Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Detesto areia fininha!

 

Se há coisa que detesto é ir a uma praia onde a areia é tão fininha que parece pó. Pior ainda, quando se junta o vento a mandar essa areia para cima de nós, fazendo-nos parecer croquetes cheios de pão ralado e prontos a fritar!

E o raio da areia fica tão entranhada que, mesmo depois do banho, e da roupa lavada, ainda tenho a sensação que a areia lá continua.

 

Façam do vosso verão um verão mais solidário!

 

Com a chegada do verão, vem também o calor, roupas frescas, as férias, novas aventuras, e muita diversão.

Mas também há lugar para entrarem em ação, e soltarem o vosso lado mais solidário. Não custa nada! E, com pequenos gestos, podem fazer uma grande diferença.

Aqui ficam algumas sugestões:

 

Doação de roupas usadas

Podem começar pela renovação do vosso guarda-roupa. Esta é a altura certa para olharem para o vosso armário, e escolherem o que vão querer usar neste verão, e o que está apenas a ocupar espaço. Assim, ficam com uma noção do que têm, de que forma podem conjugar, e ficam ainda com espaço livre para novas peças que queiram comprar. 

Quanto às roupas que já não querem, podem sempre doar. Mas, atenção! Se essas roupas estiverem manchadas, rasgadas ou com outro tipo de defeitos, devem ir para o lixo. Se lhes faltar botões ou fechos, convém tratarem do arranjo antes de doar. As roupas doadas devem ser entregues em bom estado, e devidamente higienizadas. Afinal, as pessoas que delas irão fazer uso podem ser carenciadas, mas não deixam de ser como nós, e merecem!

Depois de colocada em caixas, ou sacos (conforme vos der mais jeito), devem procurar na vossa zona pessoas que estejam a precisar ou a pedir, ou entregar a instituições de confiança que existam onda moram, ou que conheçam.

 

Ações de Limpeza das Praias

Todos os anos encontramos as praias cheias de lixo, proveniente de comportamentos incorretos, e prejudiciais à natureza, da sociedade em que vivemos.

Com a aproximação do verão, as autarquias e juntas de freguesia costumam promover ações de limpeza das praias, de norte a sul do país, numa das quais se podem inscrever! É uma questão de se informarem se vai haver alguma ação deste género na área da vossa residência. 

Mas, mesmo que não haja, podem tomar essa iniciativa, juntar um grupo de amigos e pôr mãos à obra!

E já agora, quando estiverem na praia, dêem o exemplo e alertem as pessoas para os comportamentos errados que muitas vezes têm.

 

Acolher ou tratar um animal abandonado

Durante o período de verão, o número de animais abandonados, nomeadamente, cães e gatos, cresce assustadoramente. Isto deve-se ao facto de as pessoas irem de férias, e não quererem levar consigo os seus animais de estimação. Por isso, ou os deixam em casa, ou pelo caminho, abandonados à sua sorte.

Se conhecem alguém que tenha animais de estimação, e esteja a pensar ir de férias, informem-nos que existem várias opções, se não quiserem levar o seu animal. Podem sempre pedir a familiares ou vizinhos que olhem por eles nesse período, que tratem deles para que não lhes falte comida, higiene, e companhia. Também existem hotéis para animais e ONGS (organizações não governamentais) que oferecem estadia.

Por outro lado, se se depararem com um animal abandonado, como devem agir?

Em primeiro lugar, devem oferecer água e comida. E, se puderem, abrigá-lo. Mesmo que não possam ficar com ele definitivamente que seja, pelo menos, temporariamente. Entretanto, podem ir divulgando fotografias e tentando encontrar famílias que estejam interessadas em acolher ou adotar. 

Mas atenção – se o animal estiver ferido, é preciso ter cuidado ao aproximar, porque pode estar com dores, sentir-se ameaçado, e reagir de forma agressiva.

Outras formas de ajudar, mas mais dispendiosas, serão comparticipar ou custear eventuais tratamentos que o animal em causa necessite.

E podem sempre oferecer-se como voluntários em associações que cuidam de animais abandonados!

 

Artigo escrito para a secção de Acção Social da revista BLOGAZINE N.º 2.

 

 

 

 

 

 

 

A vila da Ericeira está de parabéns!

Mar

 

A Ericeira foi considerada um dos 10 melhores destinos de férias, entre as aldeias, vilas e pequenas cidades do continente europeu, tendo conseguido um honroso 8º lugar!

A competição intitulava-se "Europe's Best Big-Time Small Destinations" e foi organizada pelo portal GlobalGrasshoper e o site de reservas hoteleiras Hotel.info, e a escolha feita com base nos destinos preferidos pelos utilizadores, e e pela avaliação feita pelos portais a cada destino, entre outros critérios.

Denominando-a "paraíso para surfistas", a vila da Ericeira destacou-se pelas suas praias, localização e gastronomia.

As imagens não dizem tudo, mas dizem muito sobre esta vila onde passei todos os verões desde a minha infância, e onde continuo a ir frequentemente, ao longo do ano, até porque fica aqui bem perto de nós!

 

Praia da Baleia ou Praia do Sul

Praia da Baleia ou Praia do Sul

Praia da Baleia ou Praia do Sul

 IMG_1040[1].JPG

 

Resultado de imagem para ericeira vila

 

16-04-11 3.jpg

 fotos 021.jpg

 

 

Saiba mais Aqui

O nosso grandioso Portugal

Pelo segundo ano consecutivo, Portugal foi eleito o melhor país do mundo para visitar pela prestigiada revista espanhola Condé Nast Traveler.
A escolha coube aos leitores da publicação, através de uma votação online, onde estes elegiam aquele que, para si, é o melhor destino para fazer uma viagem.
A combinação entre cultura, gastronomia, "excelentes vinhos", praias, campos de golfe, história e um "povo afável, aberto e muito sincero" levou a que, este ano, Portugal voltasse a ser eleito melhor destino para visitar. Os leitores destacam também a "impressionante variedade" de paisagens que é possível encontrar no nosso país.
De facto, quando fomos passear a Belém um dia destes, dizia o meu marido que éramos os únicos portugueses no meio de todos aqueles turistas. Eu respondi-lhe: Eu também sou turista! Sou uma turista no meu próprio país! 
Porque Portugal tem muito para descobrir. Pode ser um país pequenino em tamanho, e pobre em muitos aspectos, mas é também grandioso em tantos outros!
 
 
  • Blogs Portugal

  • BP