Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Quando mãe e filha vestem roupas iguais...

 

...a solução é mesmo encontrar uma forma de as marcar, para depois saber de quem são!

Cá em casa temos esse problema: tanto eu como a minha filha vestimos calças, meias, collants e até camisolas interiores iguais. Depois, vai tudo para lavar. Quando seca, a roupa vai sendo adicionada ao monte e, quando vou arrumar, já não sei a quem pertence o quê!

A solução encontrada foi escrever os nomes de cada uma nas etiquetas! E resulta, porque já foram lavadas e o nome não saiu. E já não tive que andar às aranhas para saber a quem pertenciam.

O pior é quando não há etiquetas para escrever...

Façam do vosso verão um verão mais solidário!

 

Com a chegada do verão, vem também o calor, roupas frescas, as férias, novas aventuras, e muita diversão.

Mas também há lugar para entrarem em ação, e soltarem o vosso lado mais solidário. Não custa nada! E, com pequenos gestos, podem fazer uma grande diferença.

Aqui ficam algumas sugestões:

 

Doação de roupas usadas

Podem começar pela renovação do vosso guarda-roupa. Esta é a altura certa para olharem para o vosso armário, e escolherem o que vão querer usar neste verão, e o que está apenas a ocupar espaço. Assim, ficam com uma noção do que têm, de que forma podem conjugar, e ficam ainda com espaço livre para novas peças que queiram comprar. 

Quanto às roupas que já não querem, podem sempre doar. Mas, atenção! Se essas roupas estiverem manchadas, rasgadas ou com outro tipo de defeitos, devem ir para o lixo. Se lhes faltar botões ou fechos, convém tratarem do arranjo antes de doar. As roupas doadas devem ser entregues em bom estado, e devidamente higienizadas. Afinal, as pessoas que delas irão fazer uso podem ser carenciadas, mas não deixam de ser como nós, e merecem!

Depois de colocada em caixas, ou sacos (conforme vos der mais jeito), devem procurar na vossa zona pessoas que estejam a precisar ou a pedir, ou entregar a instituições de confiança que existam onda moram, ou que conheçam.

 

Ações de Limpeza das Praias

Todos os anos encontramos as praias cheias de lixo, proveniente de comportamentos incorretos, e prejudiciais à natureza, da sociedade em que vivemos.

Com a aproximação do verão, as autarquias e juntas de freguesia costumam promover ações de limpeza das praias, de norte a sul do país, numa das quais se podem inscrever! É uma questão de se informarem se vai haver alguma ação deste género na área da vossa residência. 

Mas, mesmo que não haja, podem tomar essa iniciativa, juntar um grupo de amigos e pôr mãos à obra!

E já agora, quando estiverem na praia, dêem o exemplo e alertem as pessoas para os comportamentos errados que muitas vezes têm.

 

Acolher ou tratar um animal abandonado

Durante o período de verão, o número de animais abandonados, nomeadamente, cães e gatos, cresce assustadoramente. Isto deve-se ao facto de as pessoas irem de férias, e não quererem levar consigo os seus animais de estimação. Por isso, ou os deixam em casa, ou pelo caminho, abandonados à sua sorte.

Se conhecem alguém que tenha animais de estimação, e esteja a pensar ir de férias, informem-nos que existem várias opções, se não quiserem levar o seu animal. Podem sempre pedir a familiares ou vizinhos que olhem por eles nesse período, que tratem deles para que não lhes falte comida, higiene, e companhia. Também existem hotéis para animais e ONGS (organizações não governamentais) que oferecem estadia.

Por outro lado, se se depararem com um animal abandonado, como devem agir?

Em primeiro lugar, devem oferecer água e comida. E, se puderem, abrigá-lo. Mesmo que não possam ficar com ele definitivamente que seja, pelo menos, temporariamente. Entretanto, podem ir divulgando fotografias e tentando encontrar famílias que estejam interessadas em acolher ou adotar. 

Mas atenção – se o animal estiver ferido, é preciso ter cuidado ao aproximar, porque pode estar com dores, sentir-se ameaçado, e reagir de forma agressiva.

Outras formas de ajudar, mas mais dispendiosas, serão comparticipar ou custear eventuais tratamentos que o animal em causa necessite.

E podem sempre oferecer-se como voluntários em associações que cuidam de animais abandonados!

 

Artigo escrito para a secção de Acção Social da revista BLOGAZINE N.º 2.

 

 

 

 

 

 

 

Comprar roupa na Modalfa

transferir (2).jpg

Fui no fim de semana comprar roupa à Modalfa. Já tinha visto umas camisolas no Continente mas, antes de comprar, quis ver o que haveria na Modalfa. 

E não me arrependi! Tinha exactamente aquilo que procurava: camisolas de gola alta básicas, e camisolas grossas, também de gola alta, em cores giras, e a preços acessíveis. E tinha, ainda, o tamanho certo para a minha filha!

Pensei logo - vou levar uma destas camisolas para oferecer à minha sobrinha! Telefono para a minha cunhada, troco impressões sobre a cor preferida da filha e está resolvido.

Ou, pelo menos, achava eu que estava! Quando pergunto à funcionária se têm mais camisolas daquelas do mesmo tamanho, responde-me que não. Porquê? Não é porque já as venderam, mas sim porque só vem uma camisola de cada tamanho! E só quando se vende, é que mandam vir mais!

A sério?! Por esta é que eu não esperava! Logo por azar a minha sobrinha e a minha filha vestem o mesmo tamanho o que significa que, tudo o que comprava para a minha filha, já não podia comprar para a minha sobrinha.

É que até podia compreender que tivessem vendido, já que os preços convidavam a isso, mas só terem 1 tamanho de cada, em plena época pré natalícia e com estes preços, não se admite!

 

  • Blogs Portugal

  • BP