Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Belos dias de outono!

 

Os últimos dias convidam a passear e a admirar a natureza no seu melhor!

Depois do frio das últimas semanas, a temperatura está mais amena.

Num céu pintado de azul vivo, o sol brilha e ilumina ainda mais a paisagem.

As árvores formam uma fila de cor em tons de castanho, amarelo, vermelho e laranja.

Claro que, muitas das árvores, já se encontram totalmente despidas. Aí, temos então os mantos de cor em plena rua, formando belos tapetes!

E na praça, os pombos vão picando o que encontram.

Que bom seria ter tempo para apreciar tudo isto com calma, em vez da correria que caracteriza os dias de trabalho. Mas, ainda assim, sabe bem estas pequenas saídas e caminhadas (necessárias), para observar e sentir o poder e a energia que nos transmite a natureza!

A revolta da natureza...

 

Está a chegar...

Eu sinto...todos nós sentimos...

Não sabemos quando mas está, sem dúvida, a caminho.

No chão, as folhas secas dançam em alegre rodopio! Levantam-se no ar, voltam a pousar, e correm em círculos, impulsionadas pelo vento.

Esse vento que sopra enraivecido, contra tudo, e contra todos.

No céu cinzento, nuvens escuras correm depressa, como se não houvesse tempo a perder. E, atrás destas, outras, e outras. Algumas, trazem a leve promessa de tréguas. Outras, mostram-nos que não nos devemos deixar enganar. Afinal, é só uma questão de tempo. 

Talvez agora, talvez mais logo, talvez amanhã...As primeiras gotas caem, e param. Ainda não chegou o momento...

Mas, por fim, pela noite fora, veio! E fez estragos.  

Hoje, parece que a natureza acalmou. E a sua sombria e assustadora revolta deu lugar a um magnífico céu azul!

Retalhos do meu dia

Por aqui nada de novo.

Apenas dois textos, um sobre uma certa hipocrisia natalícia, e outro sobre encontros de ocasião (à falta de melhor título)!

O sol escondeu-se, o frio regressou, e a chuva ultima os preparativos para a sua entrada em cena!

É um dia em tons cinza, embora eu ainda tente visualizar as inúmeras cores que marcaram o dia de ontem.

Tal como o almoço no prato, aquele que não fiz (como que à espera de um truque de magia)! Vamos ver o que se arranja à pressa...

 

 

...Aqui vou eu para cima, de regresso ao trabalho.

No chão, uma dança de folhas em alegre rodopio!

Levanto a gola do meu casaco, para me aconchegar, e sigo viagem. As ruas estão desertas.

Sinto o cheiro que vem, trazido pelo vento, a castanhas assadas! Do assador que, desde Setembro, se instalou no centro da vila.

E cá estou eu, de novo enclausurada neste escritório, para mais 5 horas de serviço!

  • Blogs Portugal

  • BP