Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Marta - O meu canto

Guardamos tanta coisa só para nós - opiniões, sentimentos, ideias, estados de espírito, reflexões, que ficam arrumados numa gaveta fechada... Abri essas gavetas, e o resultado é este blog!

Final da Eurovisão: do pódio para o último lugar

Resultado de imagem para netta vencedora

 

Que não iríamos vencer novamente este ano, já sabíamos. 

Mas que passaríamos directamente da glória, e de um mundo rendido à nossa música, para o último lugar da tabela, ninguém imaginaria. Ainda assim, não merecendo mais o último lugar, que outros países a concurso, não me parece que tenha sido uma grande injustiça.

 

 

 

Resultado de imagem para caetano veloso salvador sobral

 

Tenho a certeza que, de todas as actuações da noite, aquela que mais fez vibrar todos os que ali se encontravam na Altice Arena foi, novamente, a do Salvador Sobral, primeiro com o seu novo tema "Mano a Mano", e depois recordando a música vencedora do ano passado "Amar Pelos Dois", com Caetano Veloso.

 

 

 

No que respeita às votações, benditos votos do público, para salvar esta final porque, se dependesse apenas do júri, aí sim, teria havido uma grande injustiça para com as músicas apresentadas.

Depois de semanas a ouvir todo o tipo de notícias sobre as grandes favoritas, fossem pela diferença, pelo ritmo, pela música ou pela mensagem, ver ali nos primeiros lugares, e prestes a vencer, a música da Suécia, que não valia nada, ou a da Áustria, que até não era má, mas tão pouco seria uma justa vencedora, enquanto as favoritas nem sequer disputavam o pódio, fez-me acreditar que, ou os jurados não ouviram o mesmo que nós, ou devem ser internados!

 

Felizmente, os votos do público trocaram as voltas à votação existente até esse momento, que já tinha sido renhida desde o início, para repôr, de certa forma, a ordem das coisas, com o duelo final entre Israel e Chipre, do qual saiu vencedora a Netta, com o seu "Toy".

E, mais uma vez, se prova que não existem fórmulas vencedoras, nem receitas que resultem duas vezes da mesma forma.

 

 

 

Resultado de imagem para ana moura e mariza

 

Ainda assim, Portugal está de parabéns pelo grande espetáculo que organizou, pela forma como as apresentadoras o conduziram, pela forma como receberam as delegações dos vários países, e pela promoção que fizeram do nosso país e da nossa cultura.

 

 

 

Resultado de imagem para reino unido invade palco

 

Apenas um incidente, rapidamente resolvido, assombrou por momentos o espetáculo, com um rapper a invadir o palco durante a actuação do Reino Unido, e a tirar o microfone à artista. Ao que parece, ela já teria vindo a ser ameaçada, e estaria com protecção reforçada, tal como algumas outras delegações.

 

 

 

Resultado de imagem para final da eurovisão 2018 apresentadoras

 

Pedro Fernandes dizia, no momento em que entregava os votos do júri português, que da próxima vez que Portugal vencesse, seriam quatro homens, no lugar das apresentadoras.

Esperemos que não sejam precisos mais 53 anos para isso acontecer!

 

 

Imagens SAPO Magwww.jm-madeira.ptwww.cmjornal.pthttps://observador.pt/ e Caras - Sapo

 

Estava tudo a correr tão bem...

 

...mas o Manuel Moura dos Santos tinha, mais uma vez, que abrir a boca e estragar tudo!

Na hora da decisão final, entre os candidatos mais votados - os bailarinos Pedro e Inês, e o cantor Jonathan - este senhor usou o pior e mais incoerente argumento para justificar a sua decisão de votar no par da dança "o meu critério é que o Got Talent é um programa de talentos, e cantar não é talento!".

 

Desculpe?

Cantar não é talento?

