Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Diário de Férias - 7º dia

 

 

Chegaram ontem ao fim as primeiras férias deste ano, com um dia bastante movimentado!

Depois de um almoço no Cantinho dos Grelhados, onde saboreámos as deliciosas "tirinhas", na companhia dos meus pais e tio, que também lá foram e se juntaram a nós, para celebrar a entrada do meu marido na universidade, fomos ao cinema.

Após a viagem de regresso, só tivemos tempo de ir a casa lanchar e ver as bichanas, para irmos ao teatro.

O trânsito estava condicionado e os lugares para estacionamento eram escassos, pelo que deixámos logo o carro no centro da vila para a noite, e fizemos caminhada até casa.

À noite, nova caminhada até ao Jardim do Cerco para o concerto dos Átoa, do qual irei falar num outro post.

Deitámo-nos tarde, para acordar cedo hoje. Eu, para vir trabalhar. O meu marido, forçado, para levar a Amora ao veterinário, mais uma vez. 

Diário de Férias - 6º dia

 

Sábado foi dia de acordar cedo, para ir à consulta de optometria.

Há dois anos que não ia lá, e trouxe boas e más notícias. A graduação mantém-se, só o olho esquerdo, que tem miopia e astigmatismo, piorou um bocadinho, mas não há nada a fazer.

Vou ter mesmo que trocar as lentes dos óculos, porque estas, já antigas, estão riscadas e baças, o que vai ser um acréscimo às lentes de contacto.

Quanto às lentes de contacto, vou andar em testes, até conseguir encontrar umas com as quais me sinta confortável, porque estas que uso actualmente já me causam impressão na vista.

Vou também ter que recorrer à lágrima artificial, porque os meus olhos não produzem muita lágrima. A Dr.ª disse-me ainda que, com a idade, algumas pessoas tendem a deixar de ser tolerantes às lentes de contacto. Espero que não seja o meu caso.

Chegámos também à conclusão que eu tenho as membranas do olho muito sensíveis, até mesmo dado o facto de, tão nova, já ter tido o descolamento do vítreo, que é algo que acontece normalmente aos 60 anos, e por isso mesmo, deveria tomar um suplemento de luteína. Sim porque, para conseguir a quantidade de vitamina recomendada, teria que comer cerca de 15 cenouras por dia!

Na próxima semana irei então buscar os óculos e as lentes para experimentar.

Depois das compras, e já ao final do dia, como estava mais fresco, fomos até à praia para jogar raquetes e dar um mergulho. Bem merecido, porque conseguimos chegar aos 1267 toques!

Cheguei a um ponto que já nem estava a ver bem a bola, e tinha os olhos a arder, mas queria ver se conseguíamos os 1300, mas o meu marido também já tinha a mão dorida.

O mar parecia uma piscina e, às 19h, quase ninguém estava na água. Deu para nadarmos à vontade, e ficar ali deitados a apreciar.

Mas já estava a ficar tarde, e tivemos que vir embora.

 

Diário de Férias - 4º dia

IMG_2797.JPG

 

Ontem decidimos ir a uma outra praia da Ericeira, a que tem o mar mais calmo, e é mais abrigada - a Praia dos Pescadores.

Até nem estava cheia como é costume, e o mar estava mesmo a convidar aos banhos, não fosse a água gelada.

E é nesta altura que eu me apercebo que estou, a cada ano, a deixar de ser a pata que passava o tempo no mar, e a transformar-me numa galinha que nem um pé consegue pôr dentro de água!

Acreditem que pensei mesmo que este ano não ia conseguir tomar banho, mas lá me acostumei. Custa, realmente, entrar, mas depois sabe bem.

E ajuda se jogarmos um bocadinho com as raquetes, embora o nosso recorde do ano passado ainda não tenha sido batido. Só conseguimos cerca de 670 toques até agora.

Para terminar o dia, fomos celebrar o 12º ano do meu marido com um jantar no McDonalds de Mafra.

E, sentada na esplanada, percebo que não poderia ter escolhido melhor sítio para morar: estou sentada nuns banquinhos de madeira, com vista para o Convento de Mafra ao fundo, e rodeada da natureza do Parque Desportivo, a saborear um simples hamburguer grelhado com salada que me soube mesmo bem. As batatas ficaram por conta deles :)

 

  • Blogs Portugal

  • BP