Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Começaram os Tira-Teimas no The Voice Portugal

126511359_4065508483463444_4948212781075400013_o.j

 

Começou ontem, ao vivo, a fase dos Tira-Teimas, no The Voice Portugal.

E, se as novidades foram muitas, tal como as alterações à dinâmica desta fase, nem por isso surpreenderam pela positiva.

 

O Conguito foi um daqueles erros de casting que de vez em quando se cometem.

Muito forçado, muitas vezes parecia que não sabia o que dizer ou perguntar. Parecia alguém que andou a estudar o guião mas, em directo, se esqueceu de algumas partes e ficou à nora. As tentativas de ter piada também não resultaram da melhor forma.

Nada a ver com a Mafalda de Castro, nas edições anteriores.

 

Equipa Marisa

Quanto às actuações, com a equipa da Marisa a apresentar todas as suas apresentações, esta deveria escolher os quatro que ficavam nas cadeiras no "tudo ou nada", ficando os restantes a votos, para o público escolher mais dois.

Como é óbvio, as primeiras quatro actuações ocupam as cadeiras e, depois, é substituir uns pelos outros. A Marisa começou, bem, por tirar a Rafaela e a Sara. Mas depressa descambou, ao tirar a Laura, para dar lugar à dupla Luciana e Pri. Tal como tirou o João, para dar lugar à Favela.

Relativamente à Laura, que é uma das concorrentes mais fortes da sua equipa, disse a Marisa que "sabia" que ela iria ter muitos votos e, por isso, seria salva.

Quando ela percebeu que assim não foi...

A cara de choque que a Marisa fez quando percebeu que a Rafaela tinha sido salva pelo público. E que, com a escolha do João, perdeu aquela que era uma das suas concorrentes mais fortes, e que ela achou que ia ter muitos votos. Terá ela percebido, naquele momento, o tamanho do erro que cometeu? Para mim, os seis justos seriam João, Laura, Susana, Carina, Luís e Favela. A Rafaela esteve bem melhor ontem, mas ainda assim não a via nas galas. A Luciana e Pri não foram felizes na sua actuação. A Sara Leite nunca me conquistou e acho que nem aqui devia ter chegado.  

 

Equipa Zambujo

Já na equipa do António Zambujo, parece que ninguém percebeu o que aconteceu ao seu concorrente Márcio Gonçalves, que não esteve presente e, ao que parece, ficou desde já de fora do lote dos 6 apurados para as galas, tal como os Talita Cayola e a Patrícia Pratas. Com a repescagem da Mariana, acabou esta por ganhar um lugar nas galas.

Apesar das boas vozes que tem na equipa, palpita-me que o Zambujo este ano vai levar o Tiago à final.

 

 

DSC_5922-1600x1068.jpg

 

Ficam agora por apurar os concorrentes da Aurea e do Diogo.

Mas a sensação que fica, já desde a fase das batalhas, é a de que estão a querer apressar o programa, não sei se para chegar às galas, ou se para acabar mesmo.

E não estou a gostar muito da forma como está tudo a ser despejado de enfiada, em cima de quem está, deste lado, a acompanhar.

 

 

Imagem: The Voice Portugalholofote

 

Natal formidável, é com a Inominável!

Resultado de imagem para revista inominável dezembro

 

(clicar na imagem)

 

Já podem ler a INOMINÁVEL de Dezembro, que traz uma imagem nova, mas com a mesma qualidade de sempre, e conteúdos a não perder:

 

Na área da moda, fiquem a saber mais sobre as Track Pants

No que respeita aos animais, são mais pessoas de cães ou gatos? E porque não ambos?

Se têm alguma amiga prestes a casar, saibam o que não devem dizer a uma noiva

Conheçam Marrocos, sem sair do sofá

No que à música toca, podem ver a entrevista ao Miguel Gameiro

 

E, claro, consultem a nossa Agenda Inominável, para aproveitarem da melhor forma o que resta de 2017, e o que aí vem em 2018! 

 

 

Nunca vi um circo tão vazio...

 

Num fim-de-semana prolongado, graças ao feriado de 10 de Junho, e o tempo a convidar à diversão, seria de esperar que o circo estivesse cheio.

Lembro-me bem de, no ano passado, haver uma fila enorme no intervalo para o bar, e não só as bancadas como as cadeiras estarem ocupadas.

Este ano, assisti ao inverso.

Mesmo já tendo visto este circo várias vezes, sempre que vem cá a Mafra, o meu marido levou-nos novamente. A sessão era às 16.30h. Começou mais tarde, provavelmente à espera que chegassem mais pessoas, mas isso não aconteceu.

Nunca vi, em toda a minha vida, um circo tão vazio...

Apenas a bancada central estava composta, e mais 3/4 pessoas na lateral.

 

 

Será o preço dos bilhetes que é pouco convidativo? Se virmos bem, mesmo com a oferta dos bilhetes de criança, sai mais barato ir ao cinema, ou ao teatro, ou aproveitar uma tarde ao ar livre sem qualquer custo.

Um casal com dois filhos, sem qualquer desconto, paga por cerca de duas horas de circo 50 euros! Com desconto para os filhos, 30 euros. É caro! Não é para todos.

 

Será que as pessoas estão a perder cada vez mais o interesse por esta arte?

Ou será porque, ao longo do ano, vêm vários circos aqui ao concelho, e uns cativam mais que outros?

Ou porque acham que, vendo uma vez, não vale a pena ver de novo? 

 

Talvez tenha sido por ser numa sexta-feira à tarde, e as outras sessões tenham estado mais preenchidas, mas alguma coisa se passou.

 

 

 

De qualquer forma, nós vimos, e gostámos. Têm alguns números que se mantêm, como a abertura e encerramento, o cena dos palhaços e do Karaté, e o da espada e punhal.

Mas o número do ano passado, do M. Linguini, com pratos, foi substituído pelo dos copos.

E tivemos três números novos - o da cama elástica, o da Roda Gigante da Morte e o Human Laser.

Éramos poucos, mas quanto chegasse para que a sessão não fosse cancelada. E saímos de lá satisfeitos com este novo espectáculo!