Concordo plenamente, como já disse várias vezes, que neste programa se procurem talentos que não se possam mostrar noutros concursos, mas isso tem que fazer parte das regras. Não fazendo, podendo lá ir qualquer um, não haver qualquer tipo de discriminação. 

Por outro lado, se cantar não é um talento, por que razão carregou no botão dourado quando a Micaela actuou?

Cantar bem e interpretar a letra da música é tão talentoso como dançar. E se existem outros programas para cantores, também o existem para bailarinos.

Mais valia ter votado, sem se alongar em justificações.

 

Quanto à gala e às actuações, gostei muito dos LTCTFG, mas os meus preferidos para a final eram a Luísa e o Jonathan. Parece-me que foi uma gala com mais talentos que a anterior, e tornou ainda mais difícil de escolher apenas dois concorrentes.

A Luísa acabou por ser votada pelo público. Já o Jonathan, ficou por aqui. Espero que a Sofia o possa ajudar e que ainda venha a ter um futuro brilhante.

Não achei justa a escolha do Pedro e Inês. Dança por dança, preferia os LTCTFG.

 

 

 

Quanto aos convidados especiais da noite, fiquei a conhecer o famoso single que juntou Carminho aos HMB. Até não desgosto da música, mas há ali qualquer coisa na voz da Carminho que não gostei muito, quando interpretou a parte dela. Prefiro a junção das duas vozes.

A música dos D.A.M.A. também não é má. Espero que os concertos deste ano sejam bem melhores que os do ano passado.

 

Imagens Got Talent Portugal

 

A semifinal do The Voice Portugal

Será que todos viram e ouviram aquilo que eu vi e ouvi, ou estaria eu com os meus sentidos desafinados?!

Mas vamos lá começar pelo início.

 

A equipa da Áurea: confesso que gosto mais da voz da Patrícia, e da sua aparente tranquilidade e naturalidade enquanto canta, mas acho a Soraia mais emotiva, mais expressiva (talvez por também representar). Ainda assim, considero a Patrícia uma candidata mais forte para a final. 

A actuação das duas com a sua mentora foi boa, mas não deslumbrou.

Compreendo que a Áurea tenha optado por dar mais votos à Soraia, que fez parte da sua equipa desde o início, em detrimento da Patrícia. 

Em dúvida fica a votação que, só por mero acaso e depois de tanta indecisão da Áurea, acabou empatada!

 

 

A equipa do Mickael: confesso que a Deolinda sempre foi a minha favorita, mas ontem não me convenceu com a sua interpretação da Christina Aguilera. Pelo contrário, o Guilherme, conseguiu fazer desta a sua melhor interpretação até hoje ou, pelo menos, a que mais gostei. Ainda assim, fiquei contente com a escolha da Deolinda para a final. E, ao que parece, o Mickael também acha que ela tem grandes hipóteses.

Quanto à actuação em conjunto, foi um descalabro! O Mickael, ao pé do Guilherme, não canta nada! Já passaram por este programa, e foram eliminados, concorrentes bem melhores que ele. A música não foi uma boa escolha e não funcionou bem para nenhum deles. Houve um momento, em que me pareceu que o Guilherme se tinha esquecido da letra, pareciam descoordenados, e as vozes pouco se ouviam.

 

 

A equipa do Anselmo: sem comentários!

Era o que merecia, mas vou dar a minha opinião na mesma. 

O Pedro, com uma grande legião de fãs adolescentes, fez bem o seu trabalho e escolheu cantar precisamente quem? Justin Bieber! Já o ouvi cantar muito melhor. Ontem, pouco se ouviu. Pior actuação de sempre, à excepção do espectáculo que deu. Dançou, deu uns saltos, pôs as meninas todas em delírio, mas suspeito que, para isso, nem precisaria abrir a boca. Considerar que, com esta escolha, já estava queimado foi puro engano, porque é óbvio que ele tem o público quase todo a torcer por ele, pobre coitado que perdeu a mãe e agora está a ter uma segunda oportunidade num programa no qual, anteriormente, não conseguiu entrar. Tem muito apoio e, por isso, arrisco-me a dizer que é um forte candidato à vitória. Mas não pelo seu talento ou voz.

