Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O problema de se falar por sinais...

Resultado de imagem para comunicação

 

... é que nem sempre o receptor da mensagem compreende os sinais que o emissor lhe pretende transmitir.

Antes de se iniciar qualquer comunicação, com base num qualquer código, convém que ambos estejam sintonizados na mesma frequência, e familiarizados com esse código e sinais.

Senão, o que acontece é o mesmo que quando tentamos fazer mímica. Quem está do outro lado, poderá imaginar diversos significados para o mesmo gesto.

 

Se nos queremos fazer entender e passar a mensagem ao outro, e percebemos que os os sinais não estão a ser interpretados da forma como pretendíamos, ou nem sequer estão a ser visualizados, o melhor a fazer é comunicar numa linguagem que o outro entenda claramente, sem dúvidas, sem mal entendidos, sem falhas.

 

Nem sempre é fácil comunicar, e essa é mais uma razão para tentar simplificar ao máximo a comunicação, e não complicá-la a ponto de, só o emissor, a conseguir entender.

 

Visitar um blog é como ir a uma esplanada!

 

Não acreditam?!

Descobrem uma esplanada de um qualquer estabelecimento, vão lá uma primeira vez e gostam dos produtos, da simpatia no atendimento, do espaço, e tudo o resto. Sempre que podem, voltam lá.

Da mesma forma, descobrem um blog, gostam e visitam com frequência.

Estando essa esplanada aberta ao público, tem sempre clientes. Uns dias mais, uns dias menos, dependendo da vontade e disponibilidade dos clientes. Das novidades, menus especiais e ofertas que o estabelecimento faça. Do estado do tempo. E de humor dos clientes. Muitas vezes nem há uma explicação concreta! Mas tem sempre clientela!

Assim são os blogs! Enquanto houver publicações com frequência e que chamem a atenção, tanto pela sua complexidade como pela simplicidade, por nos fazerem rir, lembrar de coisas que já nos aconteceram, por nos identificarmos com os autores e com o que escrevem, ou qualquer outro motivo. 

Também esses blogs vão tendo sempre as suas visitas, umas que já são da casa, outras que entram pela primeira vez.

Mas se um blog começar a publicar mais esporadicamente, ou estiver ausente por algum tempo, vê as suas visitas diminuirem, os visitantes perderem o interesse e virarem-se para outras paragens.

Se chegarem à vossa esplanada de sempre, e se depararem com ela fechada por tempo indeterminado, ou uns dias aberta, e outros fechada, começam a ficar aborrecidos, e a procurar outro sítio onde passarem alguns momentos agradáveis à conversa com os amigos, ou sozinhos. As primeiras vezes ainda vão passando lá, para ver se têm sorte. Mas acabam por desistir!

Não é assim, também, com os blogs?!