Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

A Passagem de Ano que não era para ser... mas foi!

 

O meu marido iria estar a trabalhar.

Eu e a minha filha iríamos passar em casa.

Mas, quis o destino, que a empresa onde o marido trabalha fosse vendida, a nova não quisesse aquele cliente, e os funcionários daquele posto ficassem todos sem trabalho, no último dia do ano!

Valeu o meu marido já desconfiar que as coisas podiam dar para o torto, e ter arranjado outro trabalho "just in case", o que foi uma boa aposta, tendo em conta a situação.

 

Assim, acabámos por poder estar os três juntos, e festejar de outra forma.

Reservei mesa no bar onde costumamos ir nos últimos anos. Com uma filha de 15 anos, a querer divertir-se, mas ainda sem idade para discotecas, seria o ideal.

 

A ideia era jantar lá, dançar e entrarmos no novo ano da melhor forma.

Quando chegámos, estava mais composto que no ano passado, o que prometia.

No entanto, pouco depois das 22 horas, começou o Karaoke. A sério, que numa passagem de ano, a essa hora, se lembram de fazer Karaoke? Ainda por cima, com músicas para dormir? E com a maioria a cantar pior que o Zé Cabra e a dar-nos ainda mais sono?

 

Anos houve em que o proprietário nos brindava com várias músicas cantadas por si. Este ano, esteve mais escasso.

O próprio equipamento de som parece que, de ano para ano, está pior e com mais problemas.

Enfim...

Nessa altura, já me estava a arrepender de lá ter ido.

 

 

 

Lá dançámos uma ou duas músicas.

Foi distribuído o espumante e as passas a que tínhamos direito mas, como nem eu nem a minha filha íamos beber, fui pedir duas garrafas de água.

O rapaz que andava a servir ficou de levar.

A meia-noite estava a chegar, e nada de águas. Acabámos por brindar só com as garrafas de espumante.

O rapaz, esse andava a dançar com a namorada.

Só depois de eu ter ido ao balcão pedir à proprietária as águas, é que ele apareceu a pedir desculpa.

 

 

A imagem pode conter: 3 pessoas, incluindo Marta Isabel, pessoas a sorrir, pessoas em pé, noite e interiores

 

Depois da meia-noite, a música já era melhor e a minha filha fartou-se de dançar. A noite era mais para ela e, se ela se divertiu, então valeu a pena.

Pouco depois da uma da manhã, decidimos que estava na nossa hora de ir embora. 

Tem que haver sempre uma "ovelha ranhosa" e ontem não foi excepção: um homem, já meio bêbado, andava a meter-se com todas as mulheres na pista de dança e, quando saíram todas, começou a ir às mesas.

Antes que viesse para o nosso lado, pegámos nas nossas coisas e fomos pagar a conta.

 

Nos dois anos anteriores, havia um valor fixo para a entrada, mas que correspondia a consumo mínimo.

Assim, no primeiro ano, pagámos 25 euros. No ano passado, os 20. E ainda trouxemos umas 4 garrafas de água para casa, para justificar o consumo (sugestão da proprietária).

Este ano, estávamos convencidos que seria igual.

Qual não é o nosso espanto quando nos é apresentada a conta, e percebemos que, além das entradas, tudo o resto foi cobrado à parte.

Se, até ali, a vontade de lá voltar já não era muita, depois disto, acabou de vez. 

Não pelo facto de ser cobrado à parte, em si, mas por nem sequer nos terem informado de que as coisas este ano funcionavam de forma diferente.

Acabei por pedir coisas para justificar o consumo que, se soubesse de antemão que tinha que pagar à parte, nem pediria.

 

Mas, já que se quiseram armar em espertos e, inclusive, cobrar à minha filha o valor de adulto, quando até 18 anos era metade do preço, disse que estava a ser cobrado valor a mais.

A senhora pediu desculpa, devolveu então os 5 euros, mas diz que nunca imaginou que a minha filha tivesse apenas 15 anos! Que, olhando para ela, nunca lhe daria essa idade.

 

E assim foi a nossa entrada em 2020!

 

 

IMG_8787.JPG

Agora, digam lá de vossa justiça: alguma vez esta miúda parece ter mais de 18 anos, ou dar-lhe-iam os 15, que tem?! 

Da passagem de ano

Foi passada a três.

E começou logo com um episódio caricato, que só poderia acontecer mesmo comigo!

À entrada do bar, havia umas velas a dar as boas vindas e, mal entrei, o meu cabelo tocou numa delas e começou a arder, e eu nem dei por nada! Foi um homem, que vinha atrás de nós, que apagou o fogo.

O que me poupou a ter de começar 2018 careca, como o dono do bar, que nos recebeu e que, durante boa parte da noite, fiquei a pensar se era o Paulo Gonzo, o seu irmão gémeo, ou um sósia dele!

É que além do aspecto físico, tem a mesma voz rouca, e até canta. 

 

 

Os microfones é que não quiseram colaborar com ele e, sempre que levava um para o palco, falhava. Quando voltava à zona do balcão, começava a funcionar. Isto repetiu-se por 3 ou 4 vezes, o que gerou gargalhada geral, pelo momento insólito, ou não fosse Insólito o nome do bar!

O ambiente estava bom. Havia algumas famílias com crianças pequenas, sendo que a maior parte levou comida de casa (eles permitiam).

 

 

Foto de Marta E André Ferreira.

Levaram-nos até à nossa mesa, já reservada, e lembraram-se que éramos nós a família que tinha pedido hamburgueres para essa noite, que a filhota e o marido gostaram bastante!

