Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

A final da Eurovisão e a precisão das casas de apostas

Resultado de imagem para duncan laurence vence eurovisão 2019

 

 

É verdade que, no sábado, as atenções estavam, quase totalmente, viradas para a final do campeonato de futebol, e já com tudo a jeito para rumar ao Marquês, para celebrar a vitória do Benfica. Mas sábado foi, também, noite de final do Festival Eurovisão da Canção. E eu fui, certamente, das poucas que preferiu este concerto gratuito, no conforto da sua cama, a andar por aí a buzinar com cachecóis vermelhos, e enfiar-se na confusão/ multidão lisboeta.

 

 

Perguntava o meu marido: "mas quem é que se lembra de emitir o Festival da Canção no mesmo dia da final do campeonato?". Esquece-se de que esta final foi marcada muito antes.

E, além disso, não aconteceu precisamente o mesmo no ano em que Salvador Sobral venceu?! Era eu em casa, eufórica por a vitória ter calhado a Portugal, e o meu marido, no trabalho, a vibrar com a vitória do Benfica!

Este ano, era ele na sala a ver a festa benfiquista na TV, e eu, no quarto, com uma enorme dificuldade em manter os olhos abertos até ao final, a ver o desfile das canções, e em espera pelo resultado das votações.

 

 

 

 

Resultado de imagem para quadro classificação final eeurovisão 2019

 

 

Por falar em votações, foi impressão minha ou, desta vez, a distribuição dos pontos do televoto ocorreu de forma diferente? Tenho a ideia de que, nos anos anteriores, começavam pelo país que levou menos pontuação, e iam aumentando.

Este ano, foi dada aleatoriamente, o que levou a nervos a dobrar, com o rumo que a pontuação estava a levar!

E, engano-me, ou foi a primeira vez que, no televoto, houve uma canção com 0 pontos?

Enfim...

As casas de apostas davam, este ano, como vencedora, a canção holandesa.

Pois que vi a coisa muito mal parada, e pensei mesmo que as casas de apostas valem o que valem, e também falham. Pela votação dos júris de cada país, não chegava lá. 

Se a Macedónia do Norte estava a ser uma surpresa, em termos de votação, a Holanda estava a ficar muiti aquém das expectativas.

E aquele pódio a ser disputado pela Itália e pela Suécia... sem comentários.

Felizmente, o público conseguiu dar a volta à pontuação, e repôr a normalidade, confirmando que as casas de apostas são precisas, e acertam quase sempre!

 

 

 

 

Resultado de imagem para keiino spirit in the sky

 

Mas, falando das músicas finalistas, as minhas favoritas eram:

Holanda

Suiça

Noruega

Espanha

Reino Unido

Rússia

 

 

 

 

Resultado de imagem para islândia eurovision 2019

 

As que menos gostei

Islândia

Israel

Itália

Alemanha

San Marino

Dinamarca

Azerbeijão

República Checa

 

 

 

 

Resultado de imagem para serbia eurovision 2019

 

As que têm mais gritos

Macedónia do Norte

Sérvia

 

 

 

 

Resultado de imagem para estónia eurovision 2019

 

As que ainda me andam no ouvido, ainda que não sendo favoritas

Malta

Bielorrússia

Estónia

Chipre

 

 

 

Resultado de imagem para nana banana netta

 

Em termos de actuações extra concurso, não gostei muito nem da Madonna, nem dos concorrentes das edições anteriores. Esperava mais.

E o que dizer de "Nana Banana", o novo tema da Netta?! Acho que é mesmo como ela diz "I do what I wanna...", sem se preocupar com mais nada. 

Para mim, Netta só faz sentido com "Toy".

E apesar desta edição em Telavive, a música que continua a permancer na memória é o "Fuego", da Eleni Foureira!

 

 

Se bem que, no final da noite, estava eu com a minha filha a cantar:

 

"Ooh, ooh
All I know, all I know
Loving you is a losing game"

 

Continuar a ver o festival eurovisão da canção pode ser um jogo perdido, onde nem sempre vencem os melhores, ou aqueles que mais queríamos mas, ainda assim, parabéns Duncan Laurence!

 

 

 

Parvoíces de uma segunda-feira à noite

Resultado de imagem para mãe e filha desenhos

 

Mãe e filha na cozinha, a primeira a tentar despachar-se, e a segunda sem pressa nenhuma de o fazer!

Como a minha filha tinha ido no dia antes ao concerto do Anselmo Ralph e estávamos a cantar as músicas dele, deu-nos para inventar letras:

 

Para a música "Aplausos para Ti", e porque eu já tinha arrumado o sumo, a pensar que ela não iria beber mais, a minha filha inventou esta.

 

Aplausos para ti

Foste arrumar o Ice Tea

E agora, o que é que eu bebo?

(Agora) o que é que eu bebo?

 

Uns tempos depois, à espera que ela comesse a sopa para lavar o resto da loiça, foi a vez de eu me aventurar em "Promete".

 

Então promete

Que vais comer a sopa toda

Não posso mais esperar, não

Diz-me que não vais deixá-la arrecefer, não

 

E, pronto, foi isto!

All Aboard Festival Eurovisão da Canção - 2ª Semifinal

 

Se na primeira semifinal as músicas pontuaram pela qualidade, esta segunda semifinal foi o descalabro total!

E a escolha das finalistas é melhor nem comentar. O navio desta vez meteu muita água!

Houve muitos países que ficaram pelo caminho, e que mereciam mais estar na grande final do que muitos dos apurados nesta segunda etapa.

