Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

300 anos do Convento de Mafra

 

A primeira pedra foi lançada a 17 de Novembro de 1717. No próximo ano, a 17 de Novembro de 2017, o Palácio Nacional de Mafra celebra os seus 300 anos!

No entanto, as comemorações começam, precisamente, uma ano antes, tendo ocorrido ontem a sessão inaugural de um ano de celebrações, no âmbito deste aniversário do Convento de Mafra.

 

 

 

Depois da conferência a cargo do Bispo Auxiliar de Lisboa - D. Nuno Brás da Silva Martins - na Basílica, foi a vez da actuação da Banda Sinfónica do Exército, acompanhada de um espectáculo pirotécnico, com fogo-de-artifício lançado no próprio Convento.

 

 

 

Para ficarem a par de todos os eventos relacionados com o tricentenário, podem ver aqui o programa - Programa.

 

Imagens Helder Sousa Silva, Paulo Fernando e Ines Gonzalez

Querer voar sem asas dá nisto!

 

Estava eu muito bem a dirigir-me com a minha filha ao mar quando, sem me dar conta, tropeço numa pedra e me espalho ao comprido na areia! O raio da pedra deve ter feito de propósito, porque passei ali tantas vezes e nunca a vi. 

Foi uma cena digna de filme! Eu, a levantar voo, e aterrar logo em seguida a alta velocidade! Claro que me levantei logo e fartámo-nos de rir as duas.

Na altura, notei uma dorzita do lado direito, que foi o atingido com a queda, mas nem liguei. No dia seguinte, armada em valente, trouxe das compras vários sacos pesados. À noite, tive a sensaçao que ouvi um osso qualquer estalar e a partir daí as dores ficaram mais fortes, e mal me conseguia mexer. 

De manhã, o meu marido disse que era melhor ir ao médico, mas ainda esperei, para ver se melhorava. No entanto, parecia que tinha um osso a espetar-me cada vez que movimentava o braço e, pelo sim, pelo não, fui mesmo ao médico.

Felizmente, após examinarem o rx, concluiram que não tinha nada fora do lugar, nem partido. Mas não me livrei de uma lesão muscular.

E com ela, uns comprimidos, e o direito a duas massagens por dia e evitar grandes esforços.

  • Blogs Portugal

  • BP