Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Para algumas pessoas, só somos bons quando estamos lá para elas!

Marlice Bernardo: Bom ou mau?

 

Isto acontece na vida pessoal mas, também, muitas vezes, na vida profissional.

Enquanto os funcionários se mostram disponíveis,

Enquanto desenrascam, sempre que pedem,

Enquanto dizem que sim a tudo,

Enquanto falam bem da entidade patronal,

São os maiores!

Bons funcionários, exemplares, "membros" da família.

 

Mas, quando os funcionários têm o "descaramento" de querer algo diferente,

Quando se atrevem a dizer alguns "nãos",

Quando já não se pode contar com eles como antigamente,

Aí, então, já são uns ingratos, maus exemplos, ovelhas desgarradas do rebanho.

 

Para algumas empresas, os funcionários parecem ser "obrigados" a trabalhar lá eternamente, e em exclusividade, e vêm com maus olhos o desejo destes, de mudança, de melhoria, de melhores condições.

Para algumas empresas, só conta a sua vontade, e a de mais ninguém. O seu lucro. O seu prestígio. Muitas vezes, à custa do mal estar físico e psicológico dos funcionários.

 

Algumas empresas acham que podem tratar os funcionários como meros números, como descartáveis quando não mostram a utilidade de outrora.

E ainda há as que, para manter a fama, arranjam forma de obter elogios para alguns funcionários, para depois fazer propaganda nas redes sociais!

 

Ups... Como mentir descaradamente para engatar uma miúda!

Crianças, Menina, Menino, Floresta, Elf, Cap, Se Manda

 

Dizer a uma miúda, que nunca anda sozinha, e que sempre que vai às compras, acompanhada, nunca se dá ao trabalho de levar um saco que seja, que a viu, um dia, sentada num banco de jardim, com 2 sacos de compras, (de roupa) que cairam do banco e ele ajudou a apanhar!

 

"Não me lembro de nada" - diz ela. 
"É normal, já se passaram 2 anos. Mas juro-te que estou muito feliz por te ter encontrado novamente." - responde ele.
"Porquê tanta felicidade?", pergunta ela.
"Porque quando troquei aqueles olhares contigo, o meu coração disparou a alta velocidade."

 

Oh rapaz, tem cuidado que, qualquer dia, ainda te despistas com tanta velocidade!

Se bem que, depois da tampa que levou, o coração deve ter feito uma travagem brusca, ido abaixo, e não deve pegar tão depressa!

 

 

Quem quer trabalhar de borla?!

Se for uma piada, está muito boa! Se não for, é uma vergonha! 

E o pior é que há muito boa gente por aí com o mesmo pensamento, a querer tirar partido das necessidades dos outros, de forma gratuita, usando argumentos que dão a entender que é um grande favor que fazem quando, no fundo, são eles os interessados!

A resposta ao anúncio está 5 estrelas!