Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

E Portugal está na final da Eurovisão!

280482342_10158580665017057_3036791648891561729_n.

 

Decorreu ontem, em Turim, a primeira semifinal do Festival Eurovisão da Canção, e eu estava a torcer pelo apuramento da Maro, e da sua canção "saudade, saudade", para a final do próximo sábado.

Pelo caminho, aproveitei para conhecer as restantes canções.

 

Não achei grande piada às músicas da Albânia e Letónia.

A terceira, da Lituânia, fez-me lembrar um pouco a canção da Bélgica, do ano passado.

 

A da Suíça não era uma das minhas favoritas, mas calculei que passasse.

Eslovénia nem pensar. Música fraquinha.

Seguiu-se a Ucrânia, com uma música ao estilo do ano passado. Gostei.

A Bulgária foi para esquecer. Um rock sem graça.

 

Chegámos aos Países Baixos.

E, às tantas, estávamos (eu e a minha filha) a cantar o "ooooooo...", "ahhhhhh...". Fica no ouvido. Mais uma que acreditava que passaria.

A Moldávia tem vindo a habituar-nos a músicas divertidas, por isso, esta foi mais uma. Não achei nada de especial, mas apostei no seu apuramento.

 

A partir daqui, para mim as canções começaram a melhorar, com Portugal, Croácia, Dinamarca e Áustria entre as minhas favoritas.

A representante da Dinamarca fez-me lembrar, no início da actuação, a Adele.

 

Não dava nada pela música da Islância.

A da Grécia, melhorou.

E o que me fartei de rir com os lobos e as bananas da Noruega, e a sua coreografia! Era uma candidata a passar, embora só mesmo pela diversão.

 

Finalmente, e fechando com chave de ouro, aquela que, para mim, nesta semifinal, foi a minha preferida: a Arménia!

 

 

 

279527194_10159980392528007_8689681154189763802_n.

Portanto, assim em jeito de juri, tinha escolhido para passar:

Portugal, Croácia, Dinamarca, Áustria e Arménia, como minhas preferidas

Suíça, Ucrânia, Países Baixos, Moldávia e Grécia, como escolhas possíveis

Acertei nas 5 últimas, mas só 2 das minhas favoritas passaram, onde se inclui a Maro.

 

E, assim, Portugal está na final da Eurovisão!

Agora é torcer para que sábado fique numa boa posição.

 

 

Imagens: RTP - Festival da Canção

Festival Eurovisão da Canção 2022: 1ª semifinal

festival-da-cancao-2022-finalistas-aurea-ff-maro.j 

 

"Amanhã" irá decorrer a segunda semifinal do Festival da Canção 2022 mas, enquanto isso, aqui fica o balanço da primeira, que teve lugar ontem:

Todos os anos há uma certa "Hope" de que músicas diferentes, e melhores, apareçam no festival mas, sei lá, acho que só de se pensar em festival da canção, os autores bloqueiam, e a inspiração desaparece.

Parecemos mesmo um "Povo Pequenino". Até podíamos ser mas, ainda assim, arriscar mais.

"Why" not?

O que temos a perder?

"Calisun" não foi, de todo, "A minha praia"

E nem com com umas garrafas de "Ginger Ale" consegui animar-me para enfrentar, até ao fim, a "Odisseia" de canções. 

"Como é bom esperar alguém" que se destaque no meio no meio de tantas actuações, e nos faça dizer que é aquela.

Mas, confesso, a única música que me ficou no ouvido, e mais o refrão do que tudo o resto, foi 

"Saudade, Saudade", da Maro.

 

Apresentadas as 10 primeiras músicas, a minha aposta foi para FF e Aurea, por motivos óbvios. Não iam eliminá-los na semifinal, sendo as pessoas e vozes que são. E, vá, há que dar algum crédito às suas músicas. Também apostei n'Os Quatro e Meia. E na Maro.

Só falhei na minha quinta aposta. Pensei que fossem apurados os Fado Bicha, mas acabou por passar a Diana Castro.

 

Agora resta esperar por amanhã. Mas a única que, não sendo fantástica, para mim tem potencial é "Ainda nos Temos", do Syro.

E por aí, viram a semifinal?

Têm alguma preferida?

 

 

Imagem: atelevisao

 

Festival Eurovisão da Canção: The Black Mamba passam à final!

