Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

"Ganda rocha", diria a minha filha!

Resultado de imagem para confusa desenhos

 

 

No outro dia, liguei a televisão para programar uma gravação. 

No canal, estava a dar um filme ou série à qual nem prestei atenção, até que me surgiu uma cara conhecida.

Digo ao meu marido: "Este aqui entrava no CSI". Olho novamente e recordo-me: "Espera, não é CSI, é Investigação Criminal LA".

Surge outra cara conhecida: "Olha, este também entrava lá".

 

Dois segundos depois, faz-se luz: "Espera lá, mas isto é a série Investigação Criminal LA"!

E o meu marido: "Só agora é que percebeste?! Está ali escrito em cima!"

Juntos por Todos - concerto solidário para com as vítimas dos incêndios

 

O Meo Arena recebe, no próximo dia 27 de junho, pelas 21 horas, o concerto solidário "Juntos por Todos". O concerto terá transmissão ao vivo na RTP, SIC e TVI, e em todas as rádios portuguesas garantindo assim, pela primeira vez, uma cobertura conjunta de um espetáculo.

 
 
Este é um concerto especial, de homenagem às vítimas dos fogos florestais, que continuam a lavrar em Pedrógão Grande e zonas limítrofes, e de angariação de receitas para ajuda às populações afectadas, por aquela que é já considerada uma das maiores tragédias na história do nosso país.
 
"Juntos Por Todos" é uma iniciativa co-produzida pela Sons em Trânsito, Nação Valente, MEO Arena, Blueticket, RTP, SIC e TVI, e une vários artistas portugueses, como Agir, Amor Electro, Ana Moura, Aurea, Camané, Carlos do Carmo, Carminho, D.A.M.A, David Fonseca, Diogo Piçarra, Gisela João, Hélder Moutinho, João Gil, Jorge Palma, Luísa Sobral, Luís Represas, Matias Damásio, Miguel Araújo, Paulo Gonzo, Pedro Abrunhosa, Raquel Tavares, Rita Redshoes, Rui Veloso, Salvador Sobral e Sérgio Godinho.

Os bilhetes, nas modalidades de bilhete geral (15 euros), bilhete geral extra (25 euros) ou bilhete donativo (15 euros),  já se encontram disponíveis em blueticket.pt e nos pontos de venda Fnac, Worten, El Corte Inglês, The Phone House, Pagaqui, ACP e Turismo de Lisboa.
A receita obtida será entregue à União das Misericórdias Portuguesas.
 
O evento conta com o Alto Comissariado da Fundação Calouste Gulbenkian, e o contributo das das editoras Sony Music Portugal, Universal Music Portugal, Valentim de Carvalho e Warner Music Portugal, na sua divulgação artística.
 
 
Artigo elaborado para o http://fantastictvsite.blogspot.pt/
 

Afinal, o Sapo Blogs não teve tolerância de ponto!

Resultado de imagem para sapo blogs

 

Por momentos, pensei que hoje tinha tudo entrado em blackout, com a vinda do Papa Francisco a Portugal, e as celebrações dos 100 anos das aparições em Fátima.

De manhã, tento ver as canções apuradas para a final do Festival, e nada. Simplesmente, não conseguia ver, nem nas gravações manuais, nem nas automáticas.

 

E, depois, chego aqui ao Sapo Blogs e não consigo iniciar sessão. Cheguei a pensar que o sapo Blogs tinha tido tolerância de ponto, e fechado a loja mais cedo!

 

 

Afinal, foi apenas um problema técnico, e parece estar de volta à normalidade. Sem tolerância, até porque nem é da função pública!

Resultado de imagem para sapo blogs

Gato por lebre na televisão

Resultado de imagem para gato por lebre

 

Depois de muito procurar entre os vários filmes que temos por lá gravados, e de nenhum me inspirar, deparo-me com uma gravação da minha filha, do filme "Barbie e As Agentes Secretas".

