Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

A total desorganização nas actividades escolares

Resultado de imagem para mulher irritada

Fui avisada dois dias antes, pela minha filha, que o professor de educação física (não querendo obrigar ninguém, mas já obrigando) os tinha convidado a participar no Dia do Atletismo, com a realização de diversas provas no Parque Desportivo Municipal.

Ontem levou o papel de justificação de faltas às aulas devido à participação nas actividades desportivas, para eu assinar, onde apenas mencionava que todos os alunos deveriam estar junto ao ginásio às 08.30h (o que nos obrigou a levantar de madrugada), e que deveriam ir devidamente equipados e fornecidos de água, lanche da manhã e da tarde, já que algumas actividades seriam realizadas no período da manhã, e outras no período da tarde. E que seriam acompanhados pelos professores da disciplina. Mais nada.

Hoje, à hora da saída, o portão de acesso directo do Parque para a escola, estava encerrado, e não se encontrava nenhum funcionário para abrir. Só haviam três opções: ou aguardavam por tempo indefinido que alguém lhes abrisse o portão, ou saltavam a cerca, ou saíam pela entrada principal do Parque, o que implicava uma volta de quase vinte minutos a mais, em plena estrada principal.

Foi o que fez a minha filha. O professor ainda tinha ficado a coordenar actividades. Ninguém à saída do Parque lhe perguntou nada ou pôs qualquer objecção. Estava entregue a si mesma, se eu não a fosse buscar. Uma das colegas, que optou por saltar a cerca, acabou por magoar o joelho. Quem é que se responsabiliza?

Depois, ninguém sabia a que horas recomeçavam as actividades. Liguei para a escola, só me disseram que já estavam funcionários no portão e que podiam entrar pela escola para ir ao recinto. E a minha filha, inscrita nas actividades da tarde, não sabia se ia ou não para lá, porque uma das colegas não queria participar, e sem ela, as restantes não faziam a prova. 

Acabou por almoçar a correr, foi para o portão, esperou e nenhuma colega apareceu. Nem o professor. Acabou por saber que, como a outra colega se tinha magoado, não iriam fazer a prova. Como tal, teriam aulas normais.

Resultado: teve que voltar a casa para ir buscar a mochila e, mais uma vez, ir para a escola. Ora, isto conseguiu-se porque, felizmente, até moramos relativamente perto, os avós ajudaram, e teve um autocarro que, por acaso, passou à hora certa pela escola, e passa perto da nossa casa retornando, no seu trajecto, à escola.

Mas se assim não fosse, como é que ela fazia? É inadmissível esta total falta de organização deste tipo de actividades escolares. Custava muito estabelecer os horários, os locais de encontro na entrada e na saída, e definir quem ia ou não participar, sem estas constantes dúvidas? Sem que alunos, e pais, andassem por ali à toa?

Se não têm capacidades para organizar seja o que for, mais vale estarem quietos!

  • Blogs Portugal

  • BP