Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Poucos são aqueles que fazem algo sem receber nada em troca

Imagem relacionada

 

 

Vivemos numa época em que a preguiça afecta grande parte da humanidade.

Ainda assim, estaríamos bem se esse fosse o único problema.

Mas não. Não é só de preguiça que sofre o Homem.

É também de ambição desmedida.

E de, egoísmo, de egocentrismo, de simplesmente, não fazer nada que não lhe dê algo em troca. Que não traga recompensas, prémios, que não seja proveitoso para si.

 

Vivemos numa época em que a humanidade, ao invés de agir por vontade, desejo e prazer, ao invés de tomar a iniciativa sem saber o que dali pode vir, apenas se move quando lhes é, como diz o ditado popular, "acenada a cenourinha".

Se souberem que, no final, terão direito a ela, ainda os coelhos saem da toca e correm atrás. Mesmo que nunca a cheguem, efectivamente, a comer, vão iludidos. Mas, se não houver cenoura, nem se mexem. Não justifica o esforço, nem a perda de tempo.

 

É triste, mas é real... 

 

Resultado de imagem para prémio

Para se educar, tem que se dar o exemplo?

17033082_tdWZE.jpeg

 

 

Costuma-se usar um velho ditado para justificar algo que pedimos aos outros para fazer, mas que nós próprios não fazemos: "faz aquilo que eu digo, e não aquilo que eu faço"!

Mas será que na educação de uma criança esse ditado se aplica?

No outro dia, em debate, dizia-me o meu marido que, para educar um filho, não temos que estar sempre a dar exemplo atrás de exemplo, só temos que lhe explicar o que é o melhor para ele, e fazê-lo entender.

Já eu, sou da opinião que a única forma de nos fazermos entender, de os nossos filhos apreenderem a mensagem que lhes tentamos transmitir, é através dos nossos exemplos e, mesmo assim, nem sempre resulta!

Por norma, os filhos tendem a "copiar" os comportamentos dos pais, porque é aquilo que vêem, com que lidam no dia-a-dia, e que supõem ser o normal e correcto. Logo, se os pais dão maus exemplos e se comportam de forma contrária aquela que, depois, pedem aos filhos para agir, como é que vão ter autoridade ou moral para lhes exigir isso, se eles próprios não o fazem?

Como é que se pode exigir a um filho que tenha uma alimentação saudável, se ele vir constantemente os pais a comer alimentos que fazem mal?

Como é que se pode pedir a um filho para ser organizado, se os pais vivem em total desorganização?

E por aí fora!

Para mim, mais do que ensinar, mais do que dizer o que deve ou não ser feito a um filho, são as nossas atitudes, os nossos comportamentos, a nossa forma de estar na vida e no quotidiano, enquanto pais, que lhe vão dar, ou não, o melhor exemplo. 

 

 

Coisas a fazer pelo menos uma vez na vida

 

Vi no outro dia um artigo que listava algumas coisas que todas as mulheres deveriam fazer pelo menos uma vez na vida. Todas relacionadas com estilo e beleza. Eram elas:

 

Encontrar o seu perfume

Quanto a mim, será algo difícil de concretizar já que sou muuuuuuuuuuito esquisita com perfumes e, quando finalmente, encontro aquele que será o "meu perfume", ele desaparece do mercado!

 

Usar franjinha

Já usei, quando andava na primária! Tinha, não só, a franjinha como o cabelo cortado "à tigela".

 

Ser maquilhada por um profissional

Acredito que o resultado final seja um belíssimo trabalho, e um descanso para quem não tem jeito nem paciência. Mas não me imagino com todos aqueles produtos na cara.

 

Fazer uma depilação com todo o luxo

Poderia ser, mas apenas se fosse uma depilação definitiva. Aí sim, seria uma vez na vida, e nunca mais!

 

5 - Pintar o cabelo de uma cor exótica

Talvez, se algum dia meter na cabeça que sou um pavão, um tigre ou um campo relvado, por exemplo!

 

A sério?! Serão mesmo estas coisas que não deveríamos perder a oportunidade de experimentar nesta vida?

 

Pois eu digo-vos o que, para mim, todas as mulheres e homens deveriam experimentar uma vez na vida:

 

1 - A mulher estar na pele do homem, e vice-versa, pelo menos por um dia

 

2 - Dar à luz

 

3 - Fazer aquela loucura saudável que acham que nunca teriam coragem de pôr em prática 

 

4 - Umas férias naquele que é o seu destino de sonho, ou a sua viagem de sonho, sem terem que se preocupar com os gastos

 

5 - O amor

 

6 - Trabalhar naquilo que mais gostam

 

7 - Ser solidários com quem mais precisa

 

8 - Elogios sinceros e merecidos, sem segundas intenções

 

9 - Poderem ser eles próprios, sem máscaras, sem receios, sem restrições

 

10 - A igualdade

 

Certamente haveriam muitas mais, mas fico-me por aqui!

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP