Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

O que fazer com livros repetidos?

Costumo encomendar livros na Wook. Até há pouco tempo, em livros de valor igual ou superior a 15 euros, não pagava portes de envio. Parece que isso acabou.

Estava a fazer uma encomenda quando percebi que, por causa de um dos livros que ainda estava em pré-venda, só iria receber a mesma ao fim de 3 semanas. 

Por isso dividi a encomenda em duas. No entanto, ao perceber que na segunda iria pagar portes, desisti, e fui procurar noutras livrarias online. Encontrei o mesmo livro na Bertrand, com desconto, portes grátis e oferta de um outro livro. Mandei vir.

O livro em causa era A Rapariga no Comboio! Por azar, o livro de oferta já o tenho - Não Digas Nada, da Mary Kubica! Já aqui falei dele.

Então, e agora, o que vou fazer com ele?

Podia fazer um passatempo, para chegar a um número qualquer de comentários, pedir-vos para fazerem um "gosto" nas minhas páginas das redes sociais, ou pedir-vos para divulgarem o meu blog a não sei quantas pessoas, ou algo do género. Mas não o vou fazer.

Posso até vir a oferecê-lo através do blog, mas sem exigências deste género. Mas também posso aproveitar para oferecê-lo a algum aniversariante, e poupar o dinheiro de uma prenda.  Ou posso, simplesmente, pô-lo à venda.

Ainda não decidi o que fazer com ele mas, de qualquer forma, se alguém estiver interessado no mesmo, que se acuse!  

 

Aqui fica a sinopse:

"Um thriller psicológico intenso e de leitura compulsiva, Não Digas Nada revela como, mesmo numa família perfeita, nada é o que parece.
Tenho andado a segui-la nos últimos dias. Sei onde faz as compras de supermercado, a que lavandaria vai, onde trabalha. Nunca falei com ela. Não lhe reconheceria o tom de voz. Não sei a cor dos olhos dela ou como eles ficam quando está assustada. Mas vou saber.
Filha de um juiz de sucesso e de uma figura do jet set reprimida, Mia Dennett sempre lutou contra a vida privilegiada dos pais, e tem um trabalho simples como professora de artes visuais numa escola secundária.
Certa noite, Mia decide, inadvertidamente, sair com um estranho que acabou de conhecer num bar. À primeira vista, Colin Thatcher parece ser um homem modesto e inofensivo. Mas acompanhá-lo acabará por se tornar o pior erro da vida de Mia."

 

Sonhos de menina

 

Chega a minha filha das férias com o pai, em completa euforia, a querer participar no passatempo "O teu sonho, a tua música" do Disney Channel, em que oferecem produtos relacionados com a série Violetta e um bilhete para o concerto.

Ela foi ao site, imprimiu as letras, viu como é que tinha que fazer, andou a ensaiar e a fazer planos, enquanto eu ia apanhando um bocadinho aqui e ali, sem saber ao certo no que ela se queria meter.

Depois de uma leitura mais atenta ao regulamento, achei melhor não seguir adiante. Enviar um vídeo da minha filha que não me será devolvido e que não sei que uso lhe será dado (eles dizem que são destruídos os que não forem seleccionados mas nunca fiando), autorizações para não sei quantas coisas, trabalho e papelada para preencher, e os prémios para os semi finalistas são coisas que ela já tem. E diz-me a minha filha "oh mãe, eu já tenho, mas posso dar à minha prima". Já o prémio final, o bilhete para um dos concertos com viagem e estadia paga, também não me inspira. Para já, porque eu não teria disponibilidade financeira nem tempo para a acompanhar, e porque acho que ela ainda é nova para andar a viajar para ver concertos. Se fosse em Lisboa, ainda se fazia um esforço, mas assim, não vale a pena.

Só que a minha filha ficou, realmente, triste. Porque adora a Violetta, adora cantar e dançar, acha que tem talento e queria ser uma das escolhidas, nem que fosse para o seu vídeo ser exibido na televisão.

 

 

No dia seguinte, e com um não quase certo para o primeiro passatempo, liga-me toda animada a dizer que quer participar no The Voice Kids!

O que é que eu faço à minha vida?!

 

Espero que não se lembrem de mais nenhum passatempo ou concurso para crianças porque já percebi que ela vai querer ir a todos!

  • Blogs Portugal

  • BP