Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Coisas estranhas que me acontecem...

transferir.jpg

 

 "Yo no creo en brujas, pero que las hay, las hay"

 

Em 2012, neste post http://marta-omeucanto.blogs.sapo.pt/64695.html falei sobre as sensações estranhas que, de vez em quando, tinha, de que está alguém mais no quarto, de que as coisas mexem sem eu lhes tocar, entre outras coisas.

Diz a cultura popular que os gatos afugentam os espíritos e a verdade é que, coincidência ou não, desde que levámos a Tica lá para casa (em setembro de 2012) nunca mais aconteceu nada - nem visões, nem sensações, nem presenças estranhas.

Mas de há uns tempos para cá, voltaram. Por duas vezes.

Ontem, por exemplo, estava deitada na cama e, de repente, vejo à minha frente uma figura com algo nas mãos (tipo um jarro ou parecido) a vir direito a mim como se fosse um espírito a querer entrar dentro do meu corpo. O meu pensamento foi "não vou deixar que isso aconteça, vou abrir os olhos e vais desaparecer". De facto, logo em seguida, dou por mim acordada, sem saber o que aconteceu, mas com o coração bem acelerado!

Há mais tempo, estava também na cama (penso eu que a dormir), agarrada ao meu marido, quando aconteceu também algo que já não me lembro bem, mas que me fez sentir energias negativas. Ao acordar, senti como se uma força maligna se tivesse apoderado do meu marido, e a minha primeira reacção foi deslargá-lo e virar-me para o outro lado, ainda com essa sensação.

A verdade é que todas estas coisas acontecem à noite, pelo que o mais certo, como já referi antes, é ser um reflexo do cansaço ou, meramente, um sonho.

Mas que é estranho, lá isso é... 

 

Há dias assim...

Há momentos em que é preciso respirar fundo...

Contar até 100...

Uma bela noite de sono...

Um chá de tília...

 

E há outros em que nada disso funciona!

 

Hoje sinto-me uma panela de pressão, cuja tampa pode a qualquer momento saltar!

 

Tenho todo o direito de me aborrecer, de estar rabujenta, de estar triste e de explodir, é verdade.

 

Mas depois, tenho também o dever de arrumar a irritação e a neura no baú, dar lugar a pensamentos positivos e viver mais um dia com boas energias!

 

Afinal depois de a água ferver e sair toda para fora, só nos resta voltar a encher a panela, que é como quem diz - depois de o mal estar feito não adianta remoer e repisar o assunto.

 

É preferível empenharmo-nos em voltar a pôr tudo em ordem.

 

Ainda assim, apesar das várias ameaças dos últimos dias, estou decidida a tentar manter a minha tampa equilibrada em cima da panela! 

 

E encarar com optimismo este dia de temporal (que não começou da melhor maneira), em que a chuva e o vento marcam presença. Atirar-me ao trabalho e pensar que mais logo à noite, vou tomar aquele banhinho que sabe tão bem, e deitar-me bem aconchegada na minha caminha, com a sensação de missão cumprida e meta do dia atingida!     

  • Blogs Portugal

  • BP