Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Máquina de lavar ou árvore de Natal?!

 

Chego eu ontem a casa, curiosa para ver a máquina de lavar roupa nova, experimentar e ver como funcionava.

Mal carrego no botão para ligar, o botão de selecção de programas enche-se de luzinhas, o painel luminoso acende, e cada vez que mudo alguma coisa, dá um toque. Assusto-me, quando olho para o tempo de cada lavavem, de cada programa. A outra era muito mais rápida!

Ao escolher o programa, a máquina, inteligente, escolhe logo as restantes opções - temparatura, enxaguamento, centrifugação.

O que é isto, pergunto eu, ainda pouco ou nada habituada?! 

Perco algum tempo, a ler o manual. Ponho roupa a lavar. Fico ali especada a olhar para a máquina, a ver como aquilo funciona.

Em seguida, vou à minha vida, que tenho mais que fazer, o tempo é escasso e a máquina ainda leva duas horas a lavar.

Estou na sala, já esquecida desse assunto, quando começo a ouvir uma música. Achei que era na televisão, algum telemóvel a tocar.

O meu marido pergunta-me também que música era aquela, e se era a máquina de lavar. Vou à cozinha, e confirma-se que era, realmente, a máquina a anunciar o fim do programa, com uma música em modo natalício, e a piscar a palavra END!

Ao fim de alguns segundos, cala-se e desliga-se automaticamente.

Então, mas eu comprei uma máquina de lavar, ou uma árvore de natal já com luzinhas e música?!

O meu marido diz que a máquina é espectacular. E lá bonita é.

Mas modernices não são comigo e, para ser sincera, preferia a minha velhinha, com aqueles dois botões para a temperatura e para selecionar o programa! 

 

Primeiro, surpreendida. Depois, receosa...

Na noite de segunda-feira, deitei-me normalmente. Ao pestanejar, comecei a ver luzinhas brancas a andar em círculo, tipo flash. Isto acontecia e passava em menos de 2 segundos, por várias vezes. Nunca me tinha acontecido, achei estranho e até comentei com a minha filha e com o meu marido. Fiquei surpreendida, mas não liguei.

Na terça-feira, ao final do dia, ainda no trabalho, voltou a repetir-se, mas passou. Não voltou a acontecer. Mas o olho não está na sua melhor forma, parece que estou a ver de uma forma esquisita e em vez das "luzinhas", vejo agora uns pontinhos pretos a pairar.

Foi aí que se fez luz, e os receios chegaram. Há uns anos atrás, a minha mãe teve um descolamento da retina. Começou por ver luzinhas a piscar e, em seguida, deixou de ver. Teve que ser operada e estar bastante tempo em casa a recuperar, sem fazer qualquer esforço para não estragar o trabalho dos médicos.

Fui pesquisar e os meus sintomas parecem indicar nesse sentido. Ainda não deixei de ver, mas talvez esteja ainda no início. O meu único problema neste olho, que eu tenha conhecimento, é a miopia. Por acaso, o descolamento costuma dar-se em pessoas míopes (embora a minha graduação não seja alta).

Mas não há nada como ouvir a opinião de um especialista e é por isso que amanhã, tenho consulta de oftalmologia. Pode até não ser nada de importante, estar completamente enganada e preocupada sem motivo, mas prefiro prevenir do que remediar.

E espero bem que não seja nada do que estou a pensar, porque más notícias dessas iam-me já estragar o aniversário, o natal e a passagem de ano. E não me estou a ver num hospital para uma cirurgia, nem em casa sem poder fazer nada nem ajudar a minha filha na escola, nem em consultas regulares em hospitais, nem de baixa a receber uma miséria com contas por pagar e uma filha para sustentar.

Vamos ver o que diz o médico amanhã. Que nervos...

 

  • Blogs Portugal

  • BP