Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Diário de Férias - 5º dia

IMG_2791.JPG

 

O último dia da semana foi também de praia.

Voltámos à que tínhamos estado no dia anterior, mas hoje estava muito mais cheia. Esteve um belo dia de praia, com muito calor. O mar continuava calmo, tínhamos alguma dificuldade em ter espaço para nadar mas lá nos safámos.

Andavam por ali alguns barcos a passear, e até um cão teve direito a viagem!

 

 

IMG_2795.JPG

IMG_2796.JPG

Esta praia tem vários espaços para praticar desporto, zona de bar, e aluguer de colmos e espreguiçadeiras.

 

 

IMG_2790.JPG

E, claro, sendo a praia dos pescadores, é normal que se vejam barcos a ir para o mar!

 

A um determinado momento, deu-nos para apreciar as gaivotas que, ao final da tarde, descem à areia para ver se deixámos algum petisco para elas, e também para nos relembrar que está na hora de lhes cedermos de volta o espaço que é delas por direito.

Algumas estavam mesmo em guerra com as companheiras :)

E assim chegou ao fim esta semana.

Amanhã temos concerto dos HMB no Festiva do Pão. Domingo, é a vez dos Átoa.

E vamos tentar aproveitar da melhor forma o fim-de-semana, que segunda-feira regresso ao trabalho.

Diário de Férias - 4º dia

IMG_2797.JPG

 

Ontem decidimos ir a uma outra praia da Ericeira, a que tem o mar mais calmo, e é mais abrigada - a Praia dos Pescadores.

Até nem estava cheia como é costume, e o mar estava mesmo a convidar aos banhos, não fosse a água gelada.

E é nesta altura que eu me apercebo que estou, a cada ano, a deixar de ser a pata que passava o tempo no mar, e a transformar-me numa galinha que nem um pé consegue pôr dentro de água!

Acreditem que pensei mesmo que este ano não ia conseguir tomar banho, mas lá me acostumei. Custa, realmente, entrar, mas depois sabe bem.

E ajuda se jogarmos um bocadinho com as raquetes, embora o nosso recorde do ano passado ainda não tenha sido batido. Só conseguimos cerca de 670 toques até agora.

Para terminar o dia, fomos celebrar o 12º ano do meu marido com um jantar no McDonalds de Mafra.

E, sentada na esplanada, percebo que não poderia ter escolhido melhor sítio para morar: estou sentada nuns banquinhos de madeira, com vista para o Convento de Mafra ao fundo, e rodeada da natureza do Parque Desportivo, a saborear um simples hamburguer grelhado com salada que me soube mesmo bem. As batatas ficaram por conta deles :)

 

Diário de Férias - 3º dia

 

Começámos o 3º dia de férias com a promessa de tempo mais quente.

Ontem foi o dia escolhido para o nosso passeio anual a Tróia!

Esta é sempre uma viagem de muitas emoções para mim, e que me traz boas e não tão boas recordações.

Desde o dia do nosso acidente, num desses dias programados para ir a Tróia, que eu entro em parafuso sempre que tenho que fazer viagens longas. Até passarmos a ponte Vasco da Gama, vou o tempo todo em tensão. Só depois, quando o trânsito acalma e temos a estrada quase só por nossa conta, é que consigo descontrair.

Depois, é uma maravilha abservar as paisagens que vamos vendo pelo caminho - as margens do Sado, as dunas, os ninhos das cegonhas. E, claro, não há descrição para o pequeno paraíso que é Tróia!

Mar calminho, espaço no areal, água limpa e amena, sossego. É daquelas praias em que estamos à vontade, sem nos preocuparmos se temos espaço para nos deitarmos ou pôr as coisas porque não temos aquele efeito "sardinha em lata". Ontem até estavam menos pessoas que o habitual.

Talvez a maioria tire férias na 2ª quinzena, e por isso estejamos a ver tão pouca gente nas praias.

Também não temos que nos preocupar em estar constantemente de olho nas nossas coisas, com medo que nos roubem. 

É um dia muito bem passado, e custa-nos sempre vir para casa, mas temos alguém à nossa espera que precisa de nós!

E aqui, vem mais uma lembrança: sempre que íamos a Tróia, e voltávamos, ouvíamos sempre uma música que o meu marido tinha gravada em CD, que nos lembrava da Tica, que estava em casa sozinha à nossa espera.

Este é o primeiro ano em que vamos a Tróia, e que voltamos sem que a Tica nos receba.

Em contrapartida, temos a Becas e a Amora. Pelo menos, nestas horas que ficámos fora, fizeram companhia uma à outra. A Tica, ficava completamente sozinha, apesar de tanto numa situação como noutra, o meu pai vir cá sempre um bocadinho fazer companhia, tratar delas e brincar.

Está quase a fazer cinco meses que a nossa menina partiu, mas ainda custa muito...

E foi assim o nosso terceiro dia!

Diário de Férias - 2º dia

 

Depois de uma estreia demasiado ventosa e fria na praia, resolvemos virar-nos para a piscina.

O problema das piscinas municipais no mês de Julho, durante a semana, é a quantidade de colónias de crianças que por lá aparecem e que, durante alguns minutos, enchem a piscina.

Mas, fora isso, valeu a pena. Não estava muita gente, o espaço era abrigado e a água convidava ao banho.

Sai é demasiado caro para uma piscina municipal, e é uma brincadeira que não se pode repetir com frequência!

  • Blogs Portugal

  • BP