Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Cozinhar em casa ou comprar refeições fora?

Imagem relacionada

 

 

Quem não gosta de, em ocasiões especiais, ou em dias em que o tempo escasseia, ou o cansaço é grande demais para cozinhar, ir comer fora?

 

 

Depois, há quem faça as suas refeições fora por sistema, porque a sua vida assim o obriga, ou porque não tem jeito nenhum para cozinhar ou, simplesmente, tem mais com que ocupar o seu tempo que a cozinhar, e tem o capital necessário para sustentar esse hábito.

 

Há quem prefira cozinhar as suas próprias refeições, porque são mais saudáveis e mais saborosas, ou porque não há dinheiro para fazer grandes extravagâncias diárias.

 

Algumas pessoas preferem cozinhar para si próprias, ou para duas ou três pessoas, e evitá-lo quando se trata de grupos maiores, pelo trabalho que isso acarreta.

 

Outras, sentem maior prazer em cozinhar para um grupo de convidados, e preferem optar por algo mais prático quando é só para eles, ou para o casal.

 

 

Eu confesso: cozinho por obrigação. Não é coisa que goste. Cozinho pratos básicos, para o dia a dia, até porque não me posso dar ao luxo de comprar as refeições fora, ou ir comê-las a restaurantes todos os dias. Mas também admito que, à excepção de dois ou três pratos, que prefiro comer fora, a minha preferência vai, sem dúvida, para a comidinha feita em casa.

 

Por isso, mesmo que pudesse manter esse estilo de vida de ir tomar o pequeno almoço, almoçar ou jantar fora frequentemente, não o escolheria para mim.

Mas, para quem gosta e pode, acho bem, e não condeno.

 

 

 

 

Escrever é como cozinhar!

Resultado de imagem para escrever é como cozinhar

 

Começamos a pensar nos ingredientes que queremos utilizar - primeiro um, depois outro, logo em seguida lembramo-nos de mais um, e assim sucessivamente.

Quando damos por isso, temos uma bancada composta de diversos ingredientes.

Resta-nos saber como os conjugar a todos, e a melhor forma de utilizá-los para que a receita funcione, e o resultado final seja aquele que idealizámos, ou até mesmo inesperado, mas ainda assim, perfeito (ou quase)!

O que é que isto vos parece?!

blog 001.jpg

blog 002.jpg

 

Um novo uso para o estendal da roupa?

Uma nova técnica de descongelamento?

Uma nova técnica para cozinhar?

 

Deparei-me com isto ontem e confesso que não consegui perceber o que está dentro daquela caixa que, por alguma razão, foi "estendida" ao sol e lá permaneceu até ao final do dia!

Primeiro pensei que fossem rissóis, a descongelar, ou a fritar sem óleo!

Depois, pareceram-me bolos crus, a cozinharem com o calor do sol!

Foi a primeira vez que vi tal coisa, e não faço ideia de qual seria a real intenção.

Mas que deve haver alguma razão para ali estar, lá isso deve. Só não sei qual!

 

Alguma sugestão por aí?!

 

Dona de Casa Desesperada

 

Ontem, depois de um dia de trabalho, cheguei a casa já perto das 20h e o cenário que me esperava foi este:

- Adiantar o almoço e jantar de hoje da minha filha;

- Adiantar o almoço e jantar de hoje do meu namorado;

- Pôr o jantar na mesa para a minha filha;

- Dobrar e arrumar roupa;

- Arquivar papelada;

- Lavar a entrada do portão, que os cães decidiram transformar em casa de banho pública;

- Dar um jeito à cama;

- Lavar loiça, limpar e arrumar;

- Arrumar a cozinha e a tralha toda que a minha filha tinha deixado espalhada pela casa;

- Fazer uma visita ao site das Finanças;

- Pagar a renda da casa...

Ontem, depois de um dia de trabalho, mal tive tempo para descansar, para me sentar, para ver televisão.

E como já não deu para tratar dos banhos ontem, senão deitávamo-nos tardíssimo, tivemos hoje que levantar mais cedo para o fazer.

Felizmente, estas cenas de dona de casa desesperada não acontecem com muita frequência. Por enquanto...

O meu medo é que isto se venha a tornar um hábito, que seja esta a rotina que me espera daqui para a frente, e que tudo o resto se apague.

Que a namorada, amiga, companheira e amante que ainda conseguia arranjar tempo para estar com o namorado, dê lugar à cozinheira e mulher de limpezas que mal tem tempo para si quanto mais para os outros.

Que a felicidade, a alegria e boa disposição, dêem lugar ao cansaço e ao mau humor.

A ver vamos...

  • Blogs Portugal

  • BP