Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Sugestões para o fim-de-semana

(clicar na imagem)

 

As sugestões do Fora de Casa desta semana dão destaque aos seguintes eventos:

 

- lançamento do livro "Doçura no teu Olhar" de Luisa Da Silva Diniz

- apresentação do Calendário Body Revolution e sessão de autógrafos, com a mentora Marta Romero

- concerto de Tito Paris, em Lisboa 

- espectáculo "A Bela e o Monstro no Gelo", em Alfragide

- festival do cogumelo, no Fundão

 

E muito mais, a não perder nesta 49ª edição!

 

Nerve - Alto Risco

Resultado de imagem para nerve filme

 

Há sempre duas faces da mesma moeda, como dizia eu ao meu marido, ao vermos este filme, que ele quis ver com a minha filha, para mostrar o quão perigosos podem ser certos jogos e desafios na net: pode resultar no bom sentido, que é alertar para os perigos e evitar que os adolescentes cometam erros, ou fazê-los ficar ainda com mais vontade de experimentar, ainda que não o demonstrem. É um risco. 

 

Mas este é, sem dúvida, um filme que eu recomendo! E até fiquei admirada de não ser um filme sobre o qual se lêem muitos comentários e opiniões, ao contrário de outros filmes e séries que passam na TV.

Nerve foi até apontado como o filme que serviu de fonte de inspiração aos criadores do jogo da Baleia Azul, embora com contornos diferentes.

 

"Vee está prestes a abandonar o conforto do lar, em Nova Iorque, e seguir para a universidade, na Califórnia. A sua vida é igual à de tantas jovens, rotineira, sem percalços, tudo dentro da sua zona de controlo. Até que a sua melhor amiga, Sidney, a desafia a entrar em Nerve, um jogo online com uma comunidade mundial dividida entre jogadores e observadores. Os observadores lançam desafios, mais ou menos perigosos, enquanto os jogadores têm que aceitar as provas, para serem recompensados monetariamente ou perderem todo o dinheiro ganho até então." 
 
 
Desengane-se quem pensa que só os adolescentes problemáticos, deprimidos ou com baixa autoestima e confiança se metem nestes jogos. Qualquer um pode entrar, qualquer um pode experimentar, qualquer um pode cair. É como fumar o primeiro cigarro, o primeiro shot, ou as primeiras drogas. O pensamento é "por experimentar uma vez, não me vai acontecer nada. Não vou ficar viciado(a). Pode ser verdade, ou pode ser o início da descida ao fundo do poço, de onde poderão vir a sair, ou não.
 
 
 
Resultado de imagem para nerve cena final
 
Foi isso que Vee fez: não há-de vir grande mal ao mundo, por participar num único desafio. E o seu primeiro desafio é beijar um estranho na boca, num restaurante, durante cinco segundos. O seu alvo, Ian, acaba por revelar-se também um jogador. Os dois acabam por formar uma dupla e os desafios que lhes são lançados, em conjunto, começam a subir o grau de dificuldade.
 
 
 
Resultado de imagem para nerve filme
 
 
Vee ainda hesita em seguir para o próximo desafio mas, com a persuasão de Ian, a popularidade que começa a atingir, e o próprio sentimento de se superar aliado à adrenalina, para não falar do dinheiro que começa a cair na conta, sempre que supera um desafio, levam-na a seguir em frente.
 
Quando as coisas começam a atingir proporções inesperadas, e Vee percebe que ainda alguém se pode magoar a sério, tenta denunciar à polícia. Mas, ao contrário do que seria de esperar, a polícia nada faz, e Vee acaba por sofrer as consequências. 
 
O jogo torna-se de alto risco e Vee vai descobrir, da pior forma, que há uma terceira e terrível categoria oculta em Nerve, para além dos jogadores e dos observadores - os prisioneiros.
 
 
 
Imagem relacionada
 
Para deixar de ser prisioneira, Vee terá de vencer o último desafio, contra Ian, que também anseia por deixar de ser prisioneiro. Não podem abandonar o jogo, porque serão as respectivas famílias a pagar por isso. Têm de ir até ao fim e, o fim, pode mesmo ser o fim para um deles, ou para ambos.
Uma brincadeira que começou com um beijo a um estranho, pode terminar em morte. Sem quaisquer responsáveis para punir.
 
