jessie não faz a mínima ideia de quem é Jack e ele, vendo nela uma mulher que vale a pena conquistar, faz-se passar por um mero empregado do hotel. Sabendo que ela não quer nada com ele, visto não ser o tal homem rico que ela procura, oferece-se para a ajudar a encontrá-lo e assim se tornam amigos, fazendo confidências que nunca fariam se a situação fosse outra.

 

No entanto, é inegável que Jessie sente algo por Jack. E o seu filho adora-o. Ele ajudou-a em diversas ocasiões e está sempre disponível. Ela sente falta dele quando ele não está. E ele não vê a hora de lhe pedir namoro, enquanto vai aguentando os ciúmes pelos encontros amorosos de Jessie.

 

No entanto, quando tudo parecia estar encaminhado, Jack precipita-se, e os planos saem gorados. E, como se isso não bastasse, Jessie fica a saber, através de uma notícia que vê na televisão, que Jack é milionário, e estás prestes a casar vendo-o, inclusive, com uma bela mulher agarrada a si.

 

Será Jack capaz de justificar, perante Jessie, os motivos que o levaram a mentir acerca de quem era, e provar que a ama, e não existe qualquer outra mulher com quem ele queira estar?

 

 

De realçar que é dos poucos livros que leio em que o pai do rapaz não mostra qualquer preconceito relativamente à escolha amorosa do filho, no que respeita à diferença de classes ou dinheiro.

 

 

 

SINOPSE

"Jessica, empregada de mesa e mãe solteira, é uma mulher prática e cautelosa. O seu foco é o filho e não quer namorados. A menos que fosse um homem rico, que pudesse dar estabilidade e conforto à família. 
Quando lhe aparece Jack Morrison, um bonitão de cair para o lado mas que parece andar sempre falido, Jessica resiste. 
Na verdade, herdeiro de um hotel de luxo, Morrison está habituado a que se aproveitem de si. Por isso esconde a sua identidade e oferece-se para ajudar Jessie a encontrar um namorado rico.
Mas será que esta brincadeira parva o vai fazer perder a mulher que ama?"

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP