Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Logan

(1 Foto, 1 Texto #46)

20240610_190631.jpg 

 

Ora vinha à janela, armado em sentinela, com aquele porte de quem não brinca em serviço, e leva muito a sério o seu trabalho, ora voltava para dentro, quando via que estava tudo tranquilo.

Ora voltava a aparecer, porque os miúdos o chamavam do lado de fora ou espreitavam para desafiá-lo, ora se tornava a esconder.

Ora vinha dar um ar da sua graça, e retribuir as mensagens e piropos, dos seus admiradores e fãs que por ali andavam, ora parecia mostrar-se indiferente a festas ou mimos, até porque não se considera propriamente uma estrela.

 

Não sabia da sua existência, até que, sentada numa esplanada, assisti a tudo isto na janela ao lado.

Chama-se Logan, pelo que percebi, e é capaz de ser um dos, senão o, cão mais conhecido da Ericeira.

 

Texto escrito para o Desafio 1 Foto, 1 Texto 

Ribeira d'Ilhas - Ericeira

Reserva Mundial de Surf

20240217_165913.jpg 

 

No fim de semana fomos até à praia de Ribeira d'Ilhas.

Estacionámos no parque junto à praia, de fomos pelo passadiço, junto à estrada, até ao miradouro, onde se encontra a estátua do Guardião.

Depois, descemos pelas escadas, até à praia.

De um lado, meia dúzia de pessoas na praia. Do outro, as gaivotas.

O passeio foi curto.

Estava um vento frio e desagradável ao final da tarde. 

Mas sempre deu para aproveitar um pouco e sair de casa.

 

 

20240217_170312.jpg 

20240217_170322.jpg 

20240217_170412.jpg 

20240217_170628.jpg 

20240217_170650.jpg 

20240217_170345.jpg 

20240217_171918.jpg 

20240217_170359.jpg

20240217_165532.jpg 20240217_165611.jpg 

 

Pelas furnas da Ericeira

20240127_165925.jpg 

 

No sábado fomos até à Ericeira.

O tempo ameno em Mafra fez-nos ir até lá dar uma volta mas, claro, como já seria de esperar, na Ericeira não estava tão ameno. Estava um ventinho fresco típico de Janeiro.

E também o mar estava a combinar.

Sou daquelas pessoas que tanto adora um mar calmo no verão, para entrar nele, como agitado no inverno, para apreciar.

Ainda por cima, com maré cheia.

 

 

20240127_165130.jpg 

 

Já tinha saudades de ver as ondas rebentarem nas furnas, proporcionando um bonito espectáculo natural.

Havia muita gente por ali, não só a passear, mas também a fotografar, ou filmar este show.

As ondas iam alternando: ora quatro ou cinco fortes, ora um período de calmaria.

E, claro, elas não esperam nem posam para a câmara.

Ou se tem a sorte de as captar, ou se aprecia directamente.

Com muita "sorte" até somos brindados com os salpicos resultantes da rebentação.

Aliás, devia ser por isso que a atmosfera parecia meio nublada, esbranquiçada, apesar de não haver nevoeiro explícito.

 

 

20240127_165028.jpg 

20240127_164903.jpg 

20240127_170039.jpg

20240127_165128.jpg

20240127_165058.jpg 

20240127_165833.jpg 

20240127_165836.jpg

20240127_170202.jpg

 

Praia do Algodio ou Praia do Norte - Ericeira

20230828_171455.jpg 

 

Nunca foi praia que gostasse de frequentar.

Não muito grande, o mar costuma estar agitado e não convida a nadar. 

No dia em que por lá passámos, pouca gente estava no areal. E o bar em frente praticamente vazio.

Acaba por ser uma praia de passagem, sendo que a maioria prefere as praias dos Pescadores ou Sul, ou outras que já ficam fora da Ericeira.

 

 

20230828_171515.jpg 

 

Característica típica das praias da zona, as rochas não podem faltar. E acabam por delimitar a praia, dividindo-a da que fica logo à frente.

Foi aqui nas rochas, com maré vazia e mais abrigado, que vimos algumas pessoas a apanhar banhos de sol.

 

 

20230828_172551.jpg 

 

E, como não poderia deixar de ser, a fazer jus ao lema "Ericeira - onde o mar é mais azul", lá está ele, com as suas pequenas ondas, a mostrar que azul mais azul não há!

 

 

20230828_171117.jpg 

20230828_171015.jpg

 

Igualmente típico desta zona são as algas verdes ou castanhas que cobrem as rochas, responsáveis pelo "piso" escorregadio e muitas quedas, para quem se aventura nelas.

Mas o ar que se respira, e o odor que se sente, é do melhor que há.

 

A família caprina da Praia do Sul - Ericeira

20230825_180957.jpg 

 

Já há muito tempo que ouvia falar desta família caprina, que se passeia pelas falésias das praias da Ericeira, e que pode ser vista, com frequência, junto à Praia do Sul.

 

 

20230825_180913.jpg

 

Diz, quem as acompanha que, no início, eram apenas duas - um casal.

Este ano, parece que a família aumentou, e passaram a três.

 

 

20230825_180941.jpg 

20230825_190143.jpg 

370829043_313570834504033_3465981859095209869_n.jp 

20230825_181019.jpg 

20230825_181030.jpg 

370671293_313570747837375_5294810960271971910_n.jp 

 

Estas imagens foram captadas no final da tarde de sexta. 

Disseram-me que, nesse mesmo dia, mais cedo, uma delas tinha caído num buraco e sido resgatada pelos bombeiros.

 

 

20230825_181036.jpg 

20230825_181222.jpg 

 

Eu sei que são cabras, e devem estar habituadas a andar nos montes, mas vê-las a caminhar por ali dá medo.

Não sei se têm dono, mas parecem andar livremente.

Embora não apreciem muito que andemos por ali a incomodá-las, também não se chateiam muito: no momento em que nos aproximámos mais, o pai chamou a mulher e a cria, e puseram-se a andar para longe dos humanos curiosos!