Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Mas alguém pediu alguma coisa?!

 

É por situações destas que prefiro que não dêem nada.

Uma tia da minha mãe, sempre que nos via na rua, cumprimentava-nos, e vice-versa, e tinha o hábito de dar uma moeda à minha filha. Ora, é óbvio que ela dava porque queria. Nunca lhe pedimos nada nem estávamos á espera de nada.

Há uns tempos atrás, voltámo-nos a cruzar. Como sempre, cumprimentámo-nos. E vira-se ela para a minha filha, com uma grande lata: "olha que hoje não tenho moeda nenhuma para te dar, se era isso que estavas à espera...".

E eu, sem jeito perante tal conversa sem sentido, não disse nada mas pensei cá com os meus botões: "Desculpe? Então, mas alguém pediu alguma coisa?" 

Quem a ouvisse falar, pensaria que só a cumprimentamos para ganhar a moeda em troca.

Enfim...há que dar um desconto atendendo à idade da senhora.

Que tipo de pessoa são?

 

A - Aquela que cumprimenta todos os que por si passam na rua, independentemente de os conhecer ou não, com um educado "bom dia"?

 

B - Aquela que só cumprimenta as pessoas que encontra na rua e que efectivamente conhece?

 

C - Aquela que segue a direito sem olhar para quem passa, e por quem passa, e sem falar a ninguém?

 

D - Aquela que até foge para uma rua deserta, só para não ter que falar a ninguém?

 

 

Eu acho que sou regularmente B. Quando estou distraída, talvez um bocadinho de C. E, confesso, já me tornei uma pessoa D em uma ou duas ocasiões!

 

 

 

 

 

 

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP