Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O tamanho conta, e muito!

Podem vir com mil e um argumentos a rebater a questão do tamanho do dito cujo, mas a verdade é que, para mim, o tamanho conta, e muito.

E se o resto das pessoas até gosta deles grandes, e os prefere assim, a mim agradam-me mais os pequenos.

E este ano, ainda não comi nem um que fosse, precisamente porque todos aqueles que me aparecem à frente são de tamanho gigante.

Sim, é dos melões que estou a falar! O que é que estavam para aí a pensar?!

Praticamente, só eu é que como melão cá em casa. A minha filha, de vez em quando. Por isso, nos outros anos comprava os mais pequenos que lá tinham.

Este ano, nos hipermercados, só se vêem melões enormes, que mal posso com eles. Não sei se lhes andaram a dar alguma coisa para crescerem daquela maneira, mas enquanto não reduzirem de tamanho, continuarão lá.

Estou a ver que este ano nem toco num único melão sequer.

 

 

O Amigo Gigante

 

Ontem foi dia de cinema. Aproveitámos a promoção McBox Cinema, pelo que os bilhetes ficaram mais baratos, a 1 euro cada um.

O filme escolhido foi O Amigo Gigante.

Já tinha ouvido falar bem do filme, mas não fazia ideia do que me esperava. Foi uma óptima escolha. 

E sim, também chorei com esta história. Raio de sensibilidade que havia de ter para estas coisas!

 

 

 

Mas foi impossível não o fazer, ao ver esta amizade tão inesperada entre uma pequena menina orfã, curiosa e destemida, e um gigante anão pouco convencional, e com uma linguagem maluca, que apanha sonhos para depois distribuir pelos humanos.

 

 

 

Sofia é a menina que vai desafiar as ordens da directora do orfanato:

"Nunca saias da cama, nunca chegues perto da janela, nunca olhas para lá das cortinas".

Ela vai fazer tudo isso, e vai ver o gigante que, supostamente, é responsável pelo desaparecimento dos meninos e meninas em Londres.

 

 

 

Ao ser descoberto por Sofia, ele vê-se obrigado a levá-la consigo, para que não conte a ninguém sobre a sua existência. Mas este gigante não é como os restantes companheiros. É um gigante gentil e amigo que, contra todos, se recusa a comer "cereais humanos", nome que dá aos seres humanos.

 

 

 

Os dois irão tornar-se grandes amigos, e Sofia vai mostrar ao gigante que ele não pode deixar que os outros gigantes o maltratem, nem tão pouco ataquem as crianças. Para isso, elaboram um plano que envolve a rainha, um tetrapesadelo e um sonho a que apelidou de "Sonho da Sofia".

 

Um filme com muitas partes cómicas, no início quase precisamos de um tradutor para perceber linguagem de gigante, e com uma bonita mensagem.

Se puderem, vejam!

 

 

  • Blogs Portugal

  • BP