 

Também a minha pontaria falhou redondamente nesta etapa. Das minhas escolhidas  - Roménia, Sérvia, Dinamarca, Rússia, Austrália, Polónia e Montenegro (das quais as que gostava mesmo, mesmo, eram a Sérvia e a Polónia, sendo que as restantes eram o menos mau, do pior que por lá passou) - apenas acertei em 3.

 

Relativamente aos postais de apresentação de cada país, tenho pena que, num país com tantos locais diferentes e bonitos para conhecer, os países tenham ficado, maioritariamente, por Lisboa e arredores.

Ainda assim, foi com imenso orgulho que vi a Dinamarca a passear pelo Convento de Mafra (estiveram cá e nem dei por nada), e a Polónia pela Foz do Lizandro, na Ericeira. 

 

As apresentadoras estiveram mais activas nesta segunda semifinal e com uma escolha de vestimenta, no geral, melhor que na primeira. Continuo a não gostar da Sílvia Alberto, e é a que se engana mais. A Catarina é a mais contida, a medir e falar com calma, para que tudo corra bem. À Daniela, sobra-lhe à vontade na língua, mas falta-lhe à vontade na apresentação. A Filomena parece a única a estar ali na boa, e realmente a divertir-se.

 

Ficámos a conhecer ainda as músicas da França, Itália e Alemanha. Esta última entrou para o meu top das favoritas para vencer o Festival Eurovisão da Canção.

 

 

Curiosidades:

Alexander Rybac, representante da Noruega, já venceu o festival há 9 anos. A música deste ano não vale nada, mas continua a ser uma das favoritas, não sei como.

 

Aquele olho do Mélovin, concorrente da Ucrânia, é um adereço artístico pertencente à imagem de marca do cantor, ou ele tem mesmo algum problema?

 

A música da Dinamarca fez-me lebrar alguns dos filmes épicos, e os próprios cantores, personagens desses filmes.

 

Sou só eu a achar o Michael Schulte parecido com o Ed Sheeran?

 

 

Imagem https://observador.pt/

 

All Aboard Festival Eurovisão da Canção -1ª Semifinal

Resultado de imagem para festival eurovisão da canção primeiros finalistas

 

E começou ontem a contagem decrescente para a descoberta do próximo vendedor do Festival Eurovisão da Canção, com o apuramento de 10 músicas para a grande final.

 

As minhas escolhidas eram:

Azerbeijão

Albânia

Lituânia

Israel

Bulgária

Áustria

Finlandia

Arménia

Irlanda

Chipre

 

Resultado de imagem para festival eurovisão da canção lituãnia

 

Sendo que as que mais gostei, e que queria mesmo que passassem, eram as da Lituânia e Irlanda, tanto pela letra,comopela própria música.

Só falhei duas! Comecámos bem.

 

 

 

Resultado de imagem para festival eurovisão da canção semifinal

 

É inegável que a música de Israel, que ouvi pela primeira vez este fim de semana, fica no ouvido e damos por nós a repetir aquela frase "I’m not your toy (Not your toy), You stupid boy (Stupid boy)". É estranha, diferente, tem ritmo. Confesso que não simpatizo com a Netta. Mas gosto da música.

 

 

 

E o que dizer das nossas apresentadoras?

Apesar de toda a pressão, a acrescer ao facto de ser a primeira semifinal, pareceu-me que a Daniela e a Filomena estavam como "peixe na água". A Sílvia ainda se atrapalhou ali num momento ou outro. A Catarina esteve bem, mas pareceu-me que, em algumas partes, as coisas saíam um pouco forçadas, pouco naturais.

Relativamente aos modelos escolhidos e penteados, não foram, de todo, os melhores.

É impressão minha, ou a Sílvia Alberto está cada vez mais convencida e manienta?

 

E pronto, enquanto 9 países já foram atirados ao mar, nós cá continuamos a bordo, à espera da próxima semifinal, que será já quinta-feira!

 

Imagens StarsOnlineVisão - SapoObservador

Um raio nunca cai duas vezes no mesmo sítio

Festival da Canção: Diogo Piçarra é o grande vencedor da segunda semifinal (e já são conhecidos todos os finalistas)

 

(imagem SAPO24)

 

O que me apraz dizer sobre esta segunda semifinal do festival da canção?

De uma forma geral, cada música era pior que a outra, daquelas que dá vontade de andar para a frente, não fosse o facto de estar a ver em directo, um impedimento.

 

Ouvi a música do Diogo Piçarra e, logo no início, na parte instrumental, veio à minha mente outra música, o que me deixou com a sensação que ele teria ido "roubar" essa parte a algum lado. Era a música sobre a qual eu tinha maior expectativa, e acabou por ser uma decepção.

 

Ouvi a música da Isaura, na voz da Cláudia Pascoal, e percebi que a Cláudia canta, de uma forma geral, todas as músicas da mesma forma, e com algum excesso de teatralidade. Se em algumas músicas resulta, noutras estraga. Ainda assim, a música não é má.

 

Ouvi a música do Armando Teixeira, na voz da Lili, e foi a única que me ficou na cabeça, o que quer que isso queira dizer. Gostei da música, e da forma como a Lili a interpretou.

 

Finalmente, Peter Serrado, um lusodescendente que quis vir participar no festival português, e acabou por interpretar a música mais "comercial", de todas as que passaram nesta edição. Foi a que mais gostei, independentemente de ser cantada em inglês, e de não ser, de todo, uma potencial favorita a representar o nosso país.

 

Como se costuma dizer, um raio nunca cai duas vezes no mesmo sítio, por isso, qualquer que seja a escolha, não vamos vencer novamente. E se a inovação do Salvador resultou, não quer dizer que a fórmula volte a funcionar nos anos seguintes. Por isso, poderiam ter escolhido melhores músicas.

  • Blogs Portugal

  • BP