Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O novo design do Sapo Blogs

 

 

Sabem aquela sensação de chegarmos ao nosso cantinho e saber exactamente onde está cada coisa que precisamos? Até mesmo os mais desorganizados, que encontram ordem na sua desarrumação?

Agora imaginem que alguém, com a melhor das intenções, decide fazer mudanças e arrumar tudo de uma forma muito mais prática, funcional e bonita. E, de repente, chegam ao vosso canto e não sabem mais onde estão as vossas coisas ou como as encontrar.

Foi assim que eu me senti quando cheguei hoje ao Sapo Blogs, e me deparei com este novo design!

Como se alguém tivesse entrado no meu canto, e o tivesse virado de pernas para o ar. Para mim, que sou pouco dada a mudanças, faz-me imensa confusão.

Sei que, provavelmente, daqui a uns dias já estarei familiarizada com estas novas funcionalidades e com este novo design mas, por hoje, foi este o único post que consegui escrever! Como se costuma dizer, primeiro estranha-se, depois entranha-se!

De qualquer forma, parabéns por esta nova cara. Mas tratem de não a modificar muito nos próximos anos :)

 

 

Mãe, eu quero um telemóvel!

 

 

 

 

 

Aposto que foi um dos presentes solicitados no passado Natal!

As crianças de hoje crescem em convívio directo com as mais variadas tecnologias, entre as quais o telemóvel.

Para os adultos, é uma ferramenta cada vez mais fundamental.

O telefone portátil, cuja intenção inicial era ser usado para comunicar, funciona como uma espécie de “cordão umbilical”, que os liga aos familiares, aos amigos, ao trabalho, e ao mundo.

Através das várias funcionalidades, que lhe foram adicionando ao longo dos anos, acaba por adquirir também um estatuto de acessório estético, com o mundo dentro – telefone, internet, máquina de filmar, máquina fotográfica, rádio, tv, agenda, e-mail, jogos, GPS, calculadora.

Serve de companhia, dá a sensação de segurança, organização e coordenação do dia-a-dia.

Não é, pois, de admirar, que também as crianças se sintam fascinadas por estes “brinquedos”, que muitas vezes conhecem melhor que os próprios pais!

E se é tão fácil os adultos criarem uma “dependência psicológica”, para as crianças não é diferente!

A minha filha recebeu de presente do pai, neste Natal, o tão desejado telemóvel, que há muito pedia.

As “dores de cabeça” não tardaram a surgir: desde quase não dormir, na primeira noite em que o teve na mão, para mandar mensagens à mãe, a passar o tempo a jogar ou a tirar fotos em vez de se despachar e fazer as tarefas prioritárias, já foram vários os motivos que me levaram a chamá-la à atenção.

Embora muitos pais se sirvam dele como forma de distrair ou entreter os filhos, convém que a relação destes com o telemóvel não se torne obsessiva. Cabe aos pais estarem atentos e moderarem o seu uso no dia-a-dia, impondo algumas regras, se necessário for.

O telemóvel não tem que ser um inimigo, basta que o saibamos utilizar e ensinar a utilizar!

  • Blogs Portugal

  • BP