Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

A feira já não é o que era!

 

Longe vão os tempos em que, quem não tinha dinheiro para comprar roupa e calçado nas lojas, ia à feira tentar encontrar produtos mais baratos.

Hoje em dia, arriscamo-nos a ir à feira, e pagar o mesmo ou até mais que numa loja.

Por exemplo, na sexta-feira vi umas botas numa sapataria aqui da vila, que custavam 45 euros.

Ontem, estavam umas semelhantes (mas mais feias para o meu gosto) na feira, ao mesmo preço!

Comprei na sapataria umas botas a 20 euros, numa promoção de fim de colecção do ano passado. 

Na feira, as botas do género rondavam todas os 32/ 35 euros.

 

Penso que até as pantufas de pelo saíram-me mais baratas na Serra da Estrela, do que aqui.

Mas como não vou à Serra...

Chego à conclusão que, na maior parte das vezes, não compensa comprar na feira.

 

É quase como aquela ideia de que ir às lojas dos chineses sai mais barato. Nem sempre.

Uns collants de lycra no chinês, custam € 1,50. Numa loja aqui do centro, € 1,30.

 

Mas depois, temos aqueles achados que valem a pena!

Um conjunto de lençóis de flanela por 10 euros, quando noutra banca me tinham pedido quase 30. Se são de boa qualidade, não sei, mas entre as duas hipóteses, não variava muito.

 

E, depois, há a facilidade com que hoje se compra, até mesmo aquilo que não faz falta.

Quando eu era pequena, tinha que esperar que os meus pais recebessem o abono de família, trimestral ou quadrimestral, penso eu, para poder comprar alguma coisa para mim. E, como não era muito, tinha que escolher aquilo que precisava mesmo, e barato, para dar para mais alguma coisita.

Hoje, chegamos ali, vemos alguma coisa, gostamos, e acabamos por comprar. Mesmo sendo algo que dá jeito, mas que não era mesmo necessário. Há sempre dinheiro.

 

Antes, tínhamos que ir munidos com dinheiro para a feira. Hoje, já há muitas bancas que têm multibanco.

Antes, a feira era maioritariamente dos ciganos. Hoje, vemos proprietários de lojas que vendem nas feiras.

Antes, havia sempre GNR a controlar o que por lá se vendia, e ainda me lembro de alguns feirantes, a vender contrafação, andaram a arrumar tudo à pressa e a fugir. Hoje, nem sinal da polícia.

 

Antigamente, os feirantes não gostavam que andássemos por ali a mexer em tudo, e ficavam irritados se não levávamos nada. Hoje, dizem-nos para ver, experimentar e pegar à vontade!

 

Há uma banca em especial, em que acabamos por parar sempre, para azar da minha carteira. Já em várias ocasiões comprei lá casacos e camisolas para a minha filha. E ontem não foi excepção!

 

Sugestões para o fim-de-semana

 

Vêm aí as Queimas das Fitas de Coimbra e Porto... E o Iberanime LX 2017...
Vem aí revista, comédia, drama...

Muita música...

Doçaria tradicional alentejana...

E muito mais.


É o que consta da edição desta semana da rubrica Fora de Casa, do Fantastic!
Destaque para "Ontem" do Colectivo A TRIBO, no Auditório Municipal Beatriz Costa.

 

Vejam tudo AQUI

 

Sugestões para o fim-de-semana

 

 

Cliquem na imagem e fiquem a par das sugestões para a semana de 2 a 8 de Fevereiro, do Fantastic!

 

Seja para crianças ou adultos, há de tudo um pouco, desde a música com Blind Zero ou Luísa Sobral, ao teatro, desporto com a Corrida da Árvore, visitas a museus, o Pet Festival na Fil ou ainda um workshop criativo na Associação Meleca.

É só escolherem aquela que preferem, e ir para "Fora de Casa"!

 

Sugestões para o fim-de-semana

 

(cliquem na imagem para ver as sugestoes)

 

 

A edição 7 da rubrica Fora de Casa traz as melhores sugestões para o vosso fim-de-semana e dias que se seguem.

Começamos o nosso itinerário em Setúbal, com teatro.

Continuamos a percorrer o país, passando por Odivelas para modalidades desportivas, Ponte de Lima para uma feira gastronómica, Coimbra e Estarreja.

Voltamos a Lisboa, para um pouco de teatro e música.

E, finalmente aterramos na Madeira, que nos vai adoçar com sabores muito especiais!

Espreitem, e escolham onde querem ir!

Fim de semana festivo!

 

Este último fim de semana foi de festa!

Almoço de família para celebrar o aniversário do patriarca - o meu pai. O meu sobrinho está um homem. E ainda no outro dia vi uma foto onde estava com ele ao colo. Agora, ao lado dele, sinto-me baixinha!

A minha sobrinha é um ano mais velha que a minha filha, mas estão praticamente da mesma altura. Uma loira, outra morena, tenho pena que não estejam mais tempo juntas.

Comemos e bebemos bem, jogámos cartas e ainda assistimos à vitória da equipa do Mafra frente ao Sporting B!

À noite, festa na Enxara do Bispo com os Ouriços. Um ambiente acolhedor e familiar, boa música e muita dança até perto das 3h da manhã!

Com tantas bandas de baile, devem estar a perguntar-se porque falo tanto desta. É simples: a simpatia dos elementos da banda e staff, a qualidade musical, e a variedade de músicas. No final de cada actuação, depois das típicas músicas de baile, somos presenteados com rock anos 80, com Xutos e Pontapés, Tina Turner, Bryan Adams e Pink Floyd, entre outros.

Houve ainda a feira mensal de Mafra, e a primeira vitória do Benfica!

  • Blogs Portugal

  • BP