Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Um dia pela blogosfera

Imagem relacionada

 

Entro no Sapo Blogs, e começo por ver os destaques do dia.

Faço então o login e, já na "minha casa", aproveito para aprovar comentários, ver notificações e espreitar as estatísticas.

Escrevo os posts para esse dia, se não tiver nada agendado, ou escrevo as ideias que entretanto surgiram, para próximos posts.

Com essa parte feita, é a vez de espreitar a área de leituras, para ver o que os blogs que sigo escreveram.

Se me interessar o tema ou tiver algo para dizer ou partilhar, comento. Senão, limito-me à leitura.

 

É curioso perceber que, nestes últimos tempos, são poucos os posts publicados ao longo do dia, pelos diferentes blogs que acompanho, embora alguns tenham vários posts num mesmo dia.

De uma forma geral, parece que há mais bloggers a interagir a partir do final do dia, do que durante a manhã e a tarde.

 

É incrível como, apesar de algumas publicações sobre os mesmos assuntos, os diversos bloggers conseguem escrever sobre coisas tão diferentes, quando se poderia pensar que quase todos os temas já foram esgotados.

E como nos identificamos com uns, nos solidarizamos com outros, descobrimos coisas novas e experimentamos todo o tipo de sentimentos com essas leituras.

 

Seja no local de trabalho, em casa ou num espaço público, assim se vai passando o dia pela blogosfera, acompanhada por esta grande "família de anfíbios".

 

Manias

Resultado de imagem para manias ratatouille

 

Serei a única que prefiro ler eu própria alguma notícia, texto ou email, do que me estarem a ler o que lá está?

É que nem vale a pena tentar, porque me disperso logo, e acabo por ter que ler tudo em seguida, para perceber o que lá está.

Lá em casa ainda me perguntam "mas qual é a diferença entre ser eu a ler ou tu?". No meu caso, faz mesmo muita diferença!

A minha filha devora livros!

 

 

Nestas férias, a minha filha tem devorado livros!

Ela começa a ler assim que acorda, ainda na cama. 

Ela lê enquanto toma o pequeno almoço.

Ela lê enquanto a penteio.

Ela lê no carro.

Ela lê na praia ou na piscina.

Ela lê em casa da avó.

Ela lê à noite, já na cama, enquanto não lhe apagamos a luz!

Conseguiu ler todos os livros que lhe tínhamos oferecido há uns tempos atrás, e os que entretanto lhe comprámos.

No fim de semana, comprei-lhe mais um. Se ando a gastar muito dinheiro em livros? Algum.

Mas é tão bom ver que ela herdou o mesmo gosto que eu pela leitura! E, gastar por gastar, prefiro gastar em livros do que em revistas que nada têm para oferecer, e que custam quase o mesmo preço.

Estou muito orgulhosa desta leitora devota, que por acaso é minha filha!

Terminou...E agora?

 

Terminou. Chegou ao fim. E agora?

O imenso prazer de começar a ler os livros dos meus autores de eleição é equivalente à tristeza e sensação de vazio, quando a leitura do último termina.

Aconteceu-me isso quando acabei de ler todos os livros do Jeff Abbott, da Sandra Brown, da Julia Quinn, da Mary Balogh, do Nicholas Sparks e por aí fora…

Em relação aos dois primeiros autores, tive a sorte de editarem um novo livro cada um. Comprei-os, mas ainda não toquei neles. Estão lá sossegadinhos, à espera do momento certo. Que não sei quando será.

Porque quanto mais cedo eu me atirar a eles, e os “devorar” como de costume, mais depressa fico sem nada de novo para ler, na eterna esperança que venha sempre mais um, e mais um. E na incerteza de quando, ou se, isso acontecerá.

Talvez seja estranho, mas é assim que eu me sinto. E é por isso que muitos outros livros têm passado à frente nas leituras. 

Book Buddies

 

 

Em Birdsboro, no Estado norte-americano da Pensilvânia, um grupo de crianças em idade de alfabetização lê para gatos. A iniciativa chama-se "Book Buddies" e foi promovida pela Animal Rescue League of Berks County, um abrigo de animais. É uma espécie de "2 em 1": incentiva as crianças a ler, melhorando as suas capacidades de leitura, ao mesmo tempo que estas fazem companhia aos gatos, que foram abandonados.

http://sicnoticias.sapo.pt/mundo/2014/02/13/criancas-e-gatos-num-clube-de-leitura

 

Uma bela iniciativa para ocupar os tempos livres das crianças de forma educativa e de, ao mesmo tempo, fazer algo de bom pelos animais abandonados! Ainda que eles não percebam o que lhes é lido, ou que adormeçam no colinho de alguma criança embalados pela leitura :)

Será que aqui em Portugal haverá algo do género?

  • Blogs Portugal

  • BP