Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Já provaram as novas variedades Nestum?

IMG_5063.JPG

 

Vi estas novas variedades, no último fim de semana, e quis trazer para experimentar.

Fiquei com receio de provar o de morango, pelo que estreei primeiro o de maçã, na esperança de me fazer lembrar o saber de uma papa antiga, que costumava comer, com sabor a maçã.

No entanto, não tem nada a ver. Os cereais em si, lembram-me um pouco o extinto Nestum Figos, que eu adorava. Os crocantes de maçã comem-se, mas preferia o sabor, a estes pedaços, que eram dispensáveis.

 

Quanto ao de morango, vai ter que esperar mais uns dias, porque ainda há uma embalagem de Nestum Mel para terminar.

A nossa relação já não é o que era

Durante muitos anos estivemos sempre lá um para o outro.

Tínhamos aquele nosso pequeno momento diário, só nosso, e mantivemo-nos fiéis um ao outro, sem nunca vacilar.

De há uns tempos para cá, tudo mudou. A nossa relação já não é o que era. Já não há aquela enorme vontade de nos encontrarmos à hora de sempre, de partilharmos aquele momento. 

Gosto de rotinas. Mas há rotinas que, com o passar do tempo, desgastam as relações. E foi isso que nos aconteceu. 

Fica, eventualmente, uma relação de amizade. De vez em quando ainda nos encontramos pela manhã. Mas já não existe um compromisso.

E é assim que dou por terminada uma bonita relação, que tinha vindo a permanecer desde a minha adolescência, até há uns meses atrás, com o Nestum!

 

 

Resultado de imagem para nestum

 

Sim, o Nestum! 

Durante anos, era o meu pequeno-almoço obrigatório - duas tigelas de Nestum. Eventualmente, uma, nos dias em que tinha menos tempo, ou ficava bem só com uma. Esporadicamente, traía-o com outro pequeno-almoço qualquer, mas o Nestum nunca me abandonou, nem eu a ele.

De há uns tempos para cá, tenho vindo a comer cada vez menos. A minha refeição matinal tem passado por chás, iogurtes, pães de leite, croissants integrais, cereais integrais e por aí fora, mas Nestum, só uma tigela, uma vez ou outra, e já não é a mesma coisa.

Penso que, à semelhança de outros alimentos, de tanto comer, o meu organismo começa a rejeitar e a pedir algo diferente.

Nestum

 

No que respeita a flocos de cereais da Nestum, a tradição já não é o que era!

Conseguiram retirar do mercado aqueles sabores diferentes que eu tanto gostava, como o Nestum de alperce, o de figos e até o mais recente sabor a maçã e canela.

O que resta? O tradicional, e duas ou três variantes que não convencem. Nem sempre novidade é sinónimo de sucesso.

  • Blogs Portugal

  • BP