Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Quantos Sidónios haverão neste mundo?

Resultado de imagem para birras de menino

 

Ontem, enquanto esperava a minha vez de ser atendida, deparo-me com uma cena que mostra o mau feitio que algumas crianças têm logo em pequenas e que, se não for travado, pode dar mau resultado.

 

Um miúdo estava, segundo me pareceu, naquele mesmo espaço com a mãe e o pai. Como não tinha nada com que se entreter, decidiu ir até à porta e rasgar uma comunicação que ali estava afixada. A mãe levanta-se, ralha com ele, sem muito sucesso, e volta a sentar-se. 

Em seguida, o miúdo pede à mãe o telemóvel para jogar. A mãe diz-lhe que não tem bateria. O miúdo insiste. A mãe torna a responder. E o miúdo não se faz rogado, vira-se para a mãe e diz, naquele tom bruto e desafiante:

 

"Dá-me já! O telemóvel é meu, não é teu. Dá-me. É meu. Não é teu!" 

 

Não sei o que se passou depois. Sei que o miúdo ainda por ali andou aos encontrões às cadeiras, a mãe acabou por levá-lo para o exterior onde estava alguém, supostamente o avô, que ficou o resto do tempo com ele. O suposto pai, só o chamou uma vez (e daí ter percebido o nome), parecendo que não estava a ligar muito ao que o miúdo fazia. A mãe que tomasse conta.

 

Posso estar totalmente errada, até porque não conheço as pessoas de lado nenhum para julgá-las ou afirmar o que quer que seja sobre as mesmas. Mas o miúdo tinha ar de "rufia" e, daqui a uns anos, a continuar assim, vejo-o bem capaz de bater na própria mãe. Com um bocadinho de sorte, com a aprovação do pai.

Defeito ou Feitio...

 

Há quem me considere complicada…

Por vezes, até fria...

Há quem duvide muitas vezes dos meus sentimentos...

Há quem não compreenda porque não falo de tudo o que me acontece, de tudo o que me incomoda...e confunda isso com falta de confiança...

Há quem fique desapontado se, nos momentos mais felizes, não demonstro a alegria e a euforia que deveria demonstrar...

Há quem não entenda porque me assusta tanto tudo o que é novo, tudo o que é diferente…

Há quem se pergunte porque resisto tanto à mudança e a tudo o que me possa surpreender de forma positiva…

Talvez eu seja, de facto, uma pessoa complicada!

Mas os desejos e os sonhos estão lá, os sentimentos estão lá, a amizade está lá, o amor está lá!

Só não saem cá para fora da forma ingénua e transparente que um dia saíram.

A barreira que criei fá-los sair de forma prática e comedida.

Quem me conhece bem, sabe que isso já não é defeito, é feitio!

  • Blogs Portugal

  • BP