Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Inverno em tempo de verão: ainda fazem sentido as estações do ano?

Resultado de imagem para verão x inverno

 

Se virem por aí alguém com 3 camisolas vestidas, casaco, collants e botas, em pleno mês de Junho, não pensem que é algum extraterrestre - sou apenas eu!

 

 

Estamos a pouco mais de uma semana da chegada do verão, mas as temperaturas mais fazem lembrar os meses de inverno. Pelo menos aqui por Mafra, em que as mínimas andam nos 11/12 graus, e as máximas não passam dos 18/19.

Está sol, é verdade. E, aqui, basta vir o sol para toda a gente andar por aí já de chinelos, calções, e vestidos como se estivesse realmente calor. Ou até uma ida à praia porque, afinal, é verão (ou quase). Mas não está, porque para além do sol, temos um vento descomunal e gelado.

 

 

Assim, acho que, cada vez mais, vou deixar de lado aquele estigma de "ah e tal, é verão, parece mal andar com camisolas de lã e sobretudo". 

Cada vez mais, há dias de calor fora do normal em estações onde era suposto estar frio, e dias de frio fora do normal, em épocas em que deveriam estar temperaturas mais amenas. 

Dentro de toda esta "anormalidade", o mais normal é vestirmo-nos consoante a temperatura que está, e não consoante a época/ estação em que estamos.

 

Aliás, com a constante instabilidade climática em que vivemos, pergunto-me mesmo até quando farão sentido as estações do ano, tal como as conhecemos?

Corrida inédita no metro de Lisboa em Dezembro

imagem expresso.sapo.pt

 

Esta corrida é mesmo para os amantes da corrida, e que gostam de enfrentar novos desafios!

Já se imaginaram a correr debaixo da terra, nos carris do metro, de madrugada? Se sim, podem agora pôr esse sonho em prática. Se nunca tinham sequer pensado nisso, então é uma boa altura para se aventurarem, e serem um dos 100 participantes!

É já no próximo dia 12 de Dezembro, ou melhor, na madrugada de 12 para 13 de Dezembro, que se irá realizar esta corrida, inédita em Portugal, na linha vermelha do metro de Lisboa, e que conta com o apoio e participação de Nélson Évora, embaixador da Discovery Underground Lisboa.

Com partida na estação de São Sebastião, passando por 12 das 55 estações, e tendo como meta a estação do aeroporto, os participantes farão um percurso de 10 km, naquela que já é considerada "a mais fantástica aventura da história subterrânea de Lisboa"!

O metro estará inactivo mas, ainda assim, adivinham-se algumas dificuldades, não só por causa dos carris, mas também nas zonas de cruzamento de linhas e altimetria.

Como é que se poderão inscrever? É fácil! É só irem ao site www.discoverychannel.com.pt/underground, preencher o formulário de inscrição, e elaborarem um pequeno texto onde contem o vosso sonho, paixão, ou a história que vos faz especiais, para serem um dos escolhidos a participar no Discovery Underground Lisboa no dia 12 de dezembro. A inscrição é gratuita! Os 100 participantes serão escolhidos pelo Discovery e a Nos, com base nos melhores textos recebidos. 

Serão aceites as inscrições efectuadas até ao dia 29 de Novembro, sendo anunciados os 100 contemplados no dia 2 de Dezembro.

Ao participarem na corrida, terão também a oportunidade de ser um dos protagonistas no próximo documentário do Discovery Channel.

Por isso, do que é que estão à espera? Se gostam de aliar o atletismo à aventura, de superar novos desafios, e têm mais de 18 anos, esta corrida é para vocês!

 

 

 

 




 

Agora sim, parece que o Outono vem a caminho!

                                                                      

 

Todos nós aprendemos que ao longo do ano existem quatro estações - Primavera, Verão, Outono e Inverno.

Cada uma delas com características bastante definidas e que as diferenciam umas das outras.

Se falarmos da Primavera, lembramo-nos das andorinhas, das flores, das alergias...

Quando nos falam do Verão - pois claro - férias, praia, calor!

Já o Outono é conhecido pelas castanhas, as folhas em tons amarelos e avermelhados a cairem no chão...E como não poderia deixar de ser, o Inverno é época de chuva e frio!

O que nós não sabíamos é que estas estações, na prática, iriam deixar de existir, pelo menos da forma como as conhecemos.

E a prova disso é o Verão que tivemos este ano!

Os portugueses têm por norma tirar férias nos meses de Julho e Agosto, precisamente porque estamos no Verão.

Eu própria tirei férias nessa altura, como todos os anos, para poder estar com a minha filha nas férias dela, e proporcionar (a ela e a mim) umas boas idas à praia!

Desde bebé que fui habituada a ir à praia, e para mim é quase como uma terapia. A praia transmite-me paz, tranquilidade, renovação de energias...Dar um mergulho é como deixar tudo o que me incomoda ser levado pelas ondas, e sair de lá como uma nova mulher.

Adoro o mar, por vezes tão calmo e silencioso, mas outras revoltado, a bater nas rochas, as suas ondas a varrer a areia...enfim, adoro praia.

Este ano foi um pouco diferente dos outros...pela primeira vez, encontrei nas praias tudo o que se possa imaginar, fazendo-me imaginar que alguma revolução deve ter acontecido no oceano! Desde patas de caranguejo a cascas de mexilhão e ameijoas completamente partidas, cabeças de peixe, muitas pedras das mais variadas cores e feitios...A minha filha apanhou um buzio dos grandes, e entre as minhas descobertas veranescas, contam-se uma pedra em forma de carapaça de caracol, outra em forma de espiral, uma que parece um autêntico ouriço do mar, e diversas conchas tão perfeitas que nem parecem naturais!

Pela primeira vez também, cada vez que fomos à praia nas férias, levámos casacos vestidos! Não havia maneira de o calor chegar a esta terra.

Por isso mesmo, foi com uma enorme alegria e satisfação que aproveitei cada um destes dias (fins de semana e feriados), com que este Verão tardio nos brindou!

Até mesmo para trabalhar, ou para ir para a escola, é muito mais motivante acordar com os raios de sol a entrarem-nos pela janela logo pela manhã, do que nos depararmos com um dia cinzento e chuvoso.

Se tenho saudades do frio e da chuva? Nenhumas mesmo...Nunca me dei bem com o frio - andar com não sei quanta roupa vestida e mesmo assim não conseguir aquecer. Da chuva gosto, mas quando posso apreciá-la! Sem dúvida que o sol e o bom tempo me deixam muito mais bem disposta e humorada!

Mas já se estava a calcular que o nosso pequeno Verão não iria durar para sempre. 

Por isso, mesmo não sabendo bem se o que aí vem é o Outono atrasado, ou se saltaremos para o Inverno antecipado, terei que me aguentar!

 

   

  • Blogs Portugal

  • BP