Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

E, de repente, tornei-me "a louca"...

mulher-digita.gif

 

 

... a louca que corre para o telemóvel , ou pega no primeiro pedaço de papel que tem à mão, para escrever aquela ideia que acaba de surgir, nas horas mais impróprias, e nos sítios mais inusitados.

 

E não é porque são muitas!

É mesmo porque a memória está mais para formiga, do que para elefante e, se não o fizer na hora, minutos depois já não me lembro de nada.

 

E, sim, este post também foi objecto de apontamento, na parte de trás da lista de compras do marido!

Dos textos que escrevemos...

Resultado de imagem para escrever em qualquer lado

 

Muitas vezes, não é uma questão de ser um bom texto, ou de estar bem escrito, ou bem estruturado.

De falar de um tema importante, ou polémico.

De fazer uma profunda reflexão ou análise sobre algo.

 

 

É uma questão de, esse texto que escrevemos, chegar às pessoas.

De estas se identificarem com as palavras que estão a ler, por mais simples e banais que sejam!

Reflexão do dia

Imagem relacionada

 

As melhores frases ou textos que escrevemos, são aqueles em que o fazemos com as emoções à flor da pele, no calor do momento!

 

Da mesma forma que o surfista tem apenas uma oportunidade para apanhar a onda perfeita, e sabe quando chega o momento, ou da mesma forma que um fotógrafo tem uma oportunidade única para captar determinadas imagens, que não se voltarão a repetir, nem esperam que ele esteja pronto para elas, também um escritor consegue as melhores frases, textos ou escritos, quando tem as emoções à flor da pele e as ideias surgem.

Se deixarem passar o momento, as palavras já não terão a mesma força, o mesmo poder, o mesmo impacto. As ideias esmorecem e, muitas vezes, chegam à conclusão que, passado o momento sem que tenham escrito o que quer que fosse, mais tarde não valerá mais a pena, porque toda a intenção se perdeu na espera, pelo caminho...

Escrever um texto para o blog...

 

...é como escrever uma canção!

Num momento, estamos sem inspiração nenhuma. De repente, surge um tema, uma frase, uma situação, e corro a apontar a ideia antes que ela me escape porque, se assim não for, acaba por perder a intensidade do que eu pretendo transmitir. E porque, nessa altura, os pensamentos transformam-se em palavras, e as frases formam-se naturalmente.

Foi assim que foram escritos os meus melhores textos: quando tudo o que escrevi estava a ser sentido naquele momento, ainda a "fervilhar" na minha mente!

  • Blogs Portugal

  • BP