 

O pessoal era muito simpático e atencioso. A música era boa: desde brasileira, rock, kizomba, e umas dos meus tempos de discotecas.

Aqui ficam algumas imagens dessa noite:

 

Foto de Marta E André Ferreira.

Eu e a minha filha, a dançar

 

Foto de Marta E André Ferreira.

A posar para a foto

 

26167406_1515170301931603_2802765490800255209_n.jp

A dançar, desta vez com o marido

 

26196272_1515169585265008_7723306891464120984_n.jp

Marido e filha, ao som de Follow The Leader

 

Foto de Marta E André Ferreira.

À meia noite, como manda a tradição, tivemos direito ao espumante para brindar, e às 12 passas, que foram comidas à pressa, tendo ficado metade dos desejos por pedir!

 

 

Foto de Marta E André Ferreira.

Foto de Marta E André Ferreira.

Foto de Marta E André Ferreira.

Foto de Marta E André Ferreira.

 

Imagens minhas e do Insolito Bar

 

 

 

Sugestões para o Reveillon 2017/ 2018

 

(clicar na imagem)

 

Querem celebrar em grande a entrada no novo ano, mas não têm ideia de como o fazer?

Não têm muito dinheiro para gastar?

 

Nesta edição especial do Fora de Casa, conheçam algumas das propostas para a Passagem de Ano 2017/ 2018, um pouco por todo o país.
Boas razões não faltam para sair de casa, despedirem-se de 2017, e darem as boas vindas ao novo ano que aí vem, com muita música, fogo-de-artifício e animação!
 
 

Richie Campbell, na Guarda 
Aurea, no Porto
Ana Moura, em Lisboa 
Agir, em Albufeira
Nelson Freitas, em Beja
Miguel Gameiro, em Braga

 

E muito mais, a descobrir nesta rubrica especial de fim de ano!

 

 

Cinco anos de The Voice Portugal

Foto de The Voice Portugal.

 

No passado sábado, o The Voice Portugal celebrou 5 anos de existência!

Foi uma gala bonita, embora um pouco tendenciosa, que apenas pecou pelo fingimento ao longo de todo o programa, como se estivesse a ser exibido em directo, na noite da passagem de ano, quando já tinha sido gravado muito antes.

Não havia necessidade. Podiam muito bem ter evitado essa encenação.

E, finalmente, a Catarina voltou a brindar-nos com a sua elegância habitual, ao contrário das últimas galas.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Dos 5 vencedores, apenas a Deolinda não esteve presente. 

Confesso que só acompanhei o programa na íntegra, na edição em que a Deolinda venceu, e esta última, que deu a vitória ao Fernando Daniel.

Não vi aquela em que o Rui Drummond se sagrou vencedor, e que ainda hoje gera críticas, por a maioria achar que deveria ter vencido o Luís Sequeira. 

Vi a semifinal e a final do The Voice Kids, que deu a vitória ao Diogo Garcia.

E vi a final em que o Rui Reininho levou a melhor, com a vitória do Denis, que era o meu favorito!

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Para esta gala, decidiram juntar alguns concorrentes, das várias edições, para formar duplas. Não sei em que critérios se basearam para escolher os mesmos, mas gostava de ter visto por ali mais concorrentes. Esta dupla, em particular, não se destacou.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

O Sérgio chegou à final na edição passada. A Hélia ficou-se, se não me engano, pelos tira-teimas, nesta edição. No entanto, nesta música que interpretaram, gostei muito mais de ouvir a Hélia que o Sérgio. Concordo que poderiam cantar mais vezes juntos.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Uma dupla com o cunho Marisa Liz. Não conhecia o Luís. O Alfredo nunca me agradou muito. Mas foi uma boa dupla, gostei de os ouvir. 

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

A dupla do rock - grande momento! Gosto muito de ouvir o Pedro. O Tiago não conhecia.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Já oiço esta música há tanto tempo, e não fazia ideia de quem era o Salvador, nem tão pouco que tinha participado no The Voice. Adoro! E gostei de saber que mentora e concorrente cantaram este tema juntos.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Um momento bonito e único entre mãe e filha, mas que não correu nada bem às duas. Ou então fui eu que não gostei de as ouvir! Não é que não tenham talento ou não cantem bem. Não gostei foi da junção das vozes, e da forma comocantaram a música escolhida.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

A dupla de fadistas! Pena não ter estado a Joana Melo. Gosto mais da voz da Beatriz, embora a Sónia pareça sentir mais o fado, e passar isso para o lado de cá.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

No momento em que esta dupla actuou, andava eu a ver outras coisas, pelo que só consegui ouvir. Quando terminaram, pensei "muito bom!". Que poderosas estiveram estas duas meninas! Para mim foi das melhores da noite.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Soraia e David - uma boa dupla de cantores e bailarinos, que deram show no palco do The Voice. Nesta música, não deu tanto para mostrar os dotes vocais de ambos, mas foi um bom momento, no todo.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Nesta gala tivemos também direito à actuação da Aurea, a única mentora que ainda não o tinha feito nesta edição. Confesso que gosto mais de ouvi-la nestes temas com mais ritmo.

 

 

Na hora de decidir qual a dupla vencedora, depois de os mentores terem elegido as duas melhores da noite, o público entrou em acção. 

Segundo parece, tinham dois finais gravados, uma para cada dupla e, consoante os votos que obtivesses na noite em que foi para o ar a gala, exibiriam o que correspondesse à dupla vencedora. 

Ainda assim, tenho para mim que queria dar uma vitória à Marisa, desse por onde desse, e esta foi a forma que encontraram de o fazer :)

 

 

Imagens The Voice Portugal

  • Blogs Portugal

  • BP