Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

The Black Mamba vencem o Festival da Canção!

157708004_10157875153617057_89171481873624837_o.jp

"Love was on our side

Luck was on our side

Portugal was on our side

And we won the final tonight"

 

E pronto, está escolhida a música que nos irá representar no Festival da Canção, em Roterdão.

Não fiz uma grande festa, não vibrei com a vitória. Mas, ainda assim, penso que foi uma boa escolha.

Os The Black Mamba foram os vencedores da noite, depois de uma renhida disputa com a Carolina Deslandes.

 

Analisando de uma forma mais isenta cada uma das concorrentes, poder-se-ia dizer que Romeu Bairos era muito Conan, e por isso, não valia a pena.

A da Carolina era muito Salvador Sobral, e não valia a pena.

Neev, a minha preferida em termos de gosto pessoal, era muito Duncan, e não valeria a pena. Embora o imaginasse já na "Green Room" de Roterdão, porque ele tem aquele "ar" meio internacional.

A do Pedro Gonçalves fica no ouvido, é gira, mas mais comercial.

Não gostando da música da Valéria, a mesma valia pela voz, pela garra, pela mensagem.

Passei a gostar um pouco mais de Contramão, mas não o suficiente para considerá-la uma possível vencedora. Da música da Fábia, só consegui perceber um verso ou dois. Joana Alegre, timbre bonito, mas sem muita presença em palco. Eu.clides? Bem... sem comentários.

Posto isto, aliando a presença em palco, singularidade da banda, a boa música, e a voz peculiar do vocalista, foi uma justa vencedora.

 

 

158000223_10157874940482057_8389367979074237951_o.

 

Não resisti a adaptar o refrão da música da Carolina Deslandes, cujo título caiu na perfeição ao 2º lugar, em que ficou:

"Foram tantas pontuações

para à vitória chegar

Que no final eu estava mesmo quase a acreditar
 
Queria tanto poder ganhar
e Portugal representar
Estive quase lá...
Foi por um triz"
 
 
E para o Neev, que ficou no terceiro lugar:
 
"Eu era um dos favoritos
E até diziam que eu ia ganhar
Mas o júri não foi 
Da mesma opinião
E apenas fiquei no terceiro lugar"
 
 
 
Por último, para o repetente Pedro Gonçalves:
 
"Assim que vi o anúncio
Decidi Participar
E entre mais de 700
Nem queria acreditar
Consegui ser apurado
E novamente eliminado
Sei
Não vale a pena
Eu não quero mais voltar"
 
 
 
 
 

 

Cinco anos de The Voice Portugal

Foto de The Voice Portugal.

 

No passado sábado, o The Voice Portugal celebrou 5 anos de existência!

Foi uma gala bonita, embora um pouco tendenciosa, que apenas pecou pelo fingimento ao longo de todo o programa, como se estivesse a ser exibido em directo, na noite da passagem de ano, quando já tinha sido gravado muito antes.

Não havia necessidade. Podiam muito bem ter evitado essa encenação.

E, finalmente, a Catarina voltou a brindar-nos com a sua elegância habitual, ao contrário das últimas galas.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Dos 5 vencedores, apenas a Deolinda não esteve presente. 

Confesso que só acompanhei o programa na íntegra, na edição em que a Deolinda venceu, e esta última, que deu a vitória ao Fernando Daniel.

Não vi aquela em que o Rui Drummond se sagrou vencedor, e que ainda hoje gera críticas, por a maioria achar que deveria ter vencido o Luís Sequeira. 

Vi a semifinal e a final do The Voice Kids, que deu a vitória ao Diogo Garcia.

E vi a final em que o Rui Reininho levou a melhor, com a vitória do Denis, que era o meu favorito!