A Joana merecia ter passado, embora esta noite não tenha brilhado tanto como em galas anteriores.

Fiquei chocada com a distribuição de votos do Anselmo, mas se ele quer vencer o programa tem que se aliar àqueles que o público mais gosta e vota, por isso, vendo bem, faz sentido ele ter mandado embora todos os melhores talentos da sua equipa.

Quanto à actuação dos três, devo dizer que o Anselmo não se safa muito bem a cantar em inglês, e de um modo geral, foi uma actuação bem fraquinha dos três, apesar do momento ter sido bonito.

 

E, como se costuma dizer, o melhor fica para o fim!

A equipa da Marisa foi, sem dúvida, a melhor da noite!

O Alfredo mostrou, finalmente, algo de diferente e foi uma aposta ganha. Continuo a preferir os concorrentes que já foram eliminados desta equipa, como o Ricardo ou o Pedro, mas com esta actuação ele conseguiu mostrar um pouco porque é que a Marisa o trouxe até esta fase.

Também gostei de ver o Sérgio a cantar Frank Sinatra, e fiquei contente por ele ter passado à final.

Mas o que mais adorei foi a actuação conjunta com a mentora. Primeiro, porque ela lhes deu o protagonismo e o palco, e eles souberam aproveitá-lo da melhor forma. Depois, porque mais uma vez mostraram que podem ser versáteis, e que cantam bem em português. A Marisa canta, e canta bem - brilhou e deixou-os brilhar. Por último, porque a interligação entre os três foi perfeita! 

 

 

Imagens The Voice Portugal - Facebook

Sobre o Achas que Sabes Dançar...

transferir (1).jpg

...que também poderia ser, tendo em conta a selecção dos candidatos até aqui e a primeira gala, o Achas que Sabes Apresentar, o Achas que Sabes Avaliar ou o Achas que Sabes Escolher!

 

Gosto do programa. É bom termos programas destes que tentam descobrir os talentos escondidos e mal aproveitados de muitos portugueses embora, na prática, se contem pelos dedos os que sairam destes mesmos programas com várias portas abertas para a construção e consolidação de uma carreira.

 

transferir (3).jpg

Parece-me que, em alguns momentos, os jurados foram um pouco injustos, pouco tolerantes com uns, e demasiado benevolentes com outros.

Não simpatizo muito com o Joaquín Cortez - pode ser um excelente bailarino e coreógrafo e, como tal, ter competências para avaliar, mas não estou a gostar muito de o ver.

A Rita Blanco não é especialista na matéria, mas até se safa nos comentários, e tem algum humor.

transferir (2).jpg

Mas é com este senhor que eu me farto de rir todas as semanas! O Marco da Silva, além de bailarino e coreógrafo, é genuíno. Acho piada aos "ei", aos "uh", aos "wow", aos saltos e gestos que ele faz durante as actuações dos concorrentes, ao sotaque, à simplicidade, ao gosto que demonstra por aquilo que faz.

transferir (4).jpgClick to enlarge image IMGS1413.jpg

 

A apresentadora, Diana Chaves, não sei se por ser a primeira gala em directo, não esteve mal, mas também não esteve bem. Esperemos que, com o tempo, melhore.

Quanto à polémica votação e eliminação da primeira gala, é verdade que, da forma como é feita a votação, os últimos a dançar são claramente prejudicados. Isto se as pessoas em casa, de facto, votarem pela actuação no programa. Porque apesar de as linhas abrirem ao ao mesmo tempo, sem mostrarem pelo menos, um excerto do ensaio geral, a única coisa em que podemos votar é na amizade, na família, na cara bonita ou no corpo trabalhado, ou seja, em nada do que é suposto avaliar. Minutos após o último par dançar, as votações encerram. Mas também é verdade que, por exemplo, a Joana e o Tiago foram dos primeiros a actuar e, ainda assim, dos menos votados. 

