Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O dia depois de ontem

 

Andavam por aí muitos portugueses insatisfeitos com o actual governo.

Tiveram a sua hpótese de tentar mudar, nas eleições de ontem. Alguns cumpriram o seu dever. Muitos, abstiveram-se de o fazer.

Hoje, andam muitos portugueses descontentes com o vencedor das eleições. Alguns com esse direito, porque os seus votos não foram suficientes para destronar o actual governo. Outros, sem terem do que reclamar, porque não fizeram nada para mudar.

Os conformistas, expressam as suas opiniões "Ah e tal, pelo menos não ganhou com maioria absoluta" ou "Ah e tal, pelo menos já sabemos com o que contamos".

Mas há quem diga que foi melhor assim. Que, não havendo oferta de qualidade, mais vale um Coelho na cartola, que dois Costas a voar!

Imagem www.movenoticias.com

 

E por falar em animais, parece que o PAN conseguiu fazer história nestas eleições, ao ver um deputado eleito para a Assembleia da República.

Também o Bloco de Esquerda alcançou uma vitória, passando a ser a terceira força mais representada, com a eleição de 18/19 deputados.

E assim corre o dia depois de ontem - um dia de rescaldo, ressaca, desilusão, optimismo, vitórias, derrotas, alegria, contas à vida.

Amanhã esqueceremos estas eleições. Hibernaremos por quatro anos, na toca do Coelho.

Em 2019, voltaremos a dizer de nossa justiça. Ou talvez não... 

 

Imagem rr.sapo.pt

Podia ser pior!

 

Resultado de imagem para podia ser pior

"Há portugueses sem dinheiro para medicamentos, mas podia ser muitíssimo pior.", afirma o ministro da saúde, Paulo Macedo!

 

Há quem não se canse de nos dizer que devemos valorizar as coisas boas da vida, que devemos tentar ver sempre o lado positivo das coisas.

Assim, as pessoas mais dadas ao positivismo, passaram a adoptar aquela já conhecida expressão "podia ser pior"!  O pior, é que quando não somos assim tão positivos, alguém o é por nós!

Ah e tal, o meu ordenado mal chega para pagar as contas. Calma. Podia ser pior! Podias não ter trabalho.

Ah e tal, tive um acidente e fiquei sem carro. Menos mal. Podia ser pior! Antes sem carro que sem vida.

Ah e tal, ando aflita das costas. Não te queixes. Podia ser pior! Podias ter partido um perna.

E por aí fora!

Ora, isso já todos nós já sabemos - que determinadas situações poderiam ser (ou ter sido) piores. Mas por que raio havemos de nos conformar e ficar felizes com coisas que, não sendo absolutamente terríveis, também não são boas?

Uma coisa é rirmo-nos de nós próprios e fazermos humor com as nossas desgraças (muitas vezes para disfarçar o desespero ou a tristeza). Outra, é virem meia dúzia de gatos pingados fazê-lo por nós, a querer tapar o sol com a peneira, a querer minimizar, a tentar dizer-nos que somos pessoas pobres e mal agradecidas! 

Por isso, a este ministro da saúde, e a todos aqueles que vierem com essa expressão, só me apetece responder: "Sim, podia ser muitíssimo pior! Mas também podia ser muitíssimo melhor!"

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP