Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Parvoíces de uma segunda-feira à noite

Resultado de imagem para mãe e filha desenhos

 

Mãe e filha na cozinha, a primeira a tentar despachar-se, e a segunda sem pressa nenhuma de o fazer!

Como a minha filha tinha ido no dia antes ao concerto do Anselmo Ralph e estávamos a cantar as músicas dele, deu-nos para inventar letras:

 

Para a música "Aplausos para Ti", e porque eu já tinha arrumado o sumo, a pensar que ela não iria beber mais, a minha filha inventou esta.

 

Aplausos para ti

Foste arrumar o Ice Tea

E agora, o que é que eu bebo?

(Agora) o que é que eu bebo?

 

Uns tempos depois, à espera que ela comesse a sopa para lavar o resto da loiça, foi a vez de eu me aventurar em "Promete".

 

Então promete

Que vais comer a sopa toda

Não posso mais esperar, não

Diz-me que não vais deixá-la arrecefer, não

 

E, pronto, foi isto!

Quantas vidas diferentes podemos viver?

Resultado de imagem para ser nós mesmos

 

E quantas personagens diferentes podemos encarnar, até percebermos que, por mais que queiramos ser outra pessoa, por mais personagens que inventemos para nós, e por mais vidas diferentes que queiramos viver, nunca deixamos, na verdade, de ser quem somos, e sempre fomos, e apenas passámos a viver a nossa vida numa teia de ilusões e mentiras, que um dia se esvanecerá?

 

Porque, mais do que enganarmos ou iludirmos os outros, estaremos a enganar e iludir a nós mesmos. E acham mesmo que vale a pena, e que os outros se preocupam com isso? Quem é que sairá, no fim, mais magoado dessa farsa?

 

"Podemos fingir que temos uma vida social muito preenchida, que comparecemos a não sei quantas festas e convivemos com vários amigos ou até celebridades quando, na verdade, saímos de casa e passamos o tempo em plena solidão num qualquer sítio, a fazer tempo para voltar para casa, onde nos espera mais solidão e tristeza.

Podemos fingir que somos donos de um carro topo de gama, quando somos apenas o motorista. Podemos fingir que comprámos um casarão, quando somos apenas o jardineiro. Podemos fingir que temos muitos amigos, quando nem um temos a quem ligar. E por aí fora..."

  

Até ao dia em que alguém, fria e cruamente, nos desmascara. Quando cai a máscara daquela personagem, inventamos outra. E se essa também for descoberta, encontramos uma nova.

Mas chegará a um ponto, em que esgotaremos tudo. Não haverá mais personagens, não haverá outras vidas, não haverá credibilidade para mais nada. Ninguém mais nos aceitará, porque ninguém saberá quem ali está. E nem nós próprios tão pouco saberemos...

A moda do "amigo secreto" chegou à escola

Resultado de imagem para amigo secreto

 

Volta e meia, a minha filha chega a casa com novidades da escola.

Desta vez, inventaram mais uma! Ou, melhor, adaptaram mais uma.

A moda do "amigo secreto" chega, assim, à escola!

 

 

E como é que tudo funciona? A professora distribuiu papelinhos a cada um dos alunos da turma, com o nome da pessoa a quem terão que enviar presentes, através da professora também, ao longo do ano. Presentes esses que poderão ser feitos pelos próprios, ou comprados.

 

Já havia poucas coisas para os pais gastarem dinheiro, inventaram mais esta. Sim, porque não estou a ver os alunos a porem mãos à obra, e fazerem eles mesmos os presentes.

 

 

Ainda tenho que perceber melhor como é que isto se vai processar, se será mensal ou com outra periodicidade, já que será para levar a cabo até ao final do ano.

 

Ah, e para completar, veio também a informação sobre as típicas fotos escolares! Mais dinheiro a gastar :) 

 

 

Resultado de imagem para amigo secreto

  • Blogs Portugal

  • BP