Houve concorrentes que dançaram menos bem e foram salvos, outros que tiveram uma melhor exibição e foram nomeados, as coreografias, por vezes, não dão espaço para mostrar muito, e outras vezes, mostra-se tudo e, ainda assim, o público não fica satisfeito.  

Apurados os seis menos votados, coube aos jurados decidirem quem salvavam e quem mandavam para casa, após uma última "dança pela vida". E é aqui que a incoerência, ou não, se faz sentir. Quanto à Cristina, não houve grandes dúvidas. Sempre a consideraram a mais fraca do grupo. Quanto ao Tiago, que tanto elogiaram ao longo da gala, que frisaram uma vez e outra que fazia falta no programa, e cuja nomeação gerou tanta indignação aos mesmos, perguntamo-nos porque razão, nesse caso, o mandaram embora?

As explicações coerentes que vejo são só duas: ou a produção deixou que repetentes participassem mas, em caso de nomeação, seriam os primeiros a sair (e aí os jurados não puderam fazer nada), ou os jurados consideraram que apesar de excelente bailarino, não mostrou aquilo que valia (ou não tem mais para mostrar) e, uma vez repetente, há que dar lugar a outros.

As explicações incoerentes poderão ter sido fazer a vontade ao público, como castigo "nomearam, agora aguentem com as consequências", ou acharem que, como profissional, não faz sentido estar ali a tirar a vez a outros. Mas, para isso, nem sequer o tinham levado tão longe. E profissionais, estão lá mais. Não é desculpa. 

Seja como for, o sonho da dança não termina com a eliminação do concurso. Prova disso é o Tiago, a Rita Spider, e outros concorrentes da primeira edição, que continuaram a fazer da dança a sua vida.

Covém não esquecer que isto é um concurso. Os concursos deste género, raramente são justos. E, como disse alguém, e muito bem, eles são 20, só um pode ganhar e os restantes 19 terão que sair! 

Click to enlarge image IMGS1378.jpg

 

 

 

 

And the winner is...

...Sweden!

 

 

Não há muito a dizer sobre esta edição do Festival Eurovisão da Canção em Baku, mas confesso que "sofri" até chegar a meio da votação.

Como já vem sendo hábito, Portugal não conseguiu qualificar-se para a final. Talvez tenha sido melhor. Ou arriscava-se a ficar nos últimos lugares.

Como sempre, há músicas divertidas, acrobacias que mais parecem saídas do circo, músicas que não valem nada, belas e poderosas vozes, canções mais indicadas para discotecas, mulheres que tentam conquistar votos através dos seus atributos não vocais, melodias que caem em graça, favoritas, e potenciais vencedoras!

Como em tudo na vida, gostos não se discutem, e existe aqui uma miscelânea de músicas para vários gostos.

Para mim, as candidatas à vitória seriam a Islândia, a Roménia, a Suécia e a Alemanha, embora tenha gostado de mais algumas. Penso que, pela primeira vez, uma música minha favorita vence!

A Sérvia também tinha o meu aval como vencedora.

O que me estava a tirar do sério, e me deixou completamente estupefacta, foi o facto de Rússia estar a receber tantos votos de vários países, tendo ficado em segundo lugar!

Andará tudo doido? Começo a pensar que Portugal ganharia mais se arriscasse enviar ao concurso um grupo de alentejanos cantando à sombra de um chaparro, ou então uma brigada do reumático!

É que não compreendo como é que as avozinhas da Rússia, com aquela canção, conquistaram até os portugueses, que lhes deram uma das mais altas pontuações!

Felizmente, a Suécia começou a destacar-se e a ganhar terreno face às suas adversárias!

E no final...euphoooooooooooooriiiiiiiiiiiiiiiiiiiiaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

  • Blogs Portugal

  • BP