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Para esta gala, decidiram juntar alguns concorrentes, das várias edições, para formar duplas. Não sei em que critérios se basearam para escolher os mesmos, mas gostava de ter visto por ali mais concorrentes. Esta dupla, em particular, não se destacou.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

O Sérgio chegou à final na edição passada. A Hélia ficou-se, se não me engano, pelos tira-teimas, nesta edição. No entanto, nesta música que interpretaram, gostei muito mais de ouvir a Hélia que o Sérgio. Concordo que poderiam cantar mais vezes juntos.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Uma dupla com o cunho Marisa Liz. Não conhecia o Luís. O Alfredo nunca me agradou muito. Mas foi uma boa dupla, gostei de os ouvir. 

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

A dupla do rock - grande momento! Gosto muito de ouvir o Pedro. O Tiago não conhecia.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Já oiço esta música há tanto tempo, e não fazia ideia de quem era o Salvador, nem tão pouco que tinha participado no The Voice. Adoro! E gostei de saber que mentora e concorrente cantaram este tema juntos.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Um momento bonito e único entre mãe e filha, mas que não correu nada bem às duas. Ou então fui eu que não gostei de as ouvir! Não é que não tenham talento ou não cantem bem. Não gostei foi da junção das vozes, e da forma comocantaram a música escolhida.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

A dupla de fadistas! Pena não ter estado a Joana Melo. Gosto mais da voz da Beatriz, embora a Sónia pareça sentir mais o fado, e passar isso para o lado de cá.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

No momento em que esta dupla actuou, andava eu a ver outras coisas, pelo que só consegui ouvir. Quando terminaram, pensei "muito bom!". Que poderosas estiveram estas duas meninas! Para mim foi das melhores da noite.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Soraia e David - uma boa dupla de cantores e bailarinos, que deram show no palco do The Voice. Nesta música, não deu tanto para mostrar os dotes vocais de ambos, mas foi um bom momento, no todo.

 

 

 

Foto de The Voice Portugal.

 

Nesta gala tivemos também direito à actuação da Aurea, a única mentora que ainda não o tinha feito nesta edição. Confesso que gosto mais de ouvi-la nestes temas com mais ritmo.

 

 

Na hora de decidir qual a dupla vencedora, depois de os mentores terem elegido as duas melhores da noite, o público entrou em acção. 

Segundo parece, tinham dois finais gravados, uma para cada dupla e, consoante os votos que obtivesses na noite em que foi para o ar a gala, exibiriam o que correspondesse à dupla vencedora. 

Ainda assim, tenho para mim que queria dar uma vitória à Marisa, desse por onde desse, e esta foi a forma que encontraram de o fazer :)

 

 

Imagens The Voice Portugal

Gesto bonito e raro

 

Nunca fui fã da Tânia - concorrente do Poder do Amor. De facto, era das que eu menos gostava lá dentro.

Mas, justiça seja feita - este casal mereceu ganhar! Não só porque foi o único que nunca saíu da casa, como provou ser um casal forte, guerreiro, sobrevivente, e mostrou de que muito músculo e um bom corpo nem sempre são vantagem, e que com ninguém é inferior a ninguém.

O final foi surpreendente, sem dúvida. Embora já soubessemos que eram eles que iam ganhar não estávamos, certamente, à espera das acções a que assistimos.

E se, quanto ao gesto de ajudar o casal Cátia e Márcio a concluirem a prova, depois de terem a vitória assegurada, não tenho dúvidas de que seria igualado, se a situação fosse inversa, já o mesmo não sei se poderei afirmar quanto à partilha do prémio. 

Não estou a imaginar muitos dos casais que participaram no concurso a ter uma atitude dessas. Há quem afirme que a Cátia e o Márcio o fariam. Talvez...Nunca vamos saber. Mas a verdade é que a Cátia já venceu um reality show e, na altura, não partilhou o seu prémio com ninguém. 

Eu própria não o faria, confesso! Podia dar uma parte do meu prémio, mas nunca dividir a meias, como fizeram a Tânia e o Ricardo.

Foi, sem dúvida, um gesto bonito, e raro!