Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Depressão Bárbara: em tão pouco tempo, já fez tanto estrago

tpm-mulher-irritada-1400x800-0117.jpg

 

Ainda estava eu na cama, de madrugada, e já se ouvia o vento lá fora.

D. Bárbara a caminho, e os pagens à frente a anunciar a chegada.

Mas o céu estava relativamente limpo e, não custava tentar. Por isso, estendi algumas peças de roupa mais pequenas, deixando o resto para secar mais tarde na máquina.

Se não chovesse até ao almoço, já ficava com aquela enxuta, e poupava na eletricidade.

 

A meio da manhã, vejo o tempo a ficar escuro. 

D. Bárbara deve ter apanhado a via rápida, a autoestrada, ou um qualquer atalho, e estava a chegar mais cedo que o previsto.

Ia enviar mensagem para a minha filha me apanhar a roupa mas, no telemóvel, tinha uma outra, do meu marido, a avisar que o estendal tinha caído, mas que a roupa estava sã e salva, em casa.

Bendito pai que foi despejar o lixo, viu o estendal caído e, com a ajuda da vizinha, me apanhou tudo.

Ou quase tudo...

Quando cheguei a casa, deparei-me com os elásticos do cabelo, o casaco da minha filha e um pano da loiça espalhados pelo chão. E lá foram para lavar de novo.

 

Antes disso, pelo caminho, tive a imensa sorte de um autocarro passar ao meu lado, e me dar um banho!

 

Já em casa, andava a minha filha de espanador e esfregona na mão, porque a chuva tinha entrado no quarto dela e o chão estava todo alagado.

Mas como estava na hora de ir para as aulas, e a chuva não parava, achei por bem chamar um táxi para a levar à escola. Não convém apanhar molhas e ficar doente em casa. Logo agora que está em semanas de testes.

Só que, não havia táxis!

O que eu costumo chamar, não estava por cá, nem o pai. E avisou-me logo que já várias pessoas tinham tentado ligar para a praça de táxis, e ninguém atendia, porque andava tudo a fazer serviços.

Boa! E agora?

Lá andei a pesquisar e liguei para um número de telemóvel que me desenrascou. Menos uma preocupação.

 

Com a casa de volta a uma relativa ordem, pus-me a caminho do trabalho. Nestes dias, costumo ir por uma rua em que tenho prédios com telheiro, onde dá para proteger um pouco mais mas, hoje, com a Depressão Bárbara ao comando, posso dizer que, em 41 anos, nem isso me valeu, e apanhei a maior molha de sempre.

Até ver...

Porque dizem que o pior ainda está por vir amanhã!

 

Alguém que invente aí a aplicação "Stayaway Bárbara", e a mande embora depressa?

É que, em tão pouco tempo, já fez muitos estragos na minha vidinha.

Juro que, se algum dia vier a ter outra filha, Bárbara é daqueles nomes que estão automaticamente fora de questão!

 

 

 

Haverá lugar mais frio que a vila de Mafra?!

Resultado de imagem para mafra portugal

 

 

Diz quem por cá mora, ou por cá passa, que Mafra é uma região de muito frio. 

Que é pior do que noutros sítios que já estiveram. 

Que é difícil de suportar.

 

Mafra é, também, uma região ventosa por natureza. Se em Mafra não houver vento, então em mais nenhum lugar há.

 

Agora junte-se estes dois ingredientes - frio e vento - e nem o sol nos vale para aquecer!

Para hoje, a mensagem da protecção civil era a seguinte:

 

 

"O Serviço Municipal de Proteção Civil informa que se prevê, nos próximos dias, uma descida acentura da temperatura (sobretudo no dia 21, mantendo-se a tendência nos dias seguintes), bem como vento a soprar moderado a forte do quadrante norte com rajadas de 80km/h.

As características de tempo frio, associadas ao vento que se fará sentir, aumentarão a sensação de desconforto térmico na população." 

 

 

E em mim já se fez sentir esse desconforto, que não sei o que mais vestir sem parecer um chouriço, e sem que consiga evitar ter o corpo enregelado!

Será que posso hibernar por casa, e só voltar a sair quando o frio desaparecer?!

 

E não é que já chove!

Resultado de imagem para chuva e vento

 

E bem, aqui por Mafra!

A acompanhar a chuva, como não poderia deixar de ser, o seu amigo inseparável - o vento. 

Depois de uns agradáveis dias de primavera em pleno outono, temos agora uma tarde de verdadeiro temporal, em que nem vale a pena abrir o guarda-chuva, porque de nada adiantará nem protegerá.

 

Assim sendo, e por uma questão de poupança, o melhor é aproveitar já esta chuva abençoada para tomar banho.

E já agora, coloquem todos os baldes e recipientes que tiverem na rua, porque essa água que eles acumularem pode vir a dar imenso jeito!

 

 

Há mais alguém por aí?

Resultado de imagem para frio no verão

 

Com vontade de ir ao armário buscar os casacos de inverno que achou que só voltaria a vestir lá para Novembro, com vontade de beber um chá quente ou sentar-se à lareira, ou de ligar o ar condicionado no quente, em pleno Agosto, de tanto frio que está?!

 

É que já estou com o pingo no nariz, a espirrar, e só me falta começar a bater os dentes!

Aquele momento em que chegamos a casa...

Imagem relacionada

 

...e nos deparamos com o estendal rebentado, e a roupa toda no chão,por causa do vento maluco que se faz sentir por estas bandas.

E o problema maior nem é o ter de apanhar a roupa, e pô-la a lavar outra vez porque ficou suja, nem tão pouco o ter que consertar o estendal.

O pior, é ter que andar a tirar as ervinhas secas que se agarram, qual carrapatos, à roupa, e teimam em não sair, ou então a sair para os dedos, e ficar lá espetadas.

Já vos aconteceu?