Ora, em tempos éramos coleccionadoras destes filmes da Barbie, e não perdíamos um, pelo que me apeteceu ver este que ainda não conhecia.

Qual não é o meu espanto quando, ao carregar em "Ver", o filme que deveria ser "Barbie e As Agentes Secretas", anunciado como tal, e com sinopse referente ao mesmo, afinal é "Barbie e o Portal Secreto"!

Então agora, na televisão, também "vendem gato por lebre"?

O tendencionismo dos programas de TV

 

A propósito do programa Masterchef Júnior, li na capa de uma revista que a família do concorrente Gonçalo está revoltada com o programa.

Não admira! Depois de terem passado aquelas imagens das atitudes do filho para milhões de pessoas verem, é normal que não tenham gostado até porque, neste momento, estão todas as armas apontadas para o miúdo, as críticas não se fizeram esperar, e ele está a ficar conhecido pelas piores razões.

A primeira coisa que me veio à mente, quando li estas palavras, foi "não deveria antes estar revoltada com as atitudes do próprio filho?".

 

Mas a questão, se bem aprofundada, vai muito além de uma atitude egoísta e baixa de um miúdo.

 

 

A verdade é que a televisão "vende-nos" aquilo que ela própria quer, e lhes convém, independentemente de tudo o resto.

Li no blog no Manuel Luís Goucha que, para se gravar um episódio, são precisas cerca de 12 horas, distribuídas pelo fim de semana. Depois, existe alguém que faz uma selecção, edição de imagens e compacta o que acha mais relevante, para transmitir numa hora e meia de programa.

 

Ora, no primeiro programa, propositadamente ou não, deram destaque ao Pedro Jorge, que desde logo conquistou o carinho da maioria dos telespectadores que assistiram à estreia. E, mesmo sem saber se chegará à final, tornaram-no uma pequena estrela.

Já no segundo programa, mais uma vez, não sei se propositadamente ou não, resolveram dar a conhecer o(s) vilão(ões), a competição desleal entre concorrentes, e centrar todos os holofotes no Gonçalo mostrando, continuamente, cenas onde o mesmo não agiu da melhor forma com os colegas, e mostrou uma faceta que não abona nada a seu favor.

 

 

 

Agora pergunto eu: Porquê? Para quê? Qual era o objectivo? Pôr toda a gente a criticá-lo, a persegui-lo, a discriminá-lo, a insultá-lo? Quem sabe até, a ameaçá-lo?

É que se, ao menos, essa exibição tivesse vindo acompanhada de uma conversa dos chef's com o rapaz sobre a sua atitude, de uma penalização pelo seu comportamento a título de exemplo de que não vale tudo numa competição que se quer saudável...Mas não. Ou, pelo menos, não passaram essa ideia.

Então, não teria sido preferível evitar que essas imagens chegassem até nós? E resolver a questão fora do grande ecrã?

Terão os responsáveis pelo programa alguma noção das consequências que a exibição destas imagens pode trazer à vida da criança em causa e da sua família?

É certo que as crianças, quando aceitam participar neste tipo de programas, sabem que se estão a expôr, para o bem e para o mal, e aceitam todos os termos do contrato. E os pais, se concordaram com a participação, também estão cientes do que ela implica.

Também é certo que a primeira pessoa a evitar que isto acontecesse deveria ser o próprio concorrente, sabendo que estava a ser filmado e que as imagens poderiam chegar a mais gente.

 

Mas, haveria mesmo necessidade de fazê-lo desta forma? Ou foi pura estratégia para prender os telespectadores ao programa, primeiro através da imagem do engraçadinho e bom rapaz que a todos faz rir, e agora através da imagem do vilão sem escrúpulos?

Não será, esta forma de agir, uma forma de discriminação e bullying? Não haverá um certo tendenciosismo nestes programas de televisão?

  • Blogs Portugal

  • BP