Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Qual de nós estará pior!

Resultado de imagem para doidos

 

Diz-me o meu marido, ontem à noite:

"Amanhã, quando chegar, tenho que ir a casa, e depois à oficina buscar o carro."

 

E eu:

"Então, porque é que não sais lá em cima, ao pé da oficina?"

 

Ele:

"Porque tenho que ir a casa buscar a chave do carro."

 

Eu:

"Então, mas se é por isso, eu levo a chave para cima, e vais lá buscá-la ao meu trabalho."

 

 

Mais tarde, depois de andar à procura da chave lá por casa, e não a encontrar.

Eu:

"Olha, não encontro a chave em lado nenhum."

 

Ele:

"Não? Deixa-me pensar... Ah, pois, claro que não a encontras. Então, a chave está no carro, lá na oficina!" 

Parvoíces de uma segunda-feira à noite

Resultado de imagem para mãe e filha desenhos

 

Mãe e filha na cozinha, a primeira a tentar despachar-se, e a segunda sem pressa nenhuma de o fazer!

Como a minha filha tinha ido no dia antes ao concerto do Anselmo Ralph e estávamos a cantar as músicas dele, deu-nos para inventar letras:

 

Para a música "Aplausos para Ti", e porque eu já tinha arrumado o sumo, a pensar que ela não iria beber mais, a minha filha inventou esta.

 

Aplausos para ti

Foste arrumar o Ice Tea

E agora, o que é que eu bebo?

(Agora) o que é que eu bebo?

 

Uns tempos depois, à espera que ela comesse a sopa para lavar o resto da loiça, foi a vez de eu me aventurar em "Promete".

 

Então promete

Que vais comer a sopa toda

Não posso mais esperar, não

Diz-me que não vais deixá-la arrecefer, não

 

E, pronto, foi isto!

Fugitiva, prisioneira ou estrela de cinema?!

Resultado de imagem

 

Ontem foi dia de consulta de oftalmologia da minha filha.

Para fazer os testes e a médica conseguir resultados mais fidedignos, a minha filha teve que dilatar a vista.

Quem está habituado a isso sabe que a visão fica depois muito esquisita, e a sensibilidade à luz ainda maior.

Assim, saímos da clínica com a minha filha de óculos de sol, capuz na cabeça, e com a cara virada para baixo, comigo a guiar-lhe os passos e segurá-la,para que não houvesse acidentes!

 

Na brincadeira, disse-lhe que poderia passar por fugitiva, prisioneira acompanhada pela polícia, ou estrela de cinema disfarçada, acompanhada pelo guarda-costas!

  • Blogs Portugal

  • BP