Só vendo o filme poderão perceber aquilo que estes adolescentes fazem, a pressão a que estão sujeitos, as consequências que poderão sofrer com o jogo, que pode destruir a vida de qualquer um, e dos que o rodeiam.
 
 

 

 
 
 

As vantagens de estudar com a minha filha

Sem Título.jpg

Não, não vou dizer que ela aprende melhor, que tem melhores notas, e que o estudo conjunto se reflete numa melhor avaliação.

Mas, por vezes, ter olhado para a matéria que ela anda a dar nas aulas, ajuda a responder acertadamente a algumas perguntas a que, de outra forma, eu nunca saberia:

 

Qual é a capital do Lesoto?

 

Antananarivo

Dodoma

Maseru

Paramaribo

 

Ora, uma das coisas que a minha filha mais teve que fazer, a geografia, foi identificar países e capitais em mapas. Sabia que esta tinha sido uma delas, e apenas as duas últimas me diziam algo. A minha filha inclinava-se mais para Paramaribo. Eu, disse-lhe que ia mais para Maseru.

Se estivesse lá a jogar, tinha acertado!

Ainda se lembram do Mikado?!

Resultado de imagem para mikado jogo

 

Aquele jogo dos pauzinhos coloridos que deixávamos cair sobre uma qualquer superfície plana, e que tínhamos que retirar, um a um, sem tocar ou mexer nos restantes?

O objectivo era cada um dos jogadores tirar o maior número de varetas possível, sem tocar ou mover as restantes. Para aumentar os pontos, em caso de perder a vez, o ideal era tirar as que valiam mais pontos, como a branca, ou as amarelas.

Joguei muitas vezes quando era mais nova, e a minha filha lembrou-se de me perguntar agora por esse jogo, que ainda guardo lá por casa.

 

 

Resultado de imagem para Mikado

 

E ela bem tentou jogar! Mas, para onde quer que fosse, a Becas, muito interessada nas varetas, ia atrás e começava a tirá-las primeiro que a dona.

Acabámos as quatro no quarto, com a Becas e a Amora a entreterem-se a jogar, e a minha filha a deixar para outro dia a brincadeira!

 

 

 

 

Ler na infância

 

Uns dias antes do Natal, fomos visitar a mãe do meu marido.

Estava ela num centro comercial, na loja onde uma amiga estava a trabalhar - uma loja solidária de venda de artigos para ajudar uma associação.

Tinha vários artigos entre os quais brinquedos, roupas e livros. A minha filha disse-me que gostava de comprar um livro. Perguntei o preço. Custavam € 0,50 cada um!

A Inês conseguiu encontrar 4 livros da colecção "Uma Aventura" e comprámo-los por apenas € 2,00! É certo que não são novos, alguns têm mais anos que ela, mas fomos solidários e ela trouxe aquilo que mais gostava, e que lhe dá prazer.

Uma outra amiga da minha sogra, que estava também na loja, ficou admiradíssima por uma criança nesta idade querer livros e gostar de ler. Normalmente, as crianças preferem computadores, tablets, playstations e outras consolas e todas as novas tecnologias que existem no mercado.

Para ela, a minha filha foi uma das poucas excepções, e surpreendeu-a de tal forma que prometeu oferecer-lhe um livro que tinha e que ela iria, com toda a certeza, gostar.

De facto, todas as crianças deveriam ler porque um livro pode ser uma fonte de conhecimento, de aprendizagem, até mesmo uma parte importante da nossa formação como pessoas e futuros adultos.Os benefícios da leitura são amplamente conhecidos. Quem lê adquire cultura, passa a escrever melhor, tem mais senso crítico, amplia o vocabulário e tem melhor desempenho escolar, entre muitas outras vantagens.

E embora cada caso seja diferente, é mais provável que o hábito da leitura nas crianças esteja relacionado com os hábitos de leitura dos pais. No nosso caso, eu ganhei esse gosto desde pequena, porque o meu pai mo incutiu, levava-me à biblioteca para escolher livros para ler, coleccionava livros e comprava-me alguns. A minha filha, acho que começou a interessar-se mais a partir do momento em que eu retornei a ler e comprar livros. 

Neste momento, está na fase de querer livros e mais livros, e devora-os num instante! Espero que esse gosto lhe dure para o resto da vida!

 

  • Blogs Portugal

  • BP