Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Como perder totalmente o interesse num programa

Resultado de imagem para the voice portugal

 

 

Fui uma fiel seguidora, nos últimos anos, do programa The Voice Portugal.

Conseguiu manter-me ligada a ele a cada domingo à noite, mesmo quando no dia seguinte acordava cheia de sono para ir trabalhar.

Nenhum outro programa me tinha feito mudar de canal e trocar. Até este ano...

 

 

Sim, este ano, ainda comecei a vê-lo, apenas para constatar que o programa (tal como provavelmente a maioria deles) está viciado, esgotado, sem nada de novo: as mesmas injustiças, os mesmos discursos, as mesmas desculpas esfarradas, os mesmos interesses, e um objectivo que é tudo menos aquele que apregoa.

Aos poucos, comecei a optar por assistir ao Casados à Primeira Vista, e gravar o The Voice para ver mais tarde. Mas nem me dou a esse trabalho. O pouco que vou vendo e lendo, permite-se ficar por dentro do que se passa, e acentuar mais a pouca vontade em perder tempo a segui-lo.

 

 

Mudem os apresentadores, mudem os mentores, mudem a dinâmica, sejam genuínos e espontâneos, e talvez voltem a conquistar audiências.

Aliás, acho que qualquer programa do género (incluindo o Casados à Primeira Vista, que já soa mais a encenação) teriam a receita de sucesso na novidade, aliada à espontaneidade. Porque é isso que mais agrada ao público.

Até lá, será sempre a diminuir, até acabarem de vez com o programa. 

A genuinidade das crianças

 

 

 

transferir (2).jpg

Achei este diálogo entre dois amigos tão genuíno, tão inocente e sincero, que não pude deixar de partilhar!

 

"O menino: Ainda tens aquele problema que tinhas?

A menina: Sim.

O menino: Mas está melhor, certo?

A menina: Penso que sim. Obrigada pela preocupação!

O menino: De nada. É para isso que servem os amigos. Acho que um dia vais ficar totalmente boa,

                    vais ver. Vai demorar mas vais conseguir. A sério.

A menina: Pois...

O menino: A sério! Vais ver.

A menina: És tão querido e fantástico! És lindo, engraçado, carinhoso e sonhador!

O menino: E tu és simpática, carinhosa, amiga, inteligente!

A menina: Achas que sou feia por causa do problema que tenho?

O menino: Não interessa o que és por fora. O que interessa é o que tens aí dentro! A sério!

A menina: Está bem. Vou fazer de conta que acredito.

O menino: A sério.

A menina: Ai, lá estás tu, e o "a sério"!"

 

  • Blogs Portugal

  • BP