189573363_318031899690168_8110915590458619526_n.jp

 

Muito se falou da música que iria representar Portugal no festival Eurovisão da Canção 2021, em Roterdão, desde que os The Black Mamba foram escolhidos.

Ah e tal, a música é em inglês.

Ah e tal, a música está nos últimos lugares nas casas de apostas.

Ah e tal, nem da semifinal vamos passar.

 

Pois...

Afinal, passou.

Estamos na final. E foi merecido!

Pode não ser música para vencer, até porque a concorrência é forte. 

Mas estiveram bem melhores que outros participantes, e outras músicas.

Sem grandes fogos de artifício, com aquela voz inconfundível do Tatanka, aquele estilo único da banda, e todo o significado da canção, naquele país.

E ao que parece, andam a fazer sucesso por lá.

Em grande parte, pela música que elegeram para o festival mas, também agora, pelo single "Crazy Nando", lançado ontem, e gravado no hotel onde estão instalados.

Independentemente do lugar que consigam alcançar, para eles, tudo isto já é uma vitória, e uma experiência única.

 

Quanto a esta segunda semifinal, fiquei bastante surpreendida porque os artistas levaram, maioritariamente, músicas pop electrónica, dançáveis, alegres. 

A minha favorita era a da Sérvia. Passou.

Também gostei das de San Marino, Grécia, Bulgária. E passaram.

Por incrível que pareça, gostei da música da Finlândia, um rock mais pesado que, por norma, nunca aprecio. 

Depois, claro, torcia por Portugal. E passou!

 

Já as da Suiça e da Islândia, não consigo perceber como são favoritas. E se a primeira, apesar de estranha, é forte, a segunda não me diz mesmo nada.

De resto, era-me um pouco indiferente. A da Moldávia tem um bom ritmo, quando a artista não está a cantar. E a da Albânia, é mais para o tradicional, mas forte também. 

A da Letónia, que ficou pelo caminho, era muito estranha mas, curiosamente, aquele refrão fica na cabeça.

 

Das canções apresentadas pelos Big Five, cabendo ontem à França, Reino Unido e Espanha, só não gostei da do Reino Unido. A França poderá ser uma potencial vencedora. 

 

Agora resta esperar por amanhã, pela grande final, para ver quem será o grande vencedor de 2021!

E que o amor, e a sorte, estejam com Portugal. E com os seus representantes - The Black Mamba!

 

Foto: The Black Mamba

A segunda semifinal da Eurovisão e a favorita Holanda

Resultado de imagem para finalistas segunda semifinal eurovisão 2019

 

Foram apurados, na quinta-feira, os restantes 10 finalistas para a grande final de hoje à noite.

E se, na primeira semifinal, foi difícil para mim escolher as minhas preferidas, porque quase nenhuma se aproveitava ou destacava, nesta segunda semifinal, a dificuldade prendeu-se com a quantidade de canções semelhantes e razoáveis que poderiam passar à fase seguinte.

 

 

 

 

Resultado de imagem para holanda eurovision 2019

 

As minhas preferidas eram a Lituânia, a Albânia, a Noruega e a Holanda. 

Confesso que, apesar de a Holanda ser "a favorita" à vitória, de acordo com as casas de apostas e votações, ainda assim, não acho que seja "a tal", ou que se diferencie assim tanto de outras que lá estão.

Mas é uma boa candidata, sem dúvida!

 

À minha lista de 10, para além das que acima referi, escolhi a Arménia, a Moldávia, a Suiça, a Suécia, Malta e a Rússia.

Acertei em 7, das 10 que escolhi. Um balanço mais positivo que na primeira semifinal mas, como os comentadores referiram, talvez esta tenha sido mais previsível.

 

 

 

 

Resultado de imagem para austria paenda eurovision

 

Depois, houve músicas que me geraram sentimentos contraditórios. A da Austria, foi uma delas.

A música é bonita, mas não para aquela voz. Posso ter os ouvidos avariados (há quem diga que sim!), mas parecia que a concorrente estava em constante desafinação, sem força, sem voz.

Gostava de ouvir esta música com uma voz mais potente, mais grave, com mais impacto.

E que dizer da vestimenta? 

 

 

 

 

Resultado de imagem para letónia eurovision 2019

 

A canção da Letónia é outra das que gostei de ouvir, não para este tipo de festival, mas num outro ambiente. É calma, despretensiosa, diferente, se bem que um pouco (demasiado) repetitiva no refrão.

 

 

 

 

 

Destaco ainda a actuação dos Shalva Band, com uma bela canção e mensagem, que levou a plateia a aplaudi-los de pé.

Só não apreciei muito o tom do comentário feito pelos nossos comentadores nesse momento "oh, olha para eles tão contentes", como se quisessem dizer "olha, pobrezinhos, coitadinhos, estão tão felizes por terem actuado neste palco" num tom jocoso e depreciativo, devido às suas limitações.

Se fosse qualquer outra banda, fariam o mesmo comentário? 

 

 

Por último, das amostras que nos foram dadas a conhecer, dos restantes 3 países directamente apurados, gostei do Reino Unido.

Logo à noite, tudo se decidirá. 

E que vença a melhor!

 

 

Imagens: http://www.escportugal.pt/

A primeira semifinal da Eurovisão e o curto reinado de Conan

Resultado de imagem para 1ª semifinal eurovisão 2019

 

"Dare to Dream" é o lema desta 64ª edição do Festival Eurovisão da Canção, e penso que é o que todos os concorrentes que participam se atrevem a fazer: sonhar!

Sonhar em representar o seu país, sonhar em participar nesta gigantesca festa da música, sonhar em voar mais alto a nível musical, sonhar em cumprir sonhos antigos, sonhar em ser diferente, e aceite por essas mesmas diferenças...

Incluindo o nosso Conan Osíris que, ao contrário das primeiras previsões, acabou por ter um curto reinado na Eurovisão, tendo sido eliminado ontem. Ainda assim, ele atreveu-se a sonhar, e penso que terá sido um sonho cumprido, apesar do desfecho.

 

 

 

 

Imagem relacionada

 

Gostei da actuação do Conan, independentemente de não apreciar a música. E não seria de esperar que o feito conseguido por Salvador Sobral se repetisse. Aliás, creio que o único motivo pelo qual estivemos na final, o ano passado, foi por estarmos automaticamente apurados, graças a vitória no ano anterior. Senão, desconfio que ficaríamos pelo caminho, tal como este ano.

 

 

Mas isso não significa, propriamente, desmérito.

Tal como Portugal, houve muitas outras músicas a ficarem pelo caminho, que mereciam continuar, e outras a serem apuradas, nem se sabe bem como.

 

 

Nesta primeira semifinal, não consegui encontrar "aquela" música".

Começou com uma imitação fraquinha de "Fuego" e terminou com um sem fim de "Na na na" pobrezinho.

Pelo meio, as minhas favoritas eram Hungria, Grécia e Estónia.

Acrescentei, até perfazer as 10 - Montenegro, Finlandia, Eslovénia, Bielorrussia, Sérvia e Bélgica.

Passaram 5 das minhas escolhidas, embora apenas 2 das favoritas.

 

 

 

 

Resultado de imagem para eslovenia semifinal eurovision

 

A música da Polónia pareceu-me mais uma actuação chinesa ou japonesa. Só faltou às concorrentes os olhos em bico!

A canção da Eslovénia não é má. Até se entranha à segunda ou terceira vez. Mas pareceu-me um pouco monótona. Ainda pensei que o rapaz, a determinado momento, fosse fazer dueto com a companheira, mas não. Parecia estar ali só a enfeitar, a completar o quadro, enquanto ela cantava para ele.  

Já o representante da Bélgica, parecia ter sido atirado aos tubarões, ou enfiado num colete de forças - pouco se movimentava, e parecia não estar totalmente à vontade. Houve quem comparasse a canção a "City Lights". Prefiro a última.

Adorei a forma como as representantes da Austrália se apresentaram em palco, embora não tenha achado a música nada por aí além. Obviamente, como país convidado, parece haver um acordo implícito que obriga à escolha deste país para a final, seja qual for a música.

 

 

Aguarda-se a segunda semifinal, amanhã, para ver se surgem melhores músicas.

Entre as 3 canções dos "big five", que foram apresentadas ontem, confesso que as da Espanha e França parecem-me boas candidatas.

 

 

E por aí, viram a semifinal?

Quais eram as vossas preferências?