Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Formigueiro em casa?!

Resultado de imagem para formigas

 

Volta e meia, na minha casa, aparece formigas.

No início, até sabíamos a causa. Rebuçados ou chocolates que estavam por ali há meses, pacotes de açúcar esquecidos, qualquer coisa doce que as chamava. Costumam aparecer também em determinadas alturas do ano.

Em Janeiro, fizeram a primeira aparição anual. Na casa de banho! O que têm as formigas a procurar na casa de banho? Lá fui exterminando as "mulas", como eu lhes chamo.

Um dia, apareceram na cozinha: na bancada, em cima da mesa, na parede. Olhei para cima, e deparei-me com um carreiro de formigas a passear ao longo das quatro paredes.

Depois do típico ataque de nervos, lá coloquei mãos à obra, para acabar com elas. Deixámos de colocar algumas coisas em cima da mesa, por prevenção. Fomos vigiando.

Passaram-se semanas e, à partida, a crise estava extinta. Até comentei com a minha filha que parecia que as formigas nos tinham dado tréguas. Mais valia estar calada!

No dia seguinte, levanto-me, e a primeira coisa que vejo na cozinha são formigas, na bancada, onde tinha ficado uma caneca e um prato do dia anterior, por lavar. E lá tive eu que intentar mais um "formigicídio". Missão cumprida! Mal sabia eu para o que ainda estaria guardada.

À tarde, vou abrir uma gaveta para tirar uma tampa, e deparo-me com um formigueiro lá dentro. Eram tantas, mas tantas, que as tampas, de metal prateado, estavam quase pretas.

E volto a colocar a mesma questão? O que procuram as formigas numa gaveta?

Tive que retirar a gaveta, a única ocupada pelas "mulas", levá-la para a rua e sacudir as ditas para o chão. Depois, lavar a gaveta, lavar tudo o que estava lá dentro, colocar spray na chaminé (por onde suponho que tenham descido) e tentar não entrar em parafuso, com formigas a subirem-me pelos braços durante todo o processo!

Acho que, por enquanto, está tudo sob controlo. Mas é melhor não falar muito!

 

Sumo de laranja muito nutritivo!

 

Quem me conhece sabe que eu sou a mulher da fruta, e que quase todos os dias faço sumo de laranja natural para beber.

O meu marido, como foi passar uns dias a casa dos avós, trouxe-me de lá do pomar umas laranjas, que costumam ser boas, além de não srem tratadas com quaisquer químicos.

Ontem, como uma delas já estava a começar a estragar-se, cortei essa metade e, com mais uma, fiz sumo.

Assim que provo, fiz logo caretas. O sumo não sabia nada bem. Ponho-me a olhar para o copo, para o sumo lá dentro, e vejo umas lagartinhas brancas a boiar! Deitei logo o raio do sumo pelo cano abaixo, bebi água para disfarçar, mas parecia que ainda tinha as bichinhas a circular aqui na garganta. 

Já há muitos anos, por pouco não mastiguei uma lagarta verdinha que estava nas couves cozidas. E uma vez apareceu-me à frente um prato de arroz com formigas.

Será que estas coisas só me acontecem a mim?

 

  • Blogs Portugal

  • BP