Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Os vários "efeitos" que se aplicam na vida

Aprenda Como Criar um Efeito Dominó na sua Vida

 

Vinha hoje para o trabalho e, já não sei a que propósito, veio-me à mente algumas expressões que usamos para explicar determinados acontecimentos, mais conhecidos como "efeitos".

Lembrei-me destes:

 

"Efeito Borboleta"

Refere-se à forma como as mais pequenas alterações num determinado ponto, podem gerar transformações com proporções drásticas e significativas, noutro ponto qualquer sem que, à partida, se pudesse esperar isso dada a pouca relação entre ambos. 

 

"Efeito Bola de Neve"

Refere-se à forma como uma acção que, isolada, começa por ser pequena, pode vir a aumentar gradualmente, quando a ela se vão acumulando outras tantas pequenas acções, sendo que o efeito dessa aglomeração se torna perigoso ou desastroso.

 

"Efeito Dominó"

Refere-se, basicamente, a diversos acontecimentos que se sucedem em cadeia.

Basta um determinado efeito, para gerar outro, levando a uma sucessão dos mesmos, provocando estragos. 

Isto acontece, por norma, quando existe uma proximidade ou dependência entre os objectos desses efeitos.

 

Por aí, conhecem mais alguns para acrescentar à lista?

Reflexão do dia

Resultado de imagem para pensar

 

 

Será que existe mesmo...

 

"Inveja boa"

"Stress saudável"

"Ciúmes benéficos"

 

e tantas outras expressões contraditórias que utilizamos no dia-a-dia?

 

Em que utilizamos adjectivos positivos para caracterizar algo que, por si só, é negativo?

Ou serão apenas desculpas que utilizamos para minimizar aquilo que sentimos, para não parecer tão mal aos olhos dos outros?

 

 

 

 

Diálogo deveras inspirador!

 

 

Ultimamente, os diálogos com o meu marido têm sido deveras inspiradores!

Na verdade, parecem mais monólogos, já que tenho feito pouco uso das palavras.

Qualquer que seja a pergunta que ele faça ou afirmação que diga, não tem conseguido arrancar do meu vocabulário mais que apenas três expressões: "pois", "hum hum", "sim"!

Não é tão animador?!

Espero que as restantes palavras comecem a sair rapidamente, de onde quer que